A Última Trombeta

Jesus está voltando!

Assassino de jornalista é um rapper britânico que se tornou jihadista

RAPPER L JINNY

L Jinny deixou de poluir cabeças no Reino Unido para cortar cabeças no Oriente Médio

Os serviços secretos do Reino Unido já identificaram o jihadista de sotaque britânico suspeito da execução do jornalista norte-americano James Foley, divulgou este domingo o jornal The Sunday Times, citando fontes governamentais.

De acordo com as mesmas fontes, o MI5 (serviços secretos internos britânicos) e o MI6 (serviços secretos externos britânicos) indicaram que o jihadista de origem britânica é conhecido por outros extremistas como “Jihadi John“.

Apesar das fontes oficiais citadas pelo jornal não fornecerem detalhes sobre o indivíduo, o The Sunday Times refere que um dos principais suspeitos é Abdel-Majed Badel Bary, de 23 anos, que abandonou a casa da família no bairro londrino de Maida Vale, na zona oeste da capital britânica, em 2013.

Bary colocou recentemente na rede social Twitter uma fotografia sua a segurar uma cabeça decepada.

Em declarações ao mesmo jornal, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânicos, Philip Hammond, afirmou que o alegado jihadista de origem britânica envolvido na execução de Foley representa uma “absoluta traição” dos valores do país.

Hammond referiu que o Governo britânico investe “recursos significativos” para erradicar, segundo a sua descrição, uma “barbárie ideológica” que pode representar uma ameaça para o Reino Unido.

O chefe da diplomacia britânica afirmou, como outros membros do executivo de Londres, que a “ameaça” procedente da Síria e do Iraque poderá durar uma geração.

“É horrível pensar que o autor deste ato atroz poderá ter sido educado no Reino Unido”, disse Philip Hammond, que acrescentou que este comportamento “é uma completa traição” ao país e dos “valores e de tudo o que os cidadãos britânicos defendem”.

O jornal britânico referiu que Barry é filho de um militante de origem egípcia que está a ser acusado pela justiça norte-americana da autoria de ataques a bomba contra as embaixadas norte-americanas no Quênia e na Tanzânia em 1998.

O pai de Abdel-Majed Badel Bary está aguardardando julgamento em Nova Iorque.

O jornal avançou ainda que Abdel-Majed Badel Bary era um aspirante a artista de Hip-Hop, conhecido como “L Jinny“, cujas músicas chegaram a ser executadas na BBC Radio 1.

O rapper também aparece em vídeos postados no YouTube.

James W. Foley
Jihadi John e o rap na sua melhor forma

Fonte: Noticias de Sião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Informação

Publicado em 25 de agosto de 2014 por em Notícias relevantes.

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se aos outros seguidores de 110.531

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 3.936.876 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: