A Última Trombeta

Jesus está voltando!

Por que os judeus estão preocupados?

5Setenta anos após o Holocausto, muitos na Europa não se sentem mais seguros em razão de ações antissemitas
Há uma velha piada judaica que diz: “Sabe a definição de um telegrama judeu? ‘Comece a se preocupar. Seguem detalhes'”.
Com frequência, colegas judeus me questionam sobre as atuais manifestações de antissemitismo, particularmente na Europa: “É como em 1939? Estamos próximos de outro Holocausto?”. Até o momento, minha resposta tem sido um não inequívoco. Tenho criticado líderes da comunidade que, ou por legítima preocupação ou para chamar a atenção para propósitos pessoais, usam analogias do Holocausto para descrever as condições atuais. Tais pretensões são a-históricas. Elas exageram o que acontece no momento, e reduzem a importância da situação em 1939.As diferenças entre aqueles tempos e os atuais são desmedidas.
Atualmente, quando há um surto de antissemitismo, as autoridades o condenam. O que dista anos luz do que acontecia nas décadas de 30 e 40, quando os governos não só calavam como eram cúmplices.
No mês passado, os manifestantes a favor da Faixa de Gaza em Berlim gritavam: “Judeus, judeus, porcos covardes”. Os manifestantes em Dortmund e Frankfurt berravam: “Hamas, Hamas, os judeus para o gás!” Um manifestante a favor do Hamas em Berlim saiu da multidão e atacou um homem mais velho que estava parado numa esquina com uma bandeira israelense.
Algumas semanas atrás, foram postados cartazes em Roma pedindo o boicote de 50 empresas de propriedade de judeus. Na semana passada, no centro de Londres, manifestantes contra Israel tomaram como alvo uma mercearia da rede Sainsbury’s, e o gerente, instintivamente, tirou os produtos kosher das prateleiras (a rede depois se desculpou). Seria simplista ligar as ofensas aos acontecimentos em Gaza.
Mas esta tendência está sendo bastante clara há algum tempo. Em março de 2012, quatro pessoas foram mortas numa escola judaica em Toulouse, na França. Em dezembro de 2012, as autoridades israelenses alertaram judeus que pretendiam visitar sinagogas na Dinamarca a só usarem seus solidéus no interior do edifício.
Está se tornando cada vez mais comum turistas judeus na Europa Ocidental evitarem exibir algo que possa caracterizá-los como tais. Em maio, um mês antes do início do conflito em Gaza, quatro pessoas foram mortas a tiros no Museu Judaico de Bruxelas.
Os que tentam reduzir a importância do que está acontecendo como “nada mais que retórica” não me convencem. Afinal de contas, é a linguagem que está no centro da transferência ubíqua da indignação pela ação militar israelense para o ódio pelos judeus.
Tampouco me consola a explicação de que estas ações são realizadas por “jovens muçulmanos descontentes”. Segundo uma estimativa, 95% das ações antissemitas na França são cometidas por jovens de ascendência árabe ou africana. Muitos desses muçulmanos nasceram na Europa, e muitos dos que não nasceram, são os pais de uma nova geração de europeus.
É verdade que este não é o antissemitismo dos anos 30, que nascera da direita e estava arraigado na visão secular cristã que demonizava os judeus. Tradicionalmente, o Islã não tratou os judeus dessa maneira.
Mas no século passado, apareceu uma cepa distinta de antissemitismo muçulmano. Surgida com base na antipatia pelos não muçulmanos, ela mescla o antissemitismo cristão – levado para o Oriente Médio pelos missionários europeus – e uma forma secular, mais esquerdista, de antissemitismo. Ela é evidente nas tiras de conteúdo político, nos editoriais, nos programas de televisão e nos artigos dos jornais.
A cartilha do Hamas é um exemplo. Ela contém referências a Os Protocolos dos Sábios do Sião, um documento notoriamente falso, criado pela polícia czarista russa em 1903, e posteriormente usado como propaganda nazista. O documento acusa os judeus de usar sociedades secretas para fomentar os desastres econômicos e políticos globais. E insta os seus sequazes a se prepararem para “a próxima rodada com os judeus, os mercadores da guerra”.
A fundamentação lógica – “nada além de retórica”, “são apenas muçulmanos” – me incomoda quase tanto quanto as ofensas. Em vez de tentar negar estas ações, os principais expoentes da cultura, da religião e das academias dos países onde estes fatos ocorrem deveriam ficar profundamente abalados, não apenas a respeito da segurança de seus vizinhos judeus, mas também do futuro das sociedades abertas, aparentemente liberais, às quais eles pertencem.
Mas quando o porta-voz do Hamas reiterou sua declaração de que os judeus usaram o sangue de crianças não judias para seu matzo – uma das mais antigas mentiras antissemitas em circulação – as elites europeias se mantiveram em grande parte em silêncio.
Setenta anos após o Holocausto, muitos judeus da Europa não se sentem mais seguros. Contratar um segurança para proteger pessoas que vão à sinagoga para a oração não é o que um povo seguro faria. A França registra um considerável aumento do número de judeus que decidiram emigrar (embora os dados ainda sejam bastante reduzidos).
O telegrama chegou. Os judeus estão se preocupando. Está na hora de os que prezam uma sociedade livre, democrática, multicultural e educada fazerem o mesmo. Não se trata de novo Holocausto, mas é uma situação muito ruim. / TRADUÇÃO DE CELSO PACIORNIK
Deborah E. Lipstadt é escritora e professora de História Judaica Moderna e Estudos do Holocausto na Universidade Emory.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

Publicado às 26 de agosto de 2014 por em Israel profético e marcado , .

Postagens no Instagram

Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou o coração do homem, o que Deus tem preparado para aqueles que o amam. (1 Coríntios 2:9) Que consolo extraordinário ler estas palavras proferidas pelo apóstolo Paulo! Com todas as lutas que ele passou na vida, nada pode diminuir a alegria da salvação. Paulo viu o outro lado, o mundo espiritual, o paraíso, a vida eterna. A sua experiência foi tão real que ele não sabia dizer se a experimentou no corpo ou somente no espírito. Nessa jornada extraordinária, ele nos encoraja ao afirmar que Deus tem planos maravilhosos para nós após a morte; algo que literalmente vai tirar o nosso fôlego! Quando penso nisso, percebo o quão medíocre é viver a vida terrena como se ela fosse tudo o que teremos adiante de nós. Se entendermos que o tempo presente é somente uma preparação para a vida eterna com Deus, não nos tornaremos alienados para esta vida. Muito pelo contrário, ao termos a convicção da eternidade, viveremos da melhor maneira possível; com dignidade, com intensidade, com propósito, com paixão, com esperança, com força, com resiliência, qualidades estas que encontramos na vida do apóstolo Paulo depois que experimentou algumas migalhas do grande banquete que nos espera. Por isso, cada dia de nossas vidas importa. Nossos dons, nossas oportunidades, nossos sonhos, nossas dificuldades, tudo está ligado ao propósito de Deus para nós nesta vida! Quando passamos por perdas temporárias ou definitivas; quando nos encontramos perdidos sem compreender os caminhos para os quais Deus nos direciona; quando encontramos desertos que se interpõem à nossa terra prometida, não devemos nos esquecer: a mão invisível de Deus está por trás de tudo, conduzindo-nos para o nosso destino e se valendo do tempo para nos preparar para a eternidade; tirando o melhor das nossas limitações, para que nos recompense no tempo da plenitude. Eu já tenho saudade desse tempo que nunca vivi. Mas, a exemplo do apóstolo Paulo, que mesmo desejando muito partir e tendo a plena consciência da própria importância na Terra, entendo que preciso viver com intensidade e propósito os dias que o Senhor me dá nessa terra. Lamartine Posella
⚠️ ORAÇÃO - REGIÃO CENTRO-OESTE #ClamorPeloBrasil 😇🙌 PAI DE AMOR, choramos diante de ti pedindo o teu perdão pelos nossos muitos pecados que tem nos afastado de Ti. Que teu Braço forte se estenda mais uma vez operando salvação aqui neste lugar. Abençoa a região Centro-Oeste com poder, operando maravilhas no meio da igreja redimida. Todo nosso orgulho, nossas idolatrias, que colocamos entre Deus e nós mesmos, nossas invejas, imoralidades sexuais, roubos, inimizades, contendas, violência, desobediência, toda sorte de pecados ocultos; não queremos mais ter corações rebeldes e hipócritas. Te pedimos restauração e purificação dos púlpitos das igrejas, para que todos se convertam verdadeiramente e chorem em arrependimento. Que haja um novo caminhar, um profundo temor e e que todos possam voltar as escrituras para observância e obediência em amor. Abençoa teus filhos colocando em nossas bocas as Palavras de salvação para serem anunciadas em alta voz pelas ruas e casas das nossas cidades. Prepara nossa gente para o momento final, purifica tua igreja para subir para os céus!! Que em todos os estados desta região haja um mover maravilhoso do Senhor tornando novas todas as coisas, que teus profetas e atalaias, ouvindo tua voz, a anunciem sem temer o homem, mas temendo somente ao Senhor. Que toda essa região experimente o avivamento, uma santidade gerada pelo agir do teu Espirito. Salva vidas, leve cura e alegria a esse povo. Abençoa as fronteiras do Brasil, guarda nossa gente e sobretudo faça a tua vontade sobre nosso povo. Abre as portas do céus, e abençoa conforme a tua infinita graça. Salva o Brasil em nome de Jesus, amém. 📖"E sucedeu que, ouvindo eu estas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus." Neemias 1:4 #Oração #Jejum #Clamor #Intercessão #Brasil #RegiãoCentroOeste #Arrependimento #MandamentosdeDeus
⚠️ ORAÇÃO - REGIÃO NORDESTE #ClamorPeloBrasil 😇🙌 PAI BENDITO, perdoa os nossos pecados; sabemos que temos sido falhos e muitas vezes rebeldes a voz do teu Espírito. Te pedimos hoje pela região Nordeste do Brasil, para que sobre cada estado a restauração e a salvação chegue aos corações aflitos e necessitados de ti. Da-nos a unção do Espírito Santo para resplandecer e influenciar a sociedade local, que o teu povo que ja foi lavado e remido possa prosseguir testemunhando de forma maravilhosa o teu agir para que muitos venham a ti pelo testemunho deles. Santifica tua igreja. Pedimos que abençoe o trabalho de missões feito nos estados para que tua Palavra seja pregada a todos os moradores para que se arrependam e creiam no evangelho. Coloca temor no coração de todas as autoridades constituídas. Repreende a violência, os abusos, a corrupção, as imoralidades, a violência, a destruição das famílias, detenha a quebra dos valores morais . Que em todos os estados desta região haja um remanescente fiel a ti, ouvindo tua voz e sendo atalaia nas cidades e localidades de interior. Aviva tua obra no Nordeste do Brasil. Salva vidas, leve cura e alegria a esse povo. Abre as portas do céus, e abençoa conforme a tua infinita graça. Se revele aos corações que tem te buscado com diligência e obediência, que venha sobre as pessoas profundo temor para que todos te reconheçam como único Senhor e Salvador. Em nome de Jesus, amém. 📖"E sucedeu que, ouvindo eu estas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus." Neemias 1:4 #Oração #Jejum #Clamor #Intercessão #Brasil #RegiãoNordeste #Arrependimento #MandamentosdeDeus #SemanaDeClamor __________________________
João 3:16😊
Anúncios

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 106.188 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 2,957,732 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: