Quem são os ungidos de Deus?

5“Quem são os ungidos de Deus?”

“Não toqueis os meus ungidos, e não maltrateis os meus profetas”.

Esta relutância de Davi em matar Saul por ser ele o ungido do Senhor tem sido interpretado por muitos evangélicos como um princípio bíblico referente aos pastores e líderes a ser observado em nossos dias, nas comunidades cristãs. Para eles, uma vez que os pastores, bispos e apóstolos são os ungidos do Senhor, não se pode levantar a mão contra eles, isto é, não se pode acusa-los, contradizê-los, questioná-los, criticá-los e muito menos mover-se qualquer ação contrária a eles. Esta “unção do Senhor” parece que funciona como uma espécie de proteção e imunidade dada por Deus aos seus ungidos, e ir contra eles seria ir contra o próprio Deus (afirmam mal e fora do seu contexto).

Mas, será que é isto mesmo que a Palavra ensina?

45Hoje em dia o que não falta é encontramos profetas/apóstolos e não só, auto-nomeados usando este verso, num esforço de auto-exaltação, de pertencer a uma classe Especial de “ungidos de Deus”, dizendo que ninguém ouse questionar o que eles estão ensinando ( se calhar, temem é ser desafiados em suas falsidades, digo eu).  Esta será sempre uma posição muito perigosa para alguém nela se colocar, acreditando ter recebido uma unçãooooooooooo especial, uma medida extra. O que não entendo é como, então, alguém pode tomar a história de Davi se recusando a matar Saul, por ser o ungido do Senhor, como base para este estranho conceito de que não se pode questionar, confrontar, contradizer discordar e mesmo enfrentar com firmeza pessoas que ocupam posição de autoridade nas comunidades quando os mesmos se tornam repreensíveis na doutrina e na prática.

No Tanakh, a palavra “ungido” significa aplicar óleo no corpo de alguém, simbolizando que Deus escolheu essa pessoa para o serviço do Senhor. Essa pessoa foi consagrada ao Senhor. A palavra “consagrado” significa ter sido separado à parte, provido com o poder de Deus para executar o Seu serviço especial, também significa que essa pessoa foi declarada Limpa, Santa e Pura. A expressão “ungido do Senhor” usada na Palavra em referência aos reis de Israel se deve ao fato de que os mesmos eram oficialmente escolhidos e designados por Deus para ocupar o cargo mediante a unção feita por um juiz ou profeta.

12Na ocasião, era derramado óleo sobre sua cabeça para separá-lo para o cargo, foi o que Samuel fez com Saul e depois com Davi. A razão pela qual Davi não queria matar Saul era porque reconhecia que ele, mesmo de forma indigna, ocupava um cargo designado por Deus, e Davi não queria ser culpado de matar aquele que havia recebido a unção real.

Em resumo, Davi não queria ser aquele que haveria de matar o ímpio rei Saul pelo fato do mesmo ter sido ungido com óleo pelo profeta Samuel para ser rei de Israel. Isto, todavia, não impediu Davi de enfrentá-lo, confrontá-lo, invocar o juízo e a vingança de Deus contra ele, e entregá-lo nas mãos do Senhor para que a seu tempo o castigasse devidamente por seus pecados.

“Não toque no ungido do Senhor” é apelação de quem não tem nem argumento e nem exemplo para dar como resposta.

Fonte: Jerónimo Martinho Borges Figueira

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s