Você realmente tem fé?

Andando-sobre-as-águasMuitos afirmam crer em Deus, mas pouquíssimos realmente possuem fé. Crer num Deus onipotente, onipresente e onisciente é fácil. Difícil mesmo é colocar esse “crer” em ação. Isso sim é ter fé!

A palavra fé, vem do original grego pistis, e uma de suas aplicações é “estar em harmonia ou sintonia com Deus”. Ter fé não é esperar que Ele trabalhe por mim porque tenho fé suficiente, mas sim possuir intimidade tal que me faça trabalhar por Ele, pelo seu reino e sua justiça. Muitos “pastores” tem induzido milhares de ovelhinhas a exercitarem a sua “fé” pulando do pináculo do templo, mas o verdadeiro pastor nos orienta a descermos pelas escadas e a não colocarmos Deus à prova. Não tenho fé suficiente pra andar sobre as águas, porque creio que isso é sinal do Messias, mas, pelo seu reino e a sua justiça, nadar eu posso. Sim, nisso eu boto fé! Porque tudo posso NAQUELE que me fortalece!

Estando em real harmonia com Deus, a vontade Dele passa a ser a minha vontade, e então, versículos como o de Mateus 17:20 começam a fazer mais sentido: “… porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.” E o que é ter fé como um grão de mostarda? É mesmo diante de sua pequenez, ter a convicção de que seu relacionamento com Deus, se bem “alimentado”, pode se desenvolver e se transformar numa grande árvore! E quando a intimidade chega neste ponto, somos capazes de discernir se realmente é a vontade de Deus que uma montanha mude de lugar.

Mas como estar em sintonia com alguém que mal conhecemos? Você realmente conhece a Deus? Pode afirmar isso? Se a sua resposta for negativa ou parecida com: “não estou muito certo…”, é porque a fé ainda não é real em sua vida. É impossível conhecer alguém sem conviver, sem caminhar junto. Só conquistamos intimidade com uma pessoa quando convivemos e somos transparentes em nosso relacionamento. É estar em total sintonia, sem nenhuma interferência na amizade.

Mas e na prática? Como exercer harmonia, sintonia e intimidade com um ser tão superior? Parece algo tão distante, não é mesmo? Muitos buscam conhecer a Deus e exercer intimidade através de cânticos, encontros, rituais ou práticas religiosas. Chegam inclusive a clamar de todo o coração: “Pai, queremos ver tua face! Quero te ver Senhor! Quero te conhecer, ouvir a tua voz!” Interessante que Filipe, um dos discípulos, também demonstrou esse interesse: “Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta”. E a resposta de Jesus, como sempre, foi simples, direta e reta:

“Você não me conhece, Filipe, mesmo depois de eu ter estado com vocês durante tanto tempo? Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: ‘Mostra-nos o Pai’? Você não crê que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? As palavras que eu lhes digo não são apenas minhas. Pelo contrário, o Pai, que vive em mim, está realizando a sua obra. Creiam em mim quando digo que estou no Pai e que o Pai está em mim; ou pelo menos creiam por causa das mesmas obras… Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam também o meu Pai. Já agora vocês o conhecem e o têm visto”. João 14:6-11

Querido(a), quer mesmo conhecer a Deus? Ter intimidade com Ele? “Se vocês realmente me conhecessem, conheceriam também o meu Pai” O primeiro passo é conhecer Jesus. Como? Através da leitura dos Evangelhos, que são os registros de sua trajetória aqui na terra, desde o seu nascimento até a sua morte. Leia os livros de Mateus, Marcos, Lucas e João de trás pra frente, de frente pra trás, de baixo pra cima e de cima pra baixo. Depois vire do avesso e leia de novo. Em seguida, leia as cartas que seguem para absorver a aplicação dos ensinamentos de Cristo através da vida dos apóstolos.

Mas é importante lembrar que a sintonia não acontece quando apenas um dos lados é conhecido. Deus deseja te escutar também! Fale de seus medos, preocupações, angústias, anseios, alegrias, gratidões… É necessário que o canal de comunicação entre vocês esteja sempre aberto. E este deve ser um exercício diário para aquele que diz acreditar em Deus. Para alguns, esse processo pode parecer estranho no início, mas com o passar do tempo acaba se torna natural e prazeroso, como qualquer outra relação de amizade, que vai se estreitando com o passar dos anos.

“Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam”. Hb 11:6. Este versículo nos deixa duas lições preciosas. A fé exige de nós duas ações: CRER e BUSCAR. Uma não faz sentido sem a outra. Se você afirma crer em Deus, mas não busca conhecê-Lo, sua fé não existe, é morta. Como disse um grande amigo: Fé, é o crer em ação!

Mas e o versículo de Hebreus 11:1, como fica? “A fé também é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”. Vamos trocar a palavra fé por harmonia ou sintonia?”A harmonia/sintonia com Deus é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos”. Ao buscar intimidade com Deus através da sua palavra, estudando e praticando os ensinamentos de Jesus e orando em todo o tempo, estamos colocando em prática a certeza daquilo que esperamos e concretizando as coisas que não vemos. Pronto, simples assim!

Fonte: Armagedom

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s