Mantenha os olhos no Iraque!

babylonBabilônia: O Futuro Centro e Cabeça do Império Islâmico que Virá
Em Daniel 2:35, lemos que a pedra que vem do céu destrói todos os metais da imagem JUNTOS. Isto significa que a cabeça de ouro (Babilônia) novamente estará presente nos últimos dias como a cabeça do império de dez nações representadas pelos dez dedos de ferro e barro. Os dez dedos dos pés de ferro e barro não podem existir sem o resto do corpo, especialmente a cabeça de ouro onde está o cérebro do último império.
Em Apocalipse 13, lemos que uma das sete cabeças da besta é curada do que parece ser um ferimento na cabeça. Apocalipse 17, explica que as sete cabeças são sete montes que representam sete reis / reinos. Ele também diz que cinco tinha caído e um é (Império Romano) e um tinha que vir como o sétimo e último por um curto espaço. Muitos dizem que este foi o Império Otomano, mas poderia referir-se a confederação de dez nações da tribulação. A besta que era (antes de João), a que não é (não existia mais na época de João) retorna como o oitavo, e é um dos sete. Isso significa que uma das cinco montanhas-reinos antes de tempos de João tem de ser revivida como o oitavo. Em Jeremias 51:24-25, Deus se refere à Babilônia, na terra da Caldéia como um “monte destruidor” (império) que retorna para destruir a terra nos últimos dias.
Isaías 14:4 chama o anticristo de rei de Babilônia. Em Apocalipse 18, lemos que a Babilônia torna-se o centro político e econômico do império da besta (não confundir com a religiosa “Babilônia Misteriosa”, que o Anticristo destrói como sendo o cabeça da Babilônia política). Em Zacarias 5:5-11, lemos que “a iníquidade” é transportada de volta para a terra de Sinar, em sua própria base, que é a área geográfica onde a Babulônia era localizada. Sinar em Gênesis 10:9-11 é a terra onde Nimrod construiu as cidades de Babel (Babilônia) Akkad, Calneh e Nínive. Em Miquéias 5 o Anticristo Assírio está associado a esta terra de Ninrode de Gênesis 10:9-11.
Quando todos esses fatos são considerados, a imagem final emerge para o império do fim dos tempos: Babilônia será o centro e a cabeça do império da besta, islâmico, que virá. Isto significa que a nação moderna, que engloba a região geográfica da antiga Babilônia, Nínive e Sinar também conhecida historicamente como Mesopotâmia será a capital, cabeça e centro da vinda do império do fim desta era. O Iraque é a nação moderna que engloba todos esses territórios bíblicos antigos que são falados como sendo o centro, cabeça e capital do último império da história humana a ser revivido sob o Anticristo.
Jesus Cristo, o homem nascido em Belém da Judéia, em Miquéias 5:2, retorna para trazer a paz ao destruir a Assíria e a terra de Nimrod no resto de Miquéias 5. O Iraque é a terra de Nimrod. Você acha que é uma coincidência que o Iraque tornou-se o centro de maldade em nossos dias? Você acha que é uma coincidência que o embrião que está dando à luz ao califado islâmico reavivado está localizado no Iraque? Você acha que é uma coincidência que o Irã declarou ser um novo império com o Iraque como sendo a sua capital, assim como os antigos impérios mundiais fizeram da Babilônia (o Iraque moderno) como a sua capital?
A Bíblia é um conto de duas cidades – Jerusalém, em Israel e a Babilônia, no Iraque. Cristo é chamado o rei de Israel. O Anticristo é o rei de Babilônia (Isaías 14:4).
Mantenha os olhos no Iraque.

Fonte: The Coming Bible Prophecy Reformation

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s