A Última Trombeta

Jesus está voltando!

Encontrada a vaca vermelha para o Terceiro Templo

bigcowA descoberta de uma vaca totalmente vermelha numa quinta perto de Lakewood, no estado da Nova Jérsia, EUA, está atraindo a atenção dos judeus ortodoxos do mundo inteiro e não só, havendo sérias especulações sobre o significado desta descoberta e a sua correspondência aos sinais dos “últimos dias.”
No Livro de Números (capítulo 19), está estipulado que a única forma de uma pessoa se purificar após ter tido contacto com mortos é sendo aspergida com água misturada com hissopo, pau de cedro e carmesim com as cinzas da vaca vermelha (“parah adumah” no hebraico) sacrificados sobre um altar do Tabernáculo sagrado. Em outras palavras, segundo a Lei bíblica, para vencer a impureza da morte, a pessoa precisa de uma vaca vermelha kosher para um sacrifício no Templo.

Para que uma vaca vermelha seja considerada “kosher”, ela tem de ser completamente vermelha. A mera presença de dois pelos pretos ou brancos próximos um do outro já a desqualifica automaticamente. Depois do êxodo bíblico, o Tabernáculo que Moisés erigiu serviu os israelitas no deserto do Sinai durante 40 anos. Houve depois 2 Templos em Jerusalém durante cerca de mil anos, do 10º século a.C. até à destruição do segundo Templo no ano 70 d.C. Não tem havido nenhum Templo desde essa altura e, tanto quanto se sabe, nenhuma vaca completamente vermelha. Até agora.

SINAL DA VINDA DO MESSIAS?
Muitos acreditam que as vacas vermelhas kosher aparecerão quando o Templo de Jerusalém – a Casa de Deus – estiver prestes a ser edificado. O ajuntamento do povo judeu e a criação do estado de Israel em 1948 têm sido vistos pelos crentes como sinais da próxima vinda do Messias, da reconstrução do Templo e da inauguração do “Reino de Deus” – uma nova fase qualitativa na História humana. Para os crentes na Bíblia, a súbita aparição de uma vaca vermelha pode ser interpretada como um sinal da esperada era messiânica.

E, agora, parece que essa vaca vermelha – com dois anos de idade, e sem mácula – terá aparecido em Howell, nos EUA. Esta vaca nasceu da relação de dois bovinos de cor preta na quinta de Herb Celler, filho de sobreviventes de Auschwitz. Rabinos de todo o mundo estão comparecendo no local e, até agora, a vaca tem passado positivamente por todos os testes kosher. O dono do animal, o sr. Celler, afirmou que já lhe ofereceram um milhão de dólares pela vaca. Apesar do valor, ele planeia mesmo assim recusar a oferta e oferecê-la a Israel.
Mas, por quê uma vaca vermelha? Diz-se que este é o único mistério que nem o sábio rei Salomão conseguiu descortinar. Segundo a tradição rabínica, as cinzas da vaca vermelha são vistas também como expiação pelo pecado da adoração ao bezerro dourado pelo povo de Israel, logo após a saída do Egipto.
O sacrifício da vaca vermelha será assim uma forma de mostrar arrependimento diante de Deus. Normalmente, pensa-se no bezerro dourado como sendo de cor amarela, mas há que lembrar que muitas vezes mistura-se cobre com o ouro, de forma a fortalecê-lo, sendo tal mistura denominada antigamente como “vermelho dourado.”
De qualquer forma, o surgimento desta rara espécie de vacas pode ser um sinal bom ou mau. Pode representar um aviso de que o fim apocalíptico está próximo, ou, por outro lado, um sinal de que a vinda do Messias está próxima, e de que Ele trará com Ele uma nova era de paz e justiça.
Tudo depende da crença de cada um e em que lado é que se encontra.

Fonte: ShalomIsrael

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 9 de abril de 2015 por em Israel profético e marcado , , , .

Postagens no Instagram

#MudeoBrasilpelaBiblia Oremos pelo México Pouco depois de decolar do aeroporto de John Wayne, no condado de Orange, na Califórnia, o piloto Frank Pisano ouviu um som diferente no motor direito do avião.

Depois de um vôo que durou apenas quatro minutos, a aeronave foi incendiada quando retornou para a pista. No entanto, o piloto e a passageira que estava ao seu lado, sua esposa, Janan, foram salvos por um milagre de Deus.

O casal decolou no dia 30 de junho para passar três dias em Scottsdale, no Arizona. Como um piloto experiente, Frank percebeu que conseguia retornar ao aeroporto depois de perder o motor direito e nivelou o avião. “Eu fui bem treinado, mas Deus obviamente ajudou”, afirmou.

Frank estava prestes a realizar um pouso de emergência numa estrada, que poderia ser fatal. Janan, sentindo-se indefesa, fechou os olhos e começou a orar: “Deus está conosco, Deus está conosco”, disse ela, repetidamente.

De repente, Frank percebeu que estava descendo muito rápido. Assim que pousou, o avião caiu “como um balão de chumbo”. “Havia postes de luz na rodovia que se eu acertasse, teriam explodido. Eu estaria morto. Esse é mais um dos milagres”, disse ele.

O avião atingiu a frente de uma caminhonete que deu impulso para que a asa atingisse a barreira. “Se não tivéssemos atingido esse veículo, teríamos entrado na barreira inicial e estaríamos mortos. Foi o terceiro milagre”, lembrou Frank.

Depois da queda, o avião foi tomado pelas chamas. Por causa do impacto, Frank teve seis vértebras quebradas e Janan teve cinco vértebras afetadas. Ambos ficaram inconscientes, mas logo acordaram e conseguiram ser retirados da aeronave antes de uma explosão.

Uma das pessoas que ajudou a socorrer o casal durante o acidente foi um barman chamado Federico, que se abaixou para ajudar Janan e disse: “Deus está com você, Deus está com você”, repetindo a mesma oração feita por ela antes da queda.

Recuperação

Frank e Janan foram levados ao hospital e entraram em coma induzido, devido a dificuldade na respiração. “Me disseram que enquanto eu estava inconsciente, as pessoas iam até o meu quarto e oravam. Nunca descobri quem elas eram”, lembra o piloto.
[Continuação do texto no comentário | Via: Guiame

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 86.365 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 2,353,154 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: