A noiva do Cordeiro segundo as características de Simeão e Ana

Lc-236-40

SIMEÃO

“Havia em Jerusalém um homem cujo nome era SIMEÃO; e este homem era justo e temente a Deus, esperando a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele. E fora-lhe revelado, pelo Espírito Santo, que ele não morreria antes de ter visto o Cristo do Senhor. E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei, ele, então, o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse: “Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, Segundo a tua palavra; pois já os meus olhos viram a tua salvação, a qual tu preparaste perante a face de todos os povos; luz para iluminar as nações, E para glória de teu povo Israel.” (Lucas 2:25-32)

                Simeão (Ouvinte) era reconhecido pelo próprio Deus como um homem justo – dentre os poucos que Deus dá esse testemunho como o caso de Noé, Daniel e Jó (Ezequiel 14:14) e Ló (2 Pedro 2:7) – também temente a Deus, o que fazia com que este andasse em retidão diante de YHWH e ainda esperando a consolação de Israel. Por isso o Espírito Santo estava sobre ele ANTES MESMO DO DERRAMAR NOS DIAS DO PENTECOSTES. Simeão é a pessoa citada na palavra, onde a igreja da “ultima hora” deveria se espelhar e se posicionar para receber as virtudes do Espírito Santo.

Este Simeão expressa: “…Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo…  pois já os meus olhos viram a tua salvação luz para iluminar as nações”.  Quem inseriu essa expressão em seu coração que saltou pelos seus lábios foi o próprio Espírito Santo que habitava nele, e isso podemos conferir através das sagradas escrituras inspiradas por Ele quem são os que recebem a Luz do Mundo (Jesus) em meio a um mundo repleto de densas trevas do pecado: “Aos justos nasce luz nas trevas; ele é piedoso, misericordioso e justo.” (Salmos 112:4). Esses três atributos somente podem ser verdadeiros em quem tem o Espírito Santo vivendo dentro dele (Galatas 5:22).

A igreja (Noiva Amada do Cordeiro) deve-se postar da mesma forma, pois, é necessário que a justiça do JUSTO (Cristo) seja imputada em nós para podermos ser participantes do Reino de Deus, como nos afirma a Palavra: “…se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.” (Mateus 5:20) – é certo que essa justiça não vem de nós, mas do Filho de Deus – pois “…todas as nossas justiças como trapo da imundícia” (Isaías 64:6). Da mesma forma devemos ser tementes a Deus, pois a própria palavra nos ensina “…Temei a Deus, e dai-lhe glória; porque é vinda a hora do seu juízo.” (Apocalipse 14:7) e ainda nos expressa o protesto do Altíssimo: “…E, se eu sou senhor, onde está o meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome.”( Malaquias 1:6) e ainda com toda paciência ter esperança que Aquele que prometeu nos buscar é Fiel para cumprir; esperar quando Ele próprio afirma: “se tardar, espera-o, porque certamente virá…” (Habacuque 2:3). Dessa forma o Espírito Santo estará sobre o TEMPLO, como nos ensina o Senhor: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1 Coríntios 6:19) e ainda: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (1 Coríntios 3:16).

ANA

“E estava ali a profetisa ANA, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Esta era já avançada em idade, e tinha vivido com o marido sete anos, desde a sua virgindade; e era viúva, de quase oitenta e quatro anos, e não se afastava do templo, servindo a Deus em jejuns e orações, de noite e de dia. E sobrevindo na mesma hora, ela dava graças a Deus, e falava dele a todos os que esperavam a redenção em Jerusalém.” (Lucas 2:36-38 )
Ana (Graciosa) era uma viúva que dedicava sua vida a Deus, ela não se afastava do Templo, e ainda, orava e jejuava dia e noite.

Nós (A Noiva do Senhor) somos como Ana a profetisa – antes estávamos casados com as coisas terrenas – hoje a Noiva se dedica a estar em santidade com Deus. A Noiva do Senhor deve estar a todo tempo perto de Deus, em comunhão com Deus, obedecendo ao seu chamar, e não ter vínculos com o pecado. A Noiva não pode parar de orar e jejuar. E como a profetisa Ana viu a profecia de Isaías se cumprir, a Noiva do Senhor também verá o noivo descer nas nuvens e arrebatar-la, perfeita, sem mancha, com o Sangue do Cordeiro identificando que pertencemos a Jesus, o nosso Salvador.

Amados (as) se vocês querem subir com Jesus então se arrependam dos caminhos maus, larguem o velho homem para trás, e viva em santidade com Deus. Ore e jejuem sem cessar, porque em Breve o Noivo Virá!

Shalom!!!!

Sandro L. e Letícia R. Oliveira

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s