Irã invoca pacto de envio de tropas a Síria

051113_irasiriaFontes confiáveis em Teerã esperam que o governo iraniano invoque o seu pacto de defesa mútua com a Síria, de 2006, “nas próximas horas” para a transferência de tropas iranianas na Síria – muito provavelmente por via aérea. Isto foi relatado por fontes militares e de inteligência exclusivos da agência de notícias Debkafile. Seria a primeira intervenção militar direta de Teerã no conflito da Síria enquanto ele entra em seu quinto ano. O regime de Bashar Assad e os exércitos da Síria e do Hezbollah estão em colapso sob os ataques gêmeos do Estado islâmico e das forças armadas da oposição síria e precisam de apoio urgente.

A possibilidade de invocar o pacto de defesa mútua iraniana-síria para salvar o regime de Assad foi levantada pela primeira vez em um artigo do Debkafile em 30 de maio.

Teerã estava convencido de que, sem uma intervenção direta, seu aliado iria cair, a qualquer momento, nesta quinta-feira, quando as forças do Estado islâmico romperam as defesas do exército sírio para a cidade curda da Síria do norte de Hasakeh, que fica na junção da fronteira síria-iraquiana-turca. Ao anoitecer, os islâmicos tinham vindo para dentro de um quilômetro da cidade estratégica e capturaram a sua estação de energia. Seus defensores, a 52ª Divisão do Exército Sírio, foram desmoronando sob o ataque do ISIS; alguns dos soldados correram para ele.

Embora a cidade seja governada por uma coalizão do governo central e de curdos locais, não houve coordenação operacional entre as forças sírias e curdas que defendam a cidade contra o inimigo comum.

Se o ISIS conseguir tomar Hasakeh, seria sua terceira vitória importante em um par de semanas após a captura de Palmyra, na Síria e na cidade iraquiana de Ramadi. Sua queda daria aos islamitas uma via aberta pelo norte da Síria para o norte do Iraque e reforça a sua aderência em Mosul, a sua capital iraquiana.

Ele também contaria como um grande revés para os Estados Unidos, cujo ataque aéreo de apoio aos defensores curdos do Hasakeh não conseguiram parar o avanço islamita.

No setor sul também, as tropas sírias das divisões 68 e 13 que defendem Deraa relatam terem se rendido e fugido sob o ataque maciço da oposição do exército de coalizão.

A decisão final de Teerã sobre o envio de uma força iraniana substancial para a Síria é esperada nas próximas horas. Esta intenção foi fortemente insinuada nas últimas 48 horas por Adm. Ali Shamkhani, chefe do Conselho de Segurança Nacional do Irã, e o general Qassem Soleimani, comandante supremo das operações no Oriente Médio do Irã. Ambos anunciaram que eventos dramáticos para a Síria são esperados nos próximos dias.

Fonte: Debka

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s