A Última Trombeta

Jesus está voltando!

11 Motivos do toque do shofar em Rosh Hashaná

11903982_1018141374883671_7941446168186670088_n

“Estamos familiarizados com as visões, sabores e sons de Rosh Hashaná – a doce sensação do mel na boca,o ondular rítmico da congregação em prece, o grito do shofar no ar. Mas já paramos para pensar sobre as mensagens por trás das ações do dia?

Embora todo mandamento seja essencialmente supra-racional – realizado somente porque é a vontade e a ordem do Criador – nossos sábios encontraram significado e mensagens por trás dos mandamentos que cumprimos. Vamos examinar as 11 razões dadas para tocar o shofar em Rosh Hashaná.

1 – O Retorno do Rei
Em Rosh Hashaná, o aniversário da Criação, D’us renova a energia criativa que sustém nosso mundo. Mais uma vez, Ele é coroado como Rei do universo. Assim como trombetas são tocadas numa coroação, o shofar anuncia o contínuo reinado de D’us.

2 – O Grande Despertador
Em Rosh Hashaná, o primeiro dos Dez Dias de Arrependimento, despertamos de nosso sono espiritual. O shofar é como um alarme que nos chama para examinarmos nossas ações e corrigir nossas maneiras, quando retornamos a D’us.

3 – O Lembrete
O shofar foi tocado no Monte Sinai quando a Torá foi outorgada. Em Rosh Hashaná, tocamos o shofar para nos lembrar de nos rededicarmos ao estudo de Torá – e para lembrar D’us do nosso compromisso inicial e sinceridade.

4 – A Voz
O shofar nos lembra da voz dos profetas, que como o toque do shofar nos chamaram para corrigir nossos caminhos, seguir os mandamentos de D’us e agir corretamente com o próximo.

5 – As Lágrimas
O toque do shofar nos lembra dos gritos e lágrimas derramados pela destruição do Templo Sagrado em Jerusalém, inspirando-nos a trazer Mashiach e apressar a reconstrução do Templo.

6 – O Sacrifício
O shofar, feito de um chifre de carneiro, nos lembra da amarração de Isaac e o carneiro que D’us proveu como um sacrifício em seu lugar. Ao tocar o shofar, lembramos da fé dos Profetas e da nossa própria capacidade para o auto-sacrifício.

7 – Reverência
O shofar nos enche de reverência e humildade ao contemplarmos a verdadeira infinitude de D’us, como Ele preenche todo o espaço e o tempo.

8 – A Introspecção
O shofar será tocado no Dia do Julgamento, quando Mashiach vier. Portanto tocamos o shofar em Rosh Hashaná para nos lembrar de examinar nossos atos e contemplar como podemos melhorá-los.

9 – A Celebração
O toque do shofar irá assinalar o retorno do povo judeu quando Mashiach vier. Tocamos o shofar em Rosh Hashaná para nos lembrar da salvação de D’us em nossas vidas.

10 – A Unidade
O toque do shofar quando Mashiach chegar irá trazer um tempo de compreensão universal e reconhecimento da unidade de D’us. Tocamos o shofar em Rosh Hashaná para nos lembrar da unidade de D’us.

11 – O Grito
O chamado do shofar em Rosh Hashaná nos lembra do grito primordial, o eterno chamado silencioso da alma expressando seu desejo de retornar ao seu Criador.”

Fontes: Essa lista é compilada dos escritos de Rabi Saadiah Gaon, A razão número 11 é derivada de uma parábola ensinada pelo Baal Shem Tov.

Por Mordechai Lightstone

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 25 de agosto de 2015 por em Israel profético e marcado , , , .

Postagens no Instagram

09) Fruto do Espírito: *TEMPERANÇA* 
É possuir o controle ou domínio sobre os próprios desejos e paixões, inclusive, na fidelidade aos votos conjugais. É a virtude que modera os apetites. É o domínio próprio. Esta é uma das virtudes mais esperadas por todos os que nos cercam, após termos reconhecido o Senhor Jesus Cristo, como nosso Salvador. Isto se dá pelo fato, de que somos transformados pelo poder e a virtude do Espírito Santo, que passou a gerar em nós o seu fruto, isto é, o resultado visível da mudança que O mesmo, operou em nós. ✎ “Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante;” (Tito 1:8)
✎ “Como a cidade derrubada, sem muro, assim é o homem que não pode conter o seu espírito.” (Provérbios 25:28) 08) Fruto do Espírito: *MANSIDÃO* 
É a moderação que se associa à força e a coragem; são qualidades de alguém que pode irar-se com equidade, quando for necessário, e também, humildemente submeter-se quando for preciso. ✎ “Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,”(1 Pedro 3:15)
✎ “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.” (1 Timóteo 6:11)
✎ “Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor,” (Efésios 4:2) 07) Fruto do Espírito: *FÉ*
É a lealdade constante e inabalável a alguém com quem está unidos por promessa, compromisso, fidedignidade e honestidade. É uma posse antecipada do que se espera e a prova das coisas que se não vêem: confiança; fazer merecer crédito é descansar no Senhor. A fé é o maior veículo de bênção a serem recebidas. Ela canaliza nossos anseios e ao mesmo passo, transfere das mãos de Deus, a vitória que almejamos e precisamos para ao mesmo tempo, testificarmos do amor que Deus tem para conosco, quando atende as nossas orações. ✎ “Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.” (2 Coríntios 4:18)
✎ “Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.” (1 Timóteo 6:12) 06) Fruto do Espírito: #BONDADE
É a qualidade daquele que é bom; que tem brandura; benevolência, sabendo ser um cristão que exerça seu caráter com moderação. A bondade é um dos sentimentos mais importantes a ser vivida pelos cristãos, que estão corroborados com a unção e a virtude do Espírito Santo de Deus que os capacita a demonstrarem uma mudança nos relacionamentos com os que os cercam, principalmente, a família e os irmãos em Cristo, e também, expressivamente os não evangélicos, que precisam ver esta qualidade do fruto do espírito na vida dos santos eleitos de Deus. ✎ “Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade”; (Efésios 5:9)
✎ “Eu próprio, meus irmãos, certo estou, a respeito de vós, que vós mesmos estais cheios de bondade, cheios de todo o conhecimento, podendo admoestar-vos uns aos outros.” (Romanos 15:14)
✎ “Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.” (Salmos 23:6) 05) Fruto do Espírito: *BENIGNIDADE*
É a propriedade ou atributo de alguém benigno, ou seja, que é suave, favorável, não tendo um caráter insidioso (desleal, infiel, traidor), ao contrário do que representa os caracteres da benignidade: a fidelidade, lealdade e sinceridade. É não querer magoar ninguém, nem lhe provocar dor. ✎ “Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?” Romanos 2:4
✎ “Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.” Efésios 2:7

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 85.396 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 2,202,075 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: