A Última Trombeta

Jesus está voltando!

Brasil é estratégico para ações terroristas

2048044Para o general de brigada do Exército Brasileiro Álvaro Pinheiro, o Brasil tornou-se estratégico quando o assunto é terrorismo por fatores como já ter se tornado esconderijo para organizações terroristas, além do território nacional ser potencial “palco para ações terroristas contra inimigos tradicionais (EUA, Israel, Reino Unido, França, Espanha etc)” devido às suas relações com o Brasil.
Isso teria acontecido, alerta o general, em função de um aumento na “estatura político-estratégica brasileira” causada por fatores como economia mais estável, aumento demográfico e relações comerciais, mas também, por causa de outro fator que aumenta o risco de um ataque terrorista por aqui: o fato de termos nos tornado sede de “relevantes eventos internacionais, inclusive eventos desportivos”.
Para ele, há sim um inimigo sedento à espreita respondendo por siglas internacionais e sua relação com abreviações nacionais. “A ameaça do narcoterrorismo, em face das conexões das FARC [Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia] com organizações subversivas e do crime organizado de diferentes países da América Latina (incluindo MST, CV e PCC)”.
Para o general Pinheiro, a única saída é a prevenção para tentar evitar e, no caso de não conseguirmos, ter preparação necessária e suficiente. “Não pode ser improvisada, quando da eclosão da crise. Há que se construí-la dia após dia, sob pena de se pagar a incompetência e a irresponsabilidade de forma catastrófica, com traumáticos prejuízos para a integridade da soberania e do patrimônio nacionais do Brasil”, diz, no velho estilo de caserna.
Na medida do crescimento dessa estatura política e estratégica como potência emergente, o Brasil teria, ainda, responsabilidade perante a comunidade internacional com relação à prevenção e combate ao terrorismo dentro e fora do seu território. “A salvaguarda estará materializada, de forma eficiente e eficaz, na medida em que o Sistema de Inteligência, as Forças Armadas e o aparato de Segurança Pública estiverem plenamente integrados com as empresas gestoras, governamentais ou não, e com as agências reguladoras, por meio de planejamentos permanentemente atualizados, coordenados e sincronizados”, disse. (RR).
Fonte: Defesanet
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Postagens no Instagram

09) Fruto do Espírito: *TEMPERANÇA* 
É possuir o controle ou domínio sobre os próprios desejos e paixões, inclusive, na fidelidade aos votos conjugais. É a virtude que modera os apetites. É o domínio próprio. Esta é uma das virtudes mais esperadas por todos os que nos cercam, após termos reconhecido o Senhor Jesus Cristo, como nosso Salvador. Isto se dá pelo fato, de que somos transformados pelo poder e a virtude do Espírito Santo, que passou a gerar em nós o seu fruto, isto é, o resultado visível da mudança que O mesmo, operou em nós. ✎ “Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante;” (Tito 1:8)
✎ “Como a cidade derrubada, sem muro, assim é o homem que não pode conter o seu espírito.” (Provérbios 25:28) 08) Fruto do Espírito: *MANSIDÃO* 
É a moderação que se associa à força e a coragem; são qualidades de alguém que pode irar-se com equidade, quando for necessário, e também, humildemente submeter-se quando for preciso. ✎ “Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,”(1 Pedro 3:15)
✎ “Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.” (1 Timóteo 6:11)
✎ “Com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor,” (Efésios 4:2) 07) Fruto do Espírito: *FÉ*
É a lealdade constante e inabalável a alguém com quem está unidos por promessa, compromisso, fidedignidade e honestidade. É uma posse antecipada do que se espera e a prova das coisas que se não vêem: confiança; fazer merecer crédito é descansar no Senhor. A fé é o maior veículo de bênção a serem recebidas. Ela canaliza nossos anseios e ao mesmo passo, transfere das mãos de Deus, a vitória que almejamos e precisamos para ao mesmo tempo, testificarmos do amor que Deus tem para conosco, quando atende as nossas orações. ✎ “Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.” (2 Coríntios 4:18)
✎ “Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.” (1 Timóteo 6:12) 06) Fruto do Espírito: #BONDADE
É a qualidade daquele que é bom; que tem brandura; benevolência, sabendo ser um cristão que exerça seu caráter com moderação. A bondade é um dos sentimentos mais importantes a ser vivida pelos cristãos, que estão corroborados com a unção e a virtude do Espírito Santo de Deus que os capacita a demonstrarem uma mudança nos relacionamentos com os que os cercam, principalmente, a família e os irmãos em Cristo, e também, expressivamente os não evangélicos, que precisam ver esta qualidade do fruto do espírito na vida dos santos eleitos de Deus. ✎ “Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade”; (Efésios 5:9)
✎ “Eu próprio, meus irmãos, certo estou, a respeito de vós, que vós mesmos estais cheios de bondade, cheios de todo o conhecimento, podendo admoestar-vos uns aos outros.” (Romanos 15:14)
✎ “Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.” (Salmos 23:6) 05) Fruto do Espírito: *BENIGNIDADE*
É a propriedade ou atributo de alguém benigno, ou seja, que é suave, favorável, não tendo um caráter insidioso (desleal, infiel, traidor), ao contrário do que representa os caracteres da benignidade: a fidelidade, lealdade e sinceridade. É não querer magoar ninguém, nem lhe provocar dor. ✎ “Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?” Romanos 2:4
✎ “Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.” Efésios 2:7

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 85.396 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 2,202,124 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: