Uma vida com propósitos: Dia 9

Dia 9 – PLANEJADO PARA AGRADAR A DEUS

✍ “Que o SENHOR sorria para ti… (Números 6.25; NLT)

✍ “Sorria para mim, seu servo; ensina-me a forma correta de viver.” (Sl 119.135; Msg)

Captura de tela 2016-02-19 09.46.23

O sorriso de Deus é o objetivo da sua vida. Uma vez que agradar a Deus é o primeiro propósito de sua vida, sua mais importante tarefa é descobrir como fazer isso. A Bíblia diz: Compreenda o que é agradável a Cristo, e então faça-o (Ef 5.10). Felizmente, a Bíblia dá um exemplo claro de uma vida que agrada a Deus. Seu nome era Noé.

Na época de Noé, todo o mundo estava moralmente arruinado. Todos viviam para o próprio prazer, e não para o de Deus. Deus não conseguiu achar ninguém sobre a terra interessado em agradá-lo; então lamentou e se arrependeu de ter feito o homem. Deus ficou tão indignado com a raça humana que pensou em destruí-la. Mas houve um homem que fez Deus sorrir. A Bíblia diz: “Mas Noé dava alegria ao Senhor” (Gn 6.8). Deus disse: “Esse sujeito me agrada. Ele me faz sorrir. Vou começar tudo de novo com a família dele”. Porque Noé agradou a Deus, você e eu estamos vivos hoje. Observando a vida dele, aprendemos cinco atos de adoração que fazem Deus sorrir.

Deus sorri quando o amamos acima de qualquer coisa. Noé amava a Deus mais que qualquer coisa no mundo, mesmo quando ninguém mais amava! A Bíblia diz que, durante toda a sua vida, Noé seguia a Deus ininterruptamente e desfrutava de um íntimo relacionamento com ele (Gn 6.9b).

Eis o que Deus mais quer de você: um relacionamento! Essa é a mais espantosa verdade do universo — que o nosso Criador nos queira como companheiros. Deus criou você para amá-lo, e deseja que você também o ame. Ele diz: “Não quero sacrifícios — quero o seu amor. Não me interesso por suas ofertas; o que Eu quero é que vocês me conheçam” (Os 6.6 – BV).

Você consegue sentir nesse versículo a paixão que Deus tem por você? Deus o ama profundamente e deseja que você também o ame. Ele anseia que você o conheça e que use seu tempo para ficar ao lado dele. Esse é o motivo pelo qual devemos aprender a amar a Deus e ser amados por ele. Deveria ser o maior objetivo de sua vida; nada se compara em importância. Jesus o chamou de o maior mandamento. Ele disse: Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e maior mandamento” (Mt 22.37,38).

Deus sorri quando confiamos nele completamente. A segunda razão pela qual Noé agradou a Deus foi o fato de ele ter confiado em Deus, mesmo quando isso não fazia sentido. A Bíblia diz:Pela fé, Noé construiu uma embarcação em terra seca. Ele foi alertado a respeito de algo que não podia ver e agiu com base no que lhe fora dito. Por conseguinte, Noé se tornou amigo íntimo de Deus” (Hb 11.7).

Imagine esta cena: Deus chega para Noé e diz: “Estou decepcionado com os seres humanos. Em todo o mundo, ninguém além de você pensa em mim. Mas, Noé, quando olho para você começo a sorrir. Estou satisfeito com a sua vida, então vou inundar o mundo e começar tudo de novo com sua família. Quero que você construa um barco gigantesco, o qual salvará você, sua família e os animais”.

Havia três problemas que poderiam ter despertado dúvidas em Noé. Primeiro: Noé jamais tinha visto chuva, pois antes do dilúvio Deus irrigava a terra com água que brotava do solo (Gênesis 2.5,6). Segundo: Noé vivia a centenas de quilômetros do oceano e, mesmo que pudesse aprender a fazer um navio, como faria para colocá-lo na água? Terceiro: havia o problema de reunir todos os animais e depois tomar conta deles. Mas Noé não reclamou nem deu desculpas. Confiou em Deus completamente e fez Deus sorrir.

Confiar em Deus completamente significa crer que ele sabe o que é melhor para sua vida. Você espera que ele cumpra suas promessas, ajude-o com seus problemas e faça o impossível quando necessário. A Bíblia diz: “O que agrada a Deus […] são […] pessoas que o temem e põem a sua esperança no seu amor” (Salmos 147.11; NTLH).

Noé levou cerca de 120 anos para construir a arca. Imagino que ele tenha enfrentado muitos dias desanimadores. Sem nenhum sinal de chuva ano após ano, ele era implacavelmente criticado como um “louco que pensa ouvir a voz de Deus”. Imagino que os filhos de Noé deviam freqüentemente ficar constrangidos com o barco gigantesco que estava sendo construído em seu quintal. Mesmo assim, Noé seguiu confiando em Deus.

Em quais áreas de sua vida você precisa confiar em Deus completamente? Confiar é um ato de adoração. Assim como os pais se agradam dos filhos que confiam em seu amor e sabedoria, sua fé deixa Deus feliz. A Bíblia diz: “Sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11.6).

Deus sorri quando lhe obedecemos incondicionalmente. Salvar a população animal do mundo inteiro de uma inundação exigiu enorme cuidado com a logística e com os detalhes. Tudo tinha de ser feito exatamente segundo as orientações de Deus. Deus não disse: “Construa qualquer barco velho que lhe agradar, Noé”. Ele deu instruções detalhadas quanto ao tamanho, forma e materiais utilizados na arca, bem como a respeito da quantidade dos diferentes animais a ser trazidos a bordo. A Bíblia nos conta sobre a reação de Noé: Noé fez tudo exatamente como Deus lhe tinha ordenado” (Gênesis 6.22; NLT, V. tb. Hebreus11.7b; NCV).

Repare que Noé obedeceu completamente (nenhuma instrução foi deixada de lado) e exatamente (do modo e no tempo que Deus determinou). Isso é devoção. Não admira que Deus tenha sorrido para Noé. Se Deus lhe solicitasse a construção de um barco gigante, você não acha que teria algumas dúvidas, objeções e restrições? Noé não teve. Ele obedeceu a Deus incondicionalmente. Isso significa fazer qualquer coisa que Deus lhe pedir, sem duvidar nem hesitar. Você não embroma e diz “Vou orar a este respeito”; você faz sem demora. Todo pai sabe que obediência atrasada é na verdade desobediência. Deus não lhe deve explicação ou motivo para tudo que ele lhe manda fazer. A compreensão pode esperar, mas a obediência não. Obediência imediata lhe ensinará mais sobre Deus do que uma vida inteira de discussões bíblicas. Na verdade, você jamais compreenderá algumas ordens sem que as tenha obedecido primeiro. A obediência libera a compreensão.

Freqüentemente tentamos oferecer a Deus uma obediência parcial. Queremos escolher as ordens a que obedecemos. Fazemos uma lista das ordens de que gostamos e lhes obedecemos, enquanto deixamos de lado as que acreditamos ser absurdas, difíceis, custosas ou impopulares. “Vou à igreja, mas não vou dar o dízimo. Vou ler a Bíblia, mas não perdoarei à pessoa que me magoou.” Todavia, obedecer parcialmente é desobedecer.

A obediência é incondicional, com entusiasmo. A Bíblia diz:Obedeçam a Ele de coração alegre (Sl 100.2) Esta foi a atitude de Davi: “Ensina-me, Senhor, a cumprir as tuas ordens escritas! Então eu te obedecerei até o fim da vida”(Salmo 119.33; BV).

Tiago, falando aos cristãos, disse: “Nós agradamos a Deus pelo que fazemos, e não somente pelo que cremos” (Tiago 2.24; CEV).  A Palavra de Deus é clara quando diz que não há como você merecer a salvação. Ela vem pela graça, e não por esforço. Mas, como filho de Deus, você pode agradar seu Pai celestial por meio da obediência. Qualquer ato de obediência é também um ato de adoração. Por que a obediência agrada tanto a Deus? Porque ela prova que você realmente o ama. Jesus disse: Se vocês me amam, obedeçam aos meus mandamentos. (João 14.15; NTLH).

Deus sorri quando o louvamos e damos graças continuamente. Poucas coisas trazem uma sensação tão boa quanto receber um agradecimento ou um elogio sincero de alguém. Deus também gosta de recebê-los. Ele sorri quando expressamos diante dele nossa adoração e gratidão.

A vida de Noé agradou a Deus porque ele viveu com um coração cheio de louvor e ação de graças. A primeira atitude de Noé após ter sobrevivido ao Dilúvio foi expressar sua gratidão a Deus oferecendo-lhe um sacrifício. A Bíblia diz: “Depois Noé construiu um altar dedicado ao SENHOR e, tomando alguns animais e aves puros, ofere¬ceu-os como holocausto, queimando-os sobre o altar” (Gênesis 8.20; NVI).

Por causa do sacrifício de Jesus, não oferecemos mais sacrifícios de animais, como fez Noé. Em vez disso, foi-nos dito que oferecêssemos a Deus um sacrifício de louvor (Hebreus 13.15; KJV) e um sacrifício de gratidão (Salmo 116.17; KJV). Nós louvamos a Deus por quem ele é e agradecemos a ele pelo que tem feito. Davi disse: Louvarei o nome de Deus com cânticos e proclamarei sua grandeza com ações de graças; isso agradará o SENHOR (Salmo 69.30,31; NVI).

Algo maravilhoso acontece quando oferecemos louvores e ação de graças a Deus: quando trazemos gozo ao coração de Deus, o nosso próprio coração se enche de alegria!

Minha mãe amava cozinhar para mim. Mesmo após eu ter me casado com Kay, quando visitávamos meus pais, mamãe preparava fantásticos banquetes caseiros. Um de seus maiores prazeres na vida era nos assistir enquanto nos deliciávamos com o que ela havia preparado. Quanto mais apreciava a refeição, mais prazer eu lhe dava.

Mas nós também tínhamos prazer em agradar mamãe, quando expressávamos o nosso prazer com sua refeição. Isso funcionava das duas formas. À medida que comia e me embevecia com uma grande refeição, eu elogiava minha mãe. Eu pretendia não apenas aproveitar a comida, mas também agradar minha mãe, e assim todos ficavam felizes.

A adoração também funciona assim.  ‘Nós apreciamos o que Deus tem feito por nós e então expressamos a ele a nossa satisfação; isso lhe traz alegria — mas também aumenta a nossa alegria. O livro de Salmos diz: “Os bons ficam contentes e felizes na sua presença e, cheios de alegria, cantam hinos” (Salmo 68.3; NTLH).

Deus sorri quando usamos nossas habilidades. Após o Dilúvio, Deus deu a Noé estas simples orientações: Sejam férteis, multipliquem-se e encham a terra. […] Tudo o que vive e se move servirá de alimento para vocês. Assim como lhes dei os vegetais, agora lhes dou todas as coisas (Gênesis 9.1,3; NVI).

Deus disse: “É tempo de seguir com sua vida! Faça as coisas que foram determinadas que os humanos fizessem. Faça amor com sua esposa. Tenham filhos. Constituam famílias. Plantem e comam suas refeições. Sejam humanos! Foi para isso que eu os fiz!”.

Você deve ter a sensação de que o único momento em que Deus se agrada de você é quando você está envolvido em atividades “espirituais” — tais como ler a Bíblia, assistindo aos cultos na igreja, orando ou divulgando sua fé. E você deve pensar que Deus é indiferente às outras áreas de sua vida. Na verdade, Deus gosta de atentar para cada detalhe de sua vida, esteja você trabalhando, brincando, descansando ou comendo. Ele não perde um único movimento que você faça. A Bíblia diz: “Os passos dos justos são dirigidos pelo SENHOR. Ele se agrada de cada detalhe da vida deles” (Salmo 37.23; NLT).

Todas as atividades humanas, com exceção do pecado, podem ser feitas para agradar a Deus, se você as fizer com uma atitude de louvor. Você pode lavar pratos, consertar uma máquina, vender um produto, fazer um programa de computador, cultivar uma lavoura ou criar uma família para a glória de Deus.

Como um pai orgulhoso, Deus gosta especialmente de observá-lo enquanto você utiliza os talentos e habilidades que ele lhe deu. Deus intencionalmente nos dotou de maneira distinta para o seu deleite. Ele fez que alguns fossem atléticos e outros fossem intelectuais. Você pode ser talentoso em mecânica, matemática, música ou em milhares de outras habilidades, e todas podem trazer um sorriso ao rosto de Deus. A Bíblia diz: “Ele formou a cada um, e agora observa tudo o que fazemos” (Salmo 33.15; Msg).

Você não glorifica ou agrada a Deus escondendo suas habilidades ou tentando ser outra pessoa. Você só o agrada sendo você mesmo. Sempre que você despreza uma parte de si mesmo está desprezando a soberania e a sabedoria de Deus ao criá-lo. Deus diz» Você não tem o direito de argumentar com seu Criador. Você é mera-mente um vaso de barro modelado por um oleiro. O barro não questiona: Por que você me fez desse jeito? (Isaías 45.9; CEV).

No filme Carruagens de fogo, o corredor olímpico Eric Liddell diz:“Creio que Deus me fez para um propósito, mas ele também me fez veloz, e, quando corro, sinto que agrado a Deus”. Mais tarde ele diz: “Desistir de correr seria desprezá-lo”. Não existem habilidades “não espirituais”, somente habilidades mal-empregadas. Comece a usar as suas para o prazer de Deus.

Deus também tem prazer em ver você desfrutar da criação. Ele lhe deu olhos para apreciar a beleza, ouvidos para apreciar os sons, nariz e papilas gustativas para apreciar perfumes e sabores e nervos sob a pele para apreciar o toque. Cada ato de prazer se torna um ato de adoração quando você agradece a Deus por ele. Na verdade, a Bíblia diz que Deus […] nos dá todas as coisas em grande quantidade, para o nosso prazer! (1Timóteo 6.17; NTLH).

Deus tem prazer até mesmo em observar o seu sono! Quando meus filhos eram pequenos, tinha profunda satisfação em vê-los dormir. Algumas vezes o dia havia sido repleto de problemas e de rebeldia, mas, adormecidos, eles pareciam contentes, a salvo e tranqüilos, e eu me lembrava de quanto os amava.

Meus filhos não tinham de fazer nada para que eu gostasse deles. Eu ficava feliz meramente por observá-los respirando, de tanto que os amava. Enquanto eu assistia aos movimentos do peitinho deles ao respirar, eu sorria, e algumas vezes meus olhos ficavam cheios de lágrimas de alegria. Quando você está dormindo, Deus fica a con¬templá-lo com amor, pois você foi idéia dele. Ele o ama como se você fosse a única pessoa na terra.

Os pais não exigem que seus filhos sejam perfeitos, ou mesmo maduros, para amá-los. Eles apreciam os filhos em todos os estágios de seu desenvolvimento. Da mesma forma, Deus não espera que você amadureça para começar a gostar de você. Ele o ama e preza a cada estágio de seu desenvolvimento espiritual.

Durante o crescimento, você talvez tenha tido professores ou pais que nunca estavam satisfeitos com nada. Mas, por favor, não suponha que Deus se sente assim a seu respeito. Ele sabe que você é incapaz de ser perfeito ou de não pecar. A Bíblia diz: Pois ele sabe do que somos formados; lembra-se de que somos pó. (Salmo 103.14; GWT).

O que Deus leva em consideração é a atitude de seu coração: agradar a ele é seu mais intenso desejo? Este foi o objetivo da vida de Paulo: Porém, acima de tudo, o que nós queremos é agradar o Senhor, seja vivendo no nosso corpo aqui, seja vivendo lá com o Senhor (2 Coríntios 5.9; NTLH). Quando você vive sob a luz da eternidade, seu enfoque muda de “Quanto prazer posso ter em minha vida?” para “Quanto prazer Deus pode ter em minha vida?”.

Deus procura pessoas como Noé no século XXI, pessoas dispostas a viver para o prazer de Deus. A Bíblia diz: Lá do céu o Senhor olha para a humanidade, procurando alguém que compreenda seus planos, procurando alguém que deseje comunhão com Ele (Salmos 14.2; BV).

Você tomará providências para que o ato de ser agradável a Deus se torne o objetivo de sua vida? Não há nada que Deus não faça pela pessoa totalmente concentrada neste objetivo.

salmos-proverbios-frases-biblia-3

NONO DIA
PENSANDO SOBRE MEU PROPÓSITO  DE VIDA

UM TEMA PARA REFLEXÃO: Deus sorri quando eu confio nele.

UM VERSÍCULO PARA MEMORIZAR: “O Senhor se agrada daqueles que o adoram e confiam no seu amor.” Salmos 147:11

UMA PERGUNTA PARA MEDITAR: Considerando que Deus sabe o que é melhor para mim, em quais áreas da vida eu preciso confiar mais nele?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s