Uma vida com propósitos: Dia 12

Dia 12 – DESENVOLVENDO AMIZADE COM DEUS

✍  “Ele oferece a sua amizade ao justo”. (Provérbios 3.32; NTL).

✍ “Aproximem-se de Deus, e Ele se aproximará de vocês!” (Tiago 4.8; NTL).

AMIGO-DE-DEUS

Você está tão perto de Deus quanto escolhe estar.
A exemplo do que ocorre com qualquer amizade, você deve se esforçar para desenvolver o relacionamento com Deus. Isso não acontecerá por acidente. É necessário desejar essa amizade e disponibilizar-lhe tempo e energia. Se deseja um vínculo mais profundo e íntimo com Deus aprenda a compartilhar de forma honesta seus sentimentos, a ter confiança quando ele lhe pedir para fazer algo, a se importar com aquilo que é importante para ele e a desejar sua amizade mais que qualquer outra coisa.
  • Deve optar por ser sincero com Deus. O primeiro elemento fundamental de uma amizade mais profunda com Deus é ser absolutamente sincero a respeito das próprias falhas e sentimentos. O Criador não espera que você seja perfeito, mas insiste em que você seja absolutamente sincero. Nenhum dos amigos de Deus que aparecem na Bíblia era perfeito. Se a perfeição fosse um requisito para a amizade com o Senhor, jamais poderíamos ser amigos dele.
    A verdadeira amizade é edificada sobre transparência. Para ser amigo de Deus, você deve ser sincero com ele e dividir seus verdadeiros sentimentos, e não o que você pensa que deve sentir ou dizer. É provável que você precise confessar alguma raiva ou ressentimento oculto em relação a Deus em certas áreas de sua vida, nas quais você se sentiu enganado ou decepcionado. Até que tenhamos amadurecido o suficiente para compreender que o Senhor usa todas as coisas para o nosso bem, abrigamos ressentimentos em relação a ele por causa de nossa aparência, formação, orações não respondidas, mágoas do passado e outras coisas que mudaríamos se fôssemos Deus.
    As pessoas frequentemente o culpam por mágoas causadas por outras pessoas. Isso resulta no que William Backus chama “seu rompimento oculto com Deus”. A amargura é a maior de todas as barreiras para a amizade com Deus: ” Porque eu iria querer ser amigo de Deus, se ele permitiu isto? ” O antídoto, é claro, é perceber que o Senhor sempre age em nosso benefício, mesmo quando sofremos e não conseguimos entender o que está acontecendo. Livrar-se dos ressentimentos e revelar o que sentimos, porém, são os primeiros passos para a cura. Para nos instruir em uma honestidade sincera, Deus nos deu o livro de Salmos, um manual de adoração, repleto de linguagem impetuosa, fúria, dúvidas, medos, ressentimentos e sofrimentos intensos, combinados com ações de graças, louvores e declarações de fé. Todas as emoções possíveis estão catalogadas em Salmos. Quando você lê as confissões emocionadas de Davi: “ Derramei a minha queixa perante a sua face; expus-lhe a minha angústia.” Salmos 142:2
  • Deve optar por obedecer a Deus pela fé. Todas as vezes que você confia na sabedoria de Deus e faz tudo que ele diz, mesmo sem compreender, sua amizade com ele se aprofunda. Normalmente, não consideramos a obediência uma característica da amizade. Ela parece mais adequada ao relacionamento com os pais, com o chefe ou com algum superior imediato, mas nunca com um amigo. Jesus, no entanto, deixou claro que a obediência é uma condição para se obter intimidade com Deus. Ele disse: “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.” {João15:14}. Somos amigos de Deus mas não somos seus iguais. Ele é o nosso amado Lider e o seguimos. Obedecemos a Deus não por obrigação, medo ou imposição, mas porque o amamos e confiamos que ele sabe o que é melhor para nós. Queremos seguir a Cristo por gratidão a tudo que ele fez por nós, e, quanto mais perto o seguirmos, mais intensa nossa amizade se torna. Os não cristãos em geral pensam que os cristãos obedecem por obrigação, culpa ou medo de serem punidos, mas a realidade é o oposto. Fomos perdoados e libertos, então obedecemos por amor – e nossa obediência nos traz grande alegria! Jesus disse: “Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor. Se vocês obedecerem aos meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como tenho obedecido aos mandamentos de meu Pai e em seu amor permaneço.Tenho lhes dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa. ” {João 15:9}.
    Observe que Jesus espera de nós o mesmo comportamento que ele tem com o Pai, que é o modelo para nosso relacionamento com o Filho. Foi por amor que Jesus realizou tudo que o pai lhe pediu. A verdadeira amizade não é passiva: é atuante. Quando Jesus nos pede que amemos o próximo, ajudemos os necessitados, dividamos nossos recursos, conservemos nossa vida irrepreensível, perdoemos e levemos outras pessoas a ele, o amor estimula-nos a obedecer imediatamente. Em várias ocasiões somos desafiados a fazer “grandes coisas” para Deus. Na realidade, o Senhor fica mais satisfeito quando fazemos pequenas coisas para ele espontaneamente. Elas podem passar despercebidas para outras pessoas, mas ele as observa e as considera atos de adoração. Grandes oportunidades podem acontecer uma única vez durante toda a vida, mas pequenas oportunidades nos cercam uma única vez durante toda a vida, mas pequenas oportunidades nos cercam todos os dias. Mesmo por um simples ato, como dizer a verdade, ser gentil ou animar alguém, trazemos um sorriso à face do Senhor. Deus guarda simples atos de obediência como se fossem um tesouro.  A Bíblia diz:  “Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.” {1 Samuel 15:22}
  • Deve optar por valorizar o que Deus valoriza. É isso que os amigos fazem: eles se importam com o que é importante para a outra pessoa. Assim, quanto mais você se torna amigo de Deus, mais se importará com o que é importante para ele, mais sofrerá com o que lhe causa sofrimento e mais se alegrará com o que lhe dá prazer. Paulo escreveu em sua segunda carta aos Coríntios: “Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; porque vos tenho preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo” 2 Coríntios 11:2. Davi escreveu: “Pois o zelo da tua casa me devorou, e as afrontas dos que te afrontam caíram sobre mim.” {Salmos 69:9}  O que importa mais para Deus? A redenção de seu povo. Ele quer que todos os seus filhos perdidos sejam encontrados! Esse é o único motivo pelo qual Jesus veio a este mundo. A segunda coisa mais preciosa é quando seus filhos comunicam essa boa-nova às outras pessoas ao seu redor, pois Deus se importa com elas. Os amigos de Deus falam dele aos seus amigos.
  • Devo desejar ser amigo de Deus, mais que qualquer outra coisa. Os salmos estão cheios de exemplos desse desejo. Davi desejou muito conhecer a Deus, expressando-se com palavras como “anelo”, “anseio”, “sede”, “fome”. Ele ansiava pelo Senhor e declarou: ”  Uma coisa pedi ao Senhor, é o que procuro: que eu possa viver na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a bondade do Senhor e buscar sua orientação no seu templo. ” {salmos 27:4} . Em outro salmo , ele diz: ” O teu amor é melhor do que a vida! Por isso os meus lábios te exaltarão. ” Salmos 63:3 .
A verdade é: você está tão perto de Deus  quanto escolhe estar. A amizade íntima com Deus é fruto de uma escolha, não de uma eventualidade, e você deve buscá-la intencionalmente. Você realmente a deseja mais que qualquer coisa? Qual a importância disso para você? Vale a pena desistir de outras coisas por causa dela? Valeria o esforço de desenvolver certos hábitos e habilidades?
Talvez você tenha perdido o primeiro amor por Jesus. Esse foi o problema dos cristãos de Éfeso; haviam perdido o primeiro amor. Faziam todas as coisas corretamente, mas por obrigação, e não por amor. Se você estiver passando por algum sofrimento espiritual, não se surpreenda quando Deus permitir sofrimento em sua vida. O sofrimento é o combustível da paixão: ele gera energia com tal intensidade que transforma o que normalmente não possuímos. Assim disse C.S. Lewis: ” O sofrimento é o megafone de Deus“.  É a forma de Deus nos sacudir da letargia espiritual. Há porém um meio mais fácil de reacender este amor o amor por Deus: comece a pedir que ele lhe dê esse amor e continue pedindo até que recebas. Repita esta oração ao longo do dia: “Amado Jesus, mais do que qualquer outra coisa, quero conhecer-te intimamente”.

AMIGO-DE-DEUS-para-blogger3-Cópia

DÉCIMO SEGUNDO DIA
PENSANDO SOBRE MEU PROPÓSITO  DE VIDA

UM TEMA PARA REFLEXÃOEstou tão perto de Deus quanto escolho estar.

UM VERSÍCULO PARA MEMORIZAR: O Senhor é amigo chegado de quem o respeita e o obedece” {Salmos 25:14a,BV} 

UMA PERGUNTA PARA MEDITAR: Que escolhas práticas farei hoje para me aproximar de Deus?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s