Eu amo comida! Amo ver os alimentos apresentados de maneira bonita e amo provar o sabor deles. Se fosse por mim, eu comeria com mais frequência do que deveria — embora isso não fosse ajudar a minha cintura! Então, é bom minha mulher, Martie, me lembrar, amavelmente, de ingerir alimentos saudáveis na quantidade correta.

Ler o interessante pensamento de Jeremias — de que, ao encontrar as palavras de Deus (ainda que palavras de julgamento de Deus), ele as comeu (Jeremias 15:16) — me faz imaginar se eu ingeriria a Palavra de Deus com tanta avidez, devoção e frequência.

Claramente, Jeremias não comeu verdadeiramente a Palavra de Deus. Essa foi a sua maneira de dizer que ele a leu e a saboreou no mais íntimo de seu ser. E é exatamente para lá que a Palavra de Deus deve ir. A Palavra é alimento para o coração! Quando a ingerimos, o Espírito Santo proporciona o poder para nos ajudar a crescer e ficar mais semelhantes a Jesus. Sua Palavra transforma a maneira como pensamos acerca de Deus, dinheiro, inimigos, carreiras e família. Em outras palavras, ela realmente nos faz bem.

Então, “nutra-se” com a Palavra de Deus para o contentamento do seu coração! Sem dúvida, você se encontrará concordando com o profeta Jeremias quando ele disse: “…as tuas palavras me foram gozo e alegria para o coração…” (15:16).