A linguagem do livro de Provérbios 6:16-19 é forte. Ao citar sete coisas que o Senhor odeia, semear “contendas entre irmãos” completa a lista. O motivo para citar este pecado é que ele deteriora a unidade que Cristo deseja para os Seus seguidores (João 17:21-22).

Aqueles que semeiam discórdia podem, inicialmente, não estar buscando criar divisões. Em vez disso, eles podem estar preocupados com suas necessidades pessoais ou com os interesses de um grupo a que pertencem (Tiago 4:1-10). Observe como os pastores de Ló discutiram com os de Abraão (Gênesis 13:1-18); os discípulos de Cristo discutiram sobre superioridade (Lucas 9:46); e divisões na igreja de Corinto colocaram as facções partidárias acima da unidade do Espírito (1 Coríntios 3:1-7).

Então, qual é a melhor maneira de promover a unidade? Ela começa com a transformação do coração. Quando agimos à maneira de Cristo, desenvolvemos uma atitude de humildade e nos focamos no serviço aos outros (Filipenses 2:5-11). Somente no Senhor somos capazes de “…[ter] em vista o que é propriamente [nosso], senão também cada qual o que é dos outros” (v.4). Em pouco tempo, as necessidades e as esperanças dos outros se tornam, para nós, mais importantes do que as nossas próprias.

Com crescentes laços de amor entre nós, vemos a discórdia ser substituída por alegria e unidade (Salmo 133:1).