Tenho um daqueles amigos que parece ser melhor do que eu praticamente em tudo. Ele é mais inteligente, pensa mais analiticamente e sabe onde encontrar os melhores livros pra ler. Ele até joga golfe melhor do que eu. Investir meu tempo com ele me desafia a tornar-me uma pessoa melhor, mais atenta. Seu padrão de excelência me estimula a lutar por algo mais elevado.

Isso demonstra um princípio espiritual: é importante que invistamos tempo na Palavra de Deus para nos conectarmos à pessoa de Cristo. Ler sobre o impacto do amor incondicional de Jesus por nós me compele a amar sem exigências. A Sua misericórdia e a Sua livre distribuição da graça àquele que menos merece deixa-me envergonhado de minha tendência a reter o perdão e buscar vingança.

Percebo que estou me tornando uma pessoa mais grata quando noto que, apesar de minha ruína vergonhosa, o Senhor revestiu-me da beleza de Sua perfeita justiça. Seus incríveis caminhos e sabedoria incomparáveis me motivam e me transformam. É difícil me contentar com minha vida como ela é quando, em Sua presença, sou atraído à ideia de tornar-me mais como Ele.

O apóstolo Paulo nos chama à alegria de contemplarmos Cristo. Ao fazê-lo, somos “…transformados, de glória em glória, na sua própria imagem…” (2 Coríntios 3:18). Peçamos a Deus que nos ajude a chegarmos em Sua presença.