A Última Trombeta

Jesus está voltando!

PODERIA UM CAPÍTULO CONTER A SALVAÇÃO? (PARTE 2)

romanos-1-parte-ii

Queremos só frisar antes de começar a escrever essa segunda parte de Romanos 1 que colocaremos alguns versículos aqui fora desse capítulo, mas esses versículos servirão apenas para reforçar o que está sendo tratado aqui. Porém todo o assunto aqui tratado foi retirado com base em uma análise ao 1° capítulo de Romanos, e como o outro artigo [“Poderia um capítulo conter a salvação? – Parte I”] o intuito é através de ambas as partes (I e II) demonstrar que podemos sim mostrar ao pecador todo o plano de salvação. Podemos pegar apenas esse capítulo como chave para conhecer ao D-us de Avraham, Yistz’chak e Ya’akov.

Na primeira parte vimos como D-us fez para resolver o problema do mal do ser humano, e de como Ele designou algumas peças chaves para anunciar aos que ainda não conhecem ou não se atentam que são inimigos de D-us por meio do pecado. Essa peças-chave eram denominados Apóstolos [Emissários] que andaram com o Cristo (Messias) enviado, ou que receberam o seu chamamento após Yeshua ter ressuscitado e subido aos céus, como foi o caso de Sha’ul

[Leia aqui a parte I desse artigo]

Nessa segunda parte vamos entender o porquê as pessoas precisam conhecer sobre essa mensagem diplomática mencionada na primeira parte do artigo, e entender qual é o risco de não aceitar essa mensagem, e porque D-us ainda deseja ver mensageiros que continuem a propagar essa mensagem que começou com os apóstolos.

Dando prosseguimento, encontramos a seguinte explanação a partir do versículo 18:

A ira de D-us foi revelada (apokalye – apokalypse) para toda a humanidade. A palavra “revelar” aqui está ligada ao sentido de tirar o véu, desvendar para Israel e para todas as nações quem era Aquele D-us que eles diziam prestar culto e servir; e isso foi visto aos olhos de todos os que estavam presentes na crucificação e ainda foi lavrado e selado pelo Espírito Santo nas escrituras. Quando o véu se rasgou de alto abaixo, o Eterno abriu para toda a humanidade a Sua majestosa obra executada em prol do pecador;  ao mesmo tempo, revelou a Sua santa Ira. E contra o que, ou contra quem se aplica essa ira? O próprio capítulo explica de maneira convicta de que essa ira foi desvendada aos olhos e ouvidos humanos por causa da prática desenfreada de todo o tipo de perversidade e impiedade.

Se você for conferir no dicionário, você verá que a palavra perversidade está intrinsecamente ligado à tendência para o mal, ao inclino do indivíduo de ser facilmente corrompido e ainda pelo caráter forjado para a maldade (Romanos 3:8-19).

Se você também conferir a palavra impiedade, você encontrará algo muito parecido com a perversidade, porém, você também encontrará que essa está ligado além das caraterísticas da perversidade à falta de misericórdia pelo sofrimento alheio e a falta de zelo pelas coisas divinas. Nesse contexto então vemos que a pessoa ímpia é aquela que despreza completamente as coisas de D-us e que desmerece a legislação do céu, que em resumo é amar a D-us sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo (Lucas 10:25-37); ou seja, o ímpio é aquele que além de quebrar todos os mandamentos de D-us [a legislação celeste que condena o pecador] ainda despreza o sacrifício do Messias [Yeshua] e a oportunidade de “fazer as pazes” com D-us.

Portanto, como o próprio versículo 18 relata, a ira de D-us é justa, e ela será despejada sobre a cabeça das pessoas que levam a vida motivadas por sua injustiça e não só sobre essas, mas sobre aquelas que suprimem [extingui, cancela] a verdade.

Mas qual é a verdade?

Em João capítulo 14, versículo 6 diz: “Disse-lhe Yeshua: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”.

Sabemos então que, a ira de D-us virá por causa de pessoas que amam a injustiça; e o termo injustiça está ligado a dois termos muito fortes que podemos encontrar no dicionário:

  1. Ilegalidade: Situação daquele (a) que viola as disposições da lei;
  2. Desrespeito: Verbo transitivo direto inerente a quem ou o que dispensa o devido respeito, desconsideração.

Ou seja, a pessoa que pratica injustiça é aquela que se tornou [ela própria] transgressora da lei. E não somente transgridem a lei, como não demonstram respeito por ela, nem pelas coisas do Eterno, de tal modo que desprezam não somente a Lei de Moisés como também a graça e a verdade de Yeshua (João 1:17).

Também vemos que tais pessoas, além de andarem na injustiça, ainda tem como propósito acabar, eliminar, impedir, cancelar ou tirar uma parte de um todo (suprimir) sobre a verdade revelada por YHWH. Dando assim ao pecador uma “carta de alforria” para continuar em sua vida de pecado, firmados em uma falsa graça (Isaías 5:20; Jeremias 8:5-9; 2 Timóteo 3:8-17).


slide2

Seguindo o texto, no versículo 19 e 20, podemos verificar que nenhuma carne [ser humano] ficará inexcusável (sem desculpas) diante do Eterno no grande dia. Para que você possa compreender melhor isso podemos utilizar a seguinte ilustração:

– Você vive em um país que é regido por uma legislação (a lei ou a constituição brasileira); se você cometer algum delito ou transgressão no que está previsto nessa legislação e for pego em fragrante, logo você será punido por causa daquela inflação; seja com prisão, multas ou qualquer outro meio de punição. Você não precisa estudar direito e conhecer toda a legislação para ser enquadrado e punido pela mesma em algum artigo, parágrafo ou portaria. Outro fato é que, mesmo não conhecendo a legislação brasileira você já tem uma “noção” sobre o certo e errado. Perceba que, quando você está fazendo algo errado, logo a adrenalina sobe por causa do risco de ser “pego em fragrante”. Semelhante a essa é a legislação do céu (a Lei de D-us). Não é por não conhecer a bíblia e a sua palavra, que te fará ser absorvido no dia do julgamento final (se você anda segundo o que foi explanado logo acima). Da mesma forma o injusto, ímpio e pecador sabem no fundo o que é certo e errado, e também sabem que estão no erro; porém, tratam com desrespeito e desdenho a Lei de D-us como se nada fosse ocorrer com eles. No fundo eles sabem que estão prestes a serem “pegos em fragrante” a qualquer momento, mas o amor ao pecado fala mais alto do que o amor a D-us. Por isso eles amam as trevas e desprezam a luz (João 1:1-17).

Ainda no versículo 19 e 20, você pode observar que a causa da Ira de D-us se acender de maneira tão assídua, não é outra senão o fato de que toda a humanidade pode conhecê-Lo, porém não o fazem. Eles ficarão inexcusáveis, porque D-us deixou nas coisas criadas e visíveis uma assinatura sobre o Seu Poder e Sua Verdade. Basta qualquer ser humano olhar para todas essas coisas (o macro universo, o microuniverso, o oceano, a terra seca, todas as criaturas) para entender que D-us é grande em poder e isso deveria abrir porta para que eles encontrassem o conhecimento e a sabedoria. Porque a verdadeira sabedoria está em temer a esse D-us El Shaddai (Provérbios 9:10; Eclesiastes 12:12-13).

slide3

Seguindo a análise, nós conferimos nos versos 21 ao 28 que as pessoas que aqui são mencionadas trazem algumas caraterísticas inerrantes:

  1. Sabem quem é D-us;
  2. Já ouviram falar sobre D-us;
  3. Já viram suas obras.

Apesar de todas essas características assentes, as sagradas escrituras concluem que tais pessoas:

  • Não O glorificam (δόξαλογία – doxologia) como D-us;

A palavra grega Doxologia procede de duas raízes δόξα [doxa] que significa glória, e também λογία [logia] que significa palavra; ou seja, palavra de louvor.  Louvor é o ato de enaltecer e glorificar algo ou alguma coisa; exaltar a ação de alguém ou de uma divindade. O uso da palavra “louvor” pode ser empregado em frases que representam situações de glória ou orgulho ao cumprir e realizar determinada tarefa ou ação. Mesmo sem conhecer completamente todas as coisas a respeito de D-us e ainda, mesmo sem ver Sua aparência física é obrigação de toda humanidade praticar doxologia a D-us. Como está relacionado no livro Efésios: “E nos predestinou para filhos de adoção por Yeshua Ha’Mashiach, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor da glória de sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado, em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça” Efésios 1:5-7

  • Não Lhe agradeceram (εὐχαριστέω – eucharisteo) como D-us;

Dessa palavra grega, também podemos extrair a palavra εὐχάριστος [Eucharistos] que é ser agradável, aceitável. Resumindo, a pessoa grata a D-us se torna agradável e aceitável perante Sua gloriosa presença. Esse agradecimento a D-us também está ligado à estima e a benevolência ao Grande Eu Sou. Assim como está ligado ao reconhecimento da graça divina concedida à humanidade (Efésios 2:7-8; João 1:16-17; Tito 2:11-13)

  • Tornaram-se fúteis (sem valor, insignificante, ninharia, que pouco vale) em seu pensamento e o coração obtuso anuviou-se (σκοτιζω – skotizo);

A palavra grega σκοτιζω [Skotizo] significa cobrir-se de escuridão, ser escurecido. Essa mesma palavra também está relacionada à corpos celestiais privados de luz. Podemos também incluir que é um estado de obscuridade nos olhos, no entendimento e na mente. Dessa mesma palavra skotizo, deriva-se a palavra σκοτος [Skotos] que está ligado à escuridão da noite, da visão obliterada que causa cegueira. A pessoa “skota” está diretamente relacionada à ignorância a respeito das coisas divinas e dos deveres humanos, da impiedade e imoralidade que a acompanha, junto as suas misérias consequentes no inferno. São pessoas nas quais a escuridão se torna uma realidade que as governa. Ou seja, essas pessoas se tornam fúteis por causa do coração obtuso (duro, rude, inflexível, com estupidez); e em consequência à dureza do coração, essas pessoas tornam-se cada vez mais entenebrecidas em todos os sentidos e cada vez mais distante do Pai das Luzes, longe da verdade (Tiago 1:17-18).

Essa não tem sido uma forte característica dessa geração?

  • Alegando-se sábios (σοπϕος – sophos), tornaram-se tolos (Provérbios 18:7);

A palavra grega σοπϕος [Sophos] está ligado a alguém que dispõe de uma característica de ser sábio, hábil e prudente. Essa palavra se assemelha à palavra σαφής [saphes] que significa ser claro, ou límpido. Ou seja, no entendimento de tal pessoa, a mesma pensa estar tendo um entendimento ou uma visão clara e translúcida sobre D-us, mas na verdade está tendo uma visão “skota” como vimos acima. A palavra sophos também é raiz da expressão σοφία [Sophia] que também está ligada à sabedoria, visão aguçada, habilidade (humana ou divina), inteligência.

  • Trocaram a glória (כבוד – Kávod ou רחמים – Hesed) do D-us imortal;

A palavra grega para glória é δόξα [doxa] como vimos acima. Mas para essa palavra em especial resolvi pegar a sua essência no idioma hebraico por inspiração do Espírito de D-us, e daí pude extrair 2 palavras muito providenciais. Essas palavras são respectivamente כבוד [Kávod] que está intimamente ligado à honra, grandeza e presença de D-us e também a palavra רחמים [Hesed] que está diretamente ligado à bondade, solidariedade e lealdade. Ou seja, a classe de pessoas descritas nesses versículos abandonaram ou abandonam tudo o que D-us é em essência: Bondade (Isaías 63:7), Solidariedade (Neemias 9:19-23) e Lealdade (Neemias 9:32-33), e ao invés de lhe darem honra por causa de Sua Grandeza e presença eles preferem honrar coisas corruptíveis e efêmeras, que não é e não pode ser semelhante à essência do Criador que é eterno. Com essa atitude cometem algo deplorável; ao trocar toda a bondade, solidariedade e lealdade do Eterno por bezerros de ouro ou qualquer outra coisa (Êxodo 32; Mateus 23:19; Atos 7:37-43; Atos 17:27-30; Tiago 5:3)

  • Este é o motivo que D-us entregou à vileza (αναξιος – anáxios ou ἀκαθαρσία – akatharsia) dos desejos de seus corações.

A palavra grega αναξιος [anáxios] está ligado ao sentido de alguém que comete um ato vil, degradante, indigno, inadequado para algo. Já a palavra ἀκαθαρσία [akatharsia] está mais ligada no sentido moral: impureza proveniente de desejos sexuais, luxuria, vida devassa, de motivos impuros, imundície, não purificado, impróprio para o próprio corpo.

Daí explica- se o fato da homossexualidade ser algo detestável aos olhos de D-us. Partindo desse ponto, podemos entender porque essa prática tem crescido indiscriminadamente e insuprível por todo o mundo; sendo totalmente normalizada e defendido por órgãos mundiais como a ONU, pelas mídias e por governos.  A cerca disso a muito tempo se pronunciou o Eterno através do que Seu Santo Espírito inspirou o salmista: Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas” Salmos 2:1-3. Na verdade, D-us está permitindo tudo isso até que se complete o tempo da Ira (Daniel 8:19; Apocalipse 6:17). Ainda assim, a misericórdia de Adonai aconselhou no mesmo Salmos: “Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra. Servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor. Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nele confiam” Salmos 2:10-12. Voltando um pouco acima, você pode compreender melhor o porquê dos reis e as nações não serem prudentes (sábios) e não caminhar às claras. Eles estão entenebrecidos do entendimento e da verdade; e a menos que se arrependam e glorifiquem a D-us (que é bendito eternamente), as consequências serão catastróficas, tanto para eles, como para quem os apoiam.

O caso da homossexualidade é apenas uma pequena parcela da iniquidade da humanidade contra o Criador.

Então porque a homossexualidade nesses versículos citados está citada em tamanha ênfase?

Para que fosse um sinal e uma evidência para a geração que estaria muito próxima de contemplar a execução da ira de D-us sobre toda a humanidade. Quando essa homossexualidade começasse a afluir por todo o mundo, e começasse a ser defendida em grande escala por todos os que negam e desprezam a graça de D-us enviada em forma de evangelho (boas-novas) de forma descodificada diante de toda a humanidade, ou quando todas essas coisas começassem a acontecer, deveríamos ter ciência e estar apercebidos que as palavras que Yeshua pronunciou em Lucas 17 estavam muito próximas a se cumprirem.

E quais são essas palavras?

“Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos. Assim será no dia em que o Filho do homem se há de manifestar” Lucas 17:28-30.

Para entender melhor essa aplicação e para fazer uma correlação entre o que Yeshua estava dizendo com a época de Ló, é preciso colocar aqui os versículos correspondente a isso:

“Antes, porém, de eles conseguirem chegar à cama, os homens da cidade cercaram a casa – jovens e velhos, todos os homens de todas as partes de S’dom [Sodoma]. Chamaram Lot [Ló] e lhe disseram: ‘Onde estão os homens que vieram para passar a noite com você? Traga-os para fora! Nós desejamos nos relacionar sexualmente com eles’. Lot saiu-lhes ao encontro e parou junto à porta, fechando-a atrás de si, e disse: ‘Por favor, meus irmãos, não façam uma coisa tão ímpia … ‘Afaste-se’ responderam: ‘Este homem veio morar aqui e agora decidiu tornar-se juiz. Nós faremos mais mal a você que a eles’” Gênesis 19:5-9. Essa passagem foi retirada da Bíblia Judaica Completa para uma melhor compreensão.

D-us deixou tudo bem claro e sem sombras de variação sobre a ira vindoura, tal como uma pequena amostra dessa ira sobre a impiedade dos homens de Sodoma e Gomorra (Gênesis 13:13; Gênesis 19:24-29). Da mesma maneira o Eterno deixou registrado que é capaz de executar a Sua ira vindoura igual ao dilúvio (Gênesis 6 e Gênesis 7) sobre toda impiedade e pecado (Lucas 17; 2 Pedro 3).

El Shaddai é inequívoco quanto a esse assunto da Ira Vindoura, e tudo foi registrado de forma clara e límpida nas sagradas escrituras.

Porém, não é somente a homossexualidade que provoca a ira do Eterno que isso fique bem esclarecido de uma vez por todas.

O que na verdade mais provoca a ira do D-us que é 3x Santo, é o fato da grande maioria da humanidade rejeitarem a glória (Hesed) e não darem glória (Kávod), nem tão pouco agradecerem (eucharisteo) a bondade divina de enviar Yeshua (Jesus) para salva-los. Antes preferem continuar provocando-O com a mesma rebelião dos anjos que deixaram a sua própria habitação (Judas 1:6-7). Essas mesmas pessoas continuam desdenhando de Sua diplomacia.

E como estão fazendo isso?

Quando preferem continuar a amar mais a corrupção e a impiedade do que a justiça e a verdade; e quando não se arrependem de suas naturezas pecadora e degenerada (Romanos 1:28-31; 2 Timóteo 3:1-9). Portanto, não apenas provocam a ira de Adonai Elohim quem vive dessa maneira, como também aqueles que os aplaudem, defendem ou consente com tal rebeldia contra Àquele que enviou a carta diplomática da Reconciliação (2 Coríntios 5:18-19).

D-us certamente vem para julgar o mundo pecador, e disso Ele alerta a humanidade desde a época de Enoque (Judas 1:14-16). Ele fará isso, porque Sua justiça ordena que faça isso. Porém, antes do julgamento Ele enviou uma última tentativa de reconciliação com o pecador por meio de uma carta; e junto com essa carta, Ele também enviou um presente (Yeshua) para demonstrar a Sua boa vontade (Lucas 2:13-14) em reconciliar com o pecador. No entanto, Ele mesmo não requereu nenhum presente de volta para que esse pacto de paz pudesse ter vigência. Ele fez tudo o que tinha que ser feito, e também é Ele quem se sacrificou em nome da paz dessa nova aliança. Como se isso não bastasse, na carta Ele convidou a morar em seu Reino, sendo amado, cuidado e sustentado por Ele com uma riqueza que nada nesse mundo pode se comparar. Com isso é tão certo como verdadeiro afirmar que “o juízo será sem misericórdia sobre aquele que não fez misericórdia; e a misericórdia triunfa do juízo” Tiago 2:13.

Agora, após saber disso a decisão de aceitar ou recusar esse tratado de paz está nas mãos de cada um. Um grande detalhe que não pode ser deixado de lado é que, esse tratado tem um prazo de carência e um teste a ser cumprido, para então receber todas os benefícios nele contido (Mateus 24:13-14).

Escolher aceitar esse tratado traz benefícios inimagináveis (1 Coríntios 2:9); porém, saiba que não aceitar é mandar uma resposta de volta ao Altíssimo que não querem paz e reconciliação, mas guerra e inimizade (Tiago 4:4). Infelizmente essa é a mensagem que chega diariamente ante o Trono da Graça como retorno de muitos.

Hoje está aqui essa carta diplomática de reconciliação e paz para você. O que você vai fazer com respeito a isso?

A pergunta feita para ser levada de volta ao Rei é: “Que farei então de Yeshua, chamado o Cristo? ”  Mateus 27:22

Não deixe de ler a Parte 1 desse artigo …

A Última Trombeta,

Shalom!

Anúncios

Um comentário em “PODERIA UM CAPÍTULO CONTER A SALVAÇÃO? (PARTE 2)

  1. Pingback: PODERIA UM CAPÍTULO CONTER A SALVAÇÃO? (PARTE 1) | A Última Trombeta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 16 de janeiro de 2017 por em Aplicação Bíblica, Estudos e mensagens e marcado , , , , , .

Postagens no Instagram

Vamos levantar um clamor pela nação hoje em nossas igrejas? Divulgue. Vamos apresentar o #Brasil perante o trono do Altissimo. Por @edificandoumnovolar - "Exortamo-vos, também, irmãos, a que (...) consoleis os desanimados" (1 Tessalonicenses 5:14). É normal nos depararmos com pessoas desanimadas.

As dificuldades do dia a dia fazem com que se deixem vencer pelo desânimo.

Existe a impressão de que os resultados positivos não acontecerão.

Parece que... A enfermidade não será controlada,

O relacionamento não terá mais jeito,

As dívidas não serão pagas,

O trabalho não irá melhorar,

O desemprego não irá embora,

A tristeza permanecerá e muito mais... Essas pessoas precisam de ajuda. 
Somos os instrumentos disponibilizados por Deus para ajudá-las.

Precisamos nos dispor a consolá-las.

Palavras de carinho, encorajamento, fortalecimento e afirmação produzirão cura para os desanimados.

Sejamos instrumentos de consolo, conforto e paz ao coração dessas pessoas. --------------------
Texto: @ciro.depaula --------------------
#EdificandoUmNovoLar #Igreja #Ministério #Church
#Casamento #CasamentoComPropósito #Weddings #Família
#Family #Couple #Marido #Esposa #Husband #Wife
#Noivos  #Noivas #Bride #Brides
#Aliança #Rings #Comunicação #Filhos #Consolo
#Paz #Peace #Conforto @Regrann from @amulhervirtuosaemdeus -  Salmos 3:2-3
Não devemos nos entristecer com o que dizem de nós.
E sim nos alegrar e confiar no nosso Senhor Jesus Cristo pois Ele realmente se importa conosco.
Ele nos livra das más línguas e nos guarda de todo o mal!!
Obrigada Senhor por esta palavra!
☝☝☝☝☝
#sojesussalva
#leiaabiblia
#bibliasagrada 
#bomdia - #aultimatrombeta A palavra Jerusalém significa "Cidade da Paz". Mas, infelizmente, Jerusalém foi marcada pela constante guerra e conflito desde a época do rei Davi. Os profetas de outrora incentivaram outros a orar pela paz de Jerusalém, e acreditamos na importância dessa antiga tradição. Junte-se a nós enviando sua oração por Jerusalém e seu povo.

The word Jerusalem means “City of Peace.” But unfortunately Jerusalem has been marred by constant war and conflict since the time of King David. 
The prophets of old encouraged others to pray for the peace of Jerusalem, and we believe in the importance of that ancient tradition.

Join us by sending your prayer for Jerusalem and her people: http://bit.ly/2rcYbFy

#ShalomJerusalem  #OraiPelaPazDeJerusalem #peaceJerusalem

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 80.203 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 2,038,704 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: