A Última Trombeta

Jesus está voltando!

O Jesus Muçulmano

Após o surgimento ou a “subida” do Mahdi, o segundo mais importante evento entre os Grandes Sinais é o retorno de Jesus Cristo. Cristãos que amam Jesus, compreensivelmente, ficam bem animados por saberem que mesmo os muçulmanos estão procurando e esperando o Seu retorno. Infelizmente, a crença Islâmica de quem é este Jesus que está vindo, e o que ele faz quando chegar, é drasticamente diferente do que os cristãos creem sobre Jesus.
A primeira coisa que os cristãos precisam entender sobre a crença Islâmica sobre Jesus é que é claro que os muçulmanos rejeitam a ideia de que Jesus foi ou é o Filho de Deus. De acordo com o Islã, Jesus não é quem a Bíblia diz que ele é, Deus em carne. Segundo, na crença Islâmica, Jesus nunca morreu na cruz pelos pecados da humanidade. O Corão especificamente nega que Jesus foi  crucificado ou que Ele experimentou a morte. Muçulmanos acreditam que após Alá milagrosamente ter libertado Jesus da morte, ele subiu ao céu vivo da mesma forma que a narrativa bíblica sobre Elias. Desde então, creem os muçulmanos, Jesus permaneceu com Alá e está esperando sua oportunidade para retornar à Terra para terminar seu ministério e completar sua vida. Como tal, para a mente Islâmica, Jesus não era de jeito nenhum o “salvador”. Para os muçulmanos, Jesus foi meramente outro profeta na longa linha de profetas que Alá mandou para a humanidade. O título especial de Messias, embora retido
na tradição Islâmica, é essencialmente despido de qualquer característica messiânica verdadeiramente definida pela Bíblia. De acordo com os textos sagrados do Islã – como nós já iremos ver – quando Jesus voltar, certamente não será para restaurar a Nação de Israel ao povo judeu. Nem o propósito de
Jesus irá ser salvar e libertar seus fiéis seguidores da contínua perseguição do Anticristo. Para entendermos o conceito Islâmico do retorno de Jesus, a primeira coisa que precisa ser concluída é que quando Jesus voltar, ele voltará como um muçulmano radical!

Este capítulo irá esboçar as tradições Islâmicas sobre a volta de Jesus. Muitas das Hadith abaixo que se referem a Jesus não o chamam pelo nome de Jesus, mas por Isa. Muçulmanos ocasionalmente se referem a Jesus por seu nome em Inglês [ou Português] por nossa causa, mas o nome que o Corão dá a ele, e o qual a maioria dos muçulmanos usam é Isa (ou Eesa) al-Maseeh (o Messias). Outros títulos usados comumente pelo Islã quando se referem a Jesus são Hadrat Isa (Honrado Jesus), Isa bin Maryam (Jesus filho de Maria) ou Nabi Isa (Profeta Jesus). Alguns desses títulos podem ser usados abaixo.

O Retorno do Jesus Muçulmano

Placa com a frase: Os muçulmanos amam Jesus também.

De acordo com as tradições sagradas do Islã, o retorno de Jesus é normalmente descrito acontecendo logo ao lado de Damasco: Nesse mesmo momento Alá enviaria Cristo, filho de Maria, e ele irá descer na torre branca da mesquita no lado leste de Damasco vestindo duas peças levemente tingidas com açafrão e colocando suas mãos nas asas do dois Anjos. Quando ele abaixaria sua cabeça, cairiam gotas de suor de sua cabeça, e quando ele subiria, gotas como pérolas se espalhariam vindas dele.1

O Subordinado do Mahdi

Nesse tempo, Jesus desce ao encontro do exército do Mahdi, que estará se preparando para a batalha. Será logo antes da hora da oração: Muçulmanos ainda estarão se preparando para a batalha formando as fileiras. Certamente, a hora da oração chegará e então Jesus, filho de Maria descerá.2
Baseado na relevante Hadith, estudiosos islâmicos parecem ter um acordo universal de que o Mahdi irá pedir para Jesus dirigir as orações. Jesus então irá recusar esse pedido e irá submeter ao Mahdi a direção da oração: O Mensageiro de Alá disse: Uma parte do meu povo não cessará de lutar pela
verdade e irá prevalecer até o Dia da ressurreição. Ele disse: Jesus filho de Maria então iria descer e seu [dos Muçulmanos] comandante [O Mahdi] o convidaria para vir e dirigi-los na oração, mas ele diria: Não, alguns entre vocês são comandantes sobre alguns.3
O elemento importante aqui que precisa ser frisado é que Jesus irá orar atrás do Mahdi como uma declaração direta sobre a inferioridade de Jesus em patente ao Mahdi:
Jesus irá recusar a oferta e convite do Imã Mahdi para vir e dirigir os Muçulmanos
em oração, e dirá sua oração atrás de Imã Mahdi.4
Jesus (paz seja sobre ele) virá e fará as orações obrigatórias atrás do Mahdi
e o seguirá.5
(Jesus) estará seguindo o Mahdi, o mestre do tempo, e é por isso que ele irá oferecer
suas orações atrás dele.6

Jesus o Fiel Muçulmano

Após a volta de Jesus, condizente com sua identidade como um fiel muçulmano, ele fará o ritual da peregrinação a Mecca chamado hajj: O Profeta disse: Verdadeiramente Isa ibn Maryam descerá como um juiz imparcial e governante justo. Ele irá trilhar seu caminho na estrada para o hajj (peregrinação) e virá para minha sepultura para me saudar, e eu certamente irei responder!7

Jesus Instituirá a Lei Islâmica

Enquanto o Mahdi, como Califa (vice-regente) e Imã (líder) dos muçulmanos é claramente visto como sendo superior a Jesus, Jesus ainda é dito para ser o líder da Comunidade Muçulmana. De acordo com as tradições Islâmicas, o propósito primário de Jesus será supervisionar a instituição e a aplicação da lei Islâmica Sharia por todo o mundo:

Ibn Qayyim mencionou em Manar al-munif que o líder… é o Mahdi que irá pedir a Jesus para dirigir os Muçulmanos em oração. Jesus irá permanecer na Terra, não como um profeta, mas como um da Comunidade (ummah) do Profeta Maomé. Os Muçulmanos o seguirão como seu líder. De acordo com Shalabi, o Mahdi lideraráos Muçulmanos em oração, e Jesus irá governar os Muçulmanos de acordo com a Lei Divina (Shari’ah).8

Jesus, o filho de Maria, descerá e os liderará julgando dentre eles de acordo com o
Sagrado Corão e a Suna do Profeta Maomé.9

Jesus: O Grande Evangelista Muçulmano

A tradição Islâmica ensina que porque Jesus se declarará como sendo muçulmano, ele levará muitos cristãos a se converterem ao Islã. Quanto aos que não se converterem ao Islã, o Corão afirma que Jesus irá ser uma testemunha contra eles no Dia do Julgamento:
Nenhum dos Adeptos da Escritura (cristãos e judeus) deixarão de acreditar nele
(Jesus) antes da sua morte, que, no Dia da Ressurreição, testemunhará contra
eles. – Surata 4:159
Comentando no verso acima, Mufti Muhammad Shafi e Mufti Mohammad Rafi Usmani, no livro deles – Sinais do Qiyama [O Julgamento Final] e a chegada do Maseeh [o Messias] explica que a frase “deixarão de acreditar nele antes da sua morte” significa que cristãos e judeus irão:
… confirmar que ele está vivo e não morreu e ele não é Deus ou o Filho de Deus mas (meramente) Seu (de Alá) escravo e Mensageiro, e Isa (Jesus) irá testemunhar contra aqueles que o tem chamado de filho de Deus, os cristãos, e aqueles que tem desmentido ele, os judeus.10

Xeque Kabbani, Chairman do Islamic Supreme Council of America [Supremo Conselho Islâmico da América] claramente enuncia a perspectiva Islâmica relativa ao papel evangelístico de Jesus quando Ele retornar: Como todos os profetas, o Profeta Jesus veio com a mensagem divina de se render
ao Deus Todo Poderoso, que é o Islã. Este verso mostra que quando Jesus voltar ele irá pessoalmente corrigir as deturpações e as interpretações erradas a seu respeito. Ele irá afirmar a verdadeira mensagem que ele trouxe em seu tempo como um profeta, e que ele nunca disse ser o Filho de Deus. Posteriormente, ele irá reafirmar em sua segunda vinda o que ele profetizou em sua primeira
vinda trazendo testemunha para o selo dos Mensageiros, Profeta Maomé. Em sua segunda vinda muitos não-muçulmanos irá aceitar Jesus como um servo de Alá Todo Poderoso, como um muçulmano e um membro da Comunidade de Maomé.11

Al-Sadr e Mutahhari, da mesma forma enunciam esta mesma expectativa: Jesus irá descer do céu e irá abraçar a causa do Mahdi. Os cristãos e os judeus irão vê-lo e reconhecerão sua verdadeira condição. Os cristãos abandonarão sua fé em sua divindade (sic).12

Jesus Abolirá o Cristianismo

É crucial compreender que de acordo com a crença e tradição Islâmica, quando Jesus voltar, ele não somente irá converter a maioria dos cristãos ao Islã, mas literalmente abolirá o Cristianismo inteiramente. Este fato é compreendido quando nós analisamos uma bem conhecida e citada tradição que se refere a quatro coisas específicas que Jesus fará quando ele voltar. Jesus é dito para:

1. Quebrar cruzes;
2. Matar todos os suínos;
3. Abolir o imposto jizya (um imposto muçulmano sobre não-muçulmanos);
4. Matar o Anticristo Muçulmano e seus seguidores.
O Profeta disse: Não há profeta entre eu e ele, que é, Jesus. Ele irá descer (para
a Terra)… Ele irá quebrar a cruz, matar suínos, abolir a jizyah. Alá fará perecer
todas as religiões exceto o Islã.13

As três ações de quebrar “a cruz”, matar porcos e abolir a jizyah, são baseadas na noção de que Jesus eliminará todas as outras religiões do mundo que não são o Islã. Shafi e Usmani explicam que “quebrar a cruz” significa “abolir a adoração à cruz”. Muitos amigos muçulmanos que eu conversei expressaram seu entendimento dessa tradição: Jesus quebrará ou removerá todas as cruzes dos telhados e campanários das igrejas em toda a Terra. Esta ação irá assim indicar que Jesus estará fazendo uma clara afirmação sobre sua desaprovação da falsa noção que ele tenha sido um dia crucificado em uma cruz. A matança de suínos é para que a “crença Cristã de sua legalidade seja desmentida”.14 A razão para abolir a jizyah (o imposto compulsório que não-muçulmanos tem de
pagar para viver em uma terra muçulmana) é baseada na ideia que quando Jesus retornar, a jizyah não será mais aceita. A única escolha que os cristãos terão é aceitar o Islã ou morrer. Como Sideque M.A. Veliankode afirma em Doomsday Portents and Prophecies [Prodígios e Profecias do Dia do Julgamento]:

Jesus, o filho de Maria, irá logo descer entre os muçulmanos como um justo juiz… Jesus irá, portanto, julgar de acordo com a lei do Islã… todas as pessoas serão obrigadas a abraçar o Islã e não haverá outra alternativa.15

Até Harun Yahya, da mesma maneira afirma esta crença em seu livro, Jesus Will Return [Jesus Irá Voltar] quando ele diz: Jesus removerá todos os sistemas de descrença naquele período.16
Juristas muçulmanos também confirmam estas interpretações: considere, por exemplo, o governo de Ahmad ibn Naqib al-Misri (morto em 1368) de The Reliance of the Traveller [A Dependência do Viajante], o clássico manual Shafi da jurisprudência Islâmica: … o tempo e o lugar para [a coleta de impostos] é antes da última descida de Jesus (sobre quem esteja a paz). Após esta última vinda, nada além do Islã será aceito deles, pois tomar o imposto é apenas efetivo até a descida de Jesus (sobre ele e
nosso Profeta esteja a paz) …17

Jesus o Matador de Judeus

Além do “cumprimento” de abolir o Cristianismo em escala mundial, outra das principais atribuições de Jesus é matar a figura conhecida como o Dajjal, ou a versão muçulmana do Anticristo. Mas Jesus não irá somente matar o Dajjal, mas também todos os seguidores do Dajjal, que consequentemente, serão judeus em sua maioria. Muhammad Ali Ibn Zubair em um artigo intitulado Who is the evil

Dajjal? [Quem é o maligno Dajjal?] elabora:
Os Yahudis (judeus) de Isfahaan serão seus (do Dajjal) principais seguidores. Além de ter majoritariamente seguidores Yahudi, ele terá um grande número de seguidoras mulheres também.18

Veliankode explica que uma das principais razões para a volta de Jesus é “refutar os judeus na questão controversa de que eles mataram Jesus… Contudo, Jesus os matará, incluindo o seu líder, o Anticristo.”19 Listando os eventos dos Últimos Dias à medida que ocorrem, Muhammad Ali Ibn Zubair, autor de The Signs of Qiyama [Os Sinais do Qiyama] (Dia do Julgamento) começa:

Seus seguidores, os Yahudis, serão 70.000… (Então) Hadrat Isa (honradol Jesus) mata o Dajjal no portão de Hudd, perto de um aeroporto Israelense, no vale de “Ifiq”. A guerra final entre os Yahudi seguirão, e os Muçulmanos serão vitoriosos.20

O muçulmano Jesus

Nós discutiremos essa “guerra final” entre Judeus e Muçulmanos com mais detalhes em um próximo capítulo. Mas por agora, é importante lembrar que quando essa guerra final (ou mais precisamente um massacre final) ocorrer, de acordo com as tradições Islâmicas, é o Jesus Muçulmano que é o que
primeiramente a instiga.

Jesus: Um Bom Homem Muçulmano de Família

Um aspecto final da volta do Jesus Muçulmano deve ser ressaltado. Após converter o mundo ao Islã e matar os descrentes – o Dajjal e seus seguidores – Jesus é dito a se casar, ter filhos e eventualmente morrer: O Profeta disse: Não há profeta entre eu e ele, que é, Jesus… Ele irá destruir o Anticristo e viverá na terra por quarenta anos e depois irá morrer. Os Muçulmanos orarão sobre ele.21

Após sua descida à terra, Jesus se casará. Ele terá filhos, e ele permanecerá na terra 19 anos após o casamento. Ele falecerá e os muçulmanos farão sua Oração Funeral e o enterrarão próximo ao Profeta Maomé.22

Agora vejamos as várias determinadas características e ações do Jesus
Muçulmano sobre seu retorno à terra:

1. Jesus é dito a retornar à terra nos Últimos Dias perto de uma mesquita
em Damasco;
2. Ele chegará em um tempo quando o Mahdi e seu exército estarão se
preparando pra orar;
3. A ele será oferecido, pelo Mahdi, para dirigir a oração, mas declinará
em direta deferência ao Mahdi, a quem Jesus declara ser o líder dos
muçulmanos;
4. Ele então orará atrás do Mahdi como um subordinado;
5. Ele será um fiel muçulmano;
6. Ele fará a peregrinação à Meca;
7. Ele visitará o túmulo de Maomé, e saudará Maomé, de forma que Maomé
retornará, do túmulo, a saudação;
8. Ele destruirá o Cristianismo;
9. Ele repelirá o imposto jizyah, assim fazendo com que a única opção para
judeus e cristãos seja se converter ao Islamismo ou morrer;
10. Ele estabelecerá a Sharia (Lei) Islâmica por toda a terra;
11. Ele matará o Anticristo e seus seguidores, constituídos majoritariamente
de Judeus e mulheres;
12. Ele permanecerá na terra por mais ou menos quarenta anos, e durante
este tempo ele se casará, terá filhos e morrer.

Como nós temos visto claramente, o Jesus Muçulmano – em ambas natureza e ações – é muito diferente do Jesus Bíblico. Em vez de vir reinar como Rei e Messias sobre toda a terra a partir de Jerusalém, Jesus virá converter o mundo ao Islã ou matar aqueles que se recusarem a fazê-lo. Ao invés de vir para salvar e libertar fiéis cristãos e judeus, ele virá para matá-los e massacrá-los. Nós discutiremos um pouco mais sobre o que a Bíblia tem a dizer sobre a volta de Jesus em um post posterior.

Fonte: Anticristo, o Messias esperado pelo islã

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às 12 de março de 2017 por em Anticristo e marcado .

Postagens no Instagram

Sim, Senhor!💝 Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.
Apocalipse 22:14 
#aultimatrombeta  #arrependimento  #Céu Amem uns aos outros!

#GodIsLove  God  #Jesus #Love  #Command Tão simples que tem gente que não quer acreditar. Se você crê em Cristo verdadeiramente e não vive na ignorância, você segue algo e alguém! Esse algo é o Evangelho que está na Bíblia. Esse alguém é Jesus Cristo. Não se pode acreditar, cegamente, no que um ser humano fala. Os cristãos de Beréia, examinavam as escrituras para ver se era verdade o que Paulo falava, e Paulo não criticou a atitude deles. Infelizmente, muitas pessoas fazem o contrário dos cristãos de Beréia, pela falta de maturidade espiritual. "Culto mais quente" para voltar ao primeiro amor, simplesmente não está na Bíblia, mas o arrependimento está. Aí vem a pergunta: você prefere acreditar no que Deus fala ou no que um ser humano fala?
#Vida #Evangelho #Luz#Fé #Faith #Love #God #Deus #Lord #Bible #Biblia #Salvation #Jesus #JesusChrist  #Graça #Mercy #Light #Gospel #BoasNovas #Evangelho #HolyEspirit #EspiritoSanto #AUltimaTrombeta #JesusComing - #regrann Nome em quem podemos confiar com toda a nossa fé.

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 78.903 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 1,992,181 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: