A Última Trombeta

Jesus está voltando!

A busca pelos prazeres do mundo: Comer, Beber e Morrer

A filosofia do hedonismo é normalmente atribuída ao grego Aristipo de Cirene, contemporâneo de Sócrates e ativo 400 anos antes de Cristo. Ele considerou o prazer e a dor como dois lados da alma humana, e sugeriu a busca do prazer como o principal objetivo do homem. A própria palavra hedonismo vem da palavra grega hedonê, que significa prazer ou vontade. A ideia da filosofia é de priorizar o prazer e procurar eliminar a dor.

Há diversas formas do hedonismo, e outras filosofias que compartilham alguns aspectos dele. Alguns pensamentos enfatizam os prazeres do corpo enquanto outros valorizam mais os prazeres da mente. Muitos consideram a felicidade como o objetivo principal da existência humana.

Enquanto a filosofia formal do hedonismo pode ser traçada aos gregos, a ideia prática da busca do prazer é bem mais antiga. Isaías, escrevendo 300 anos antes de Aristipo, citou a busca do prazer quando descreveu o procedimento comum em Jerusalém: “Porém é só gozo e alegria que se veem; matam-se bois, degolam-se ovelhas, come-se carne, bebe-se vinho e se diz: Comamos e bebamos, que amanhã morreremos” (Isaías 22:13).

Na esfera carnal, a busca do prazer alimenta a ênfase na sensualidade que domina o pensamento de uma grande parte da população atual. Muitos definem a vida pelo seu prazer, procurando “curtir” ao máximo seus dias.

No contexto religioso, também, o hedonismo se apresenta como uma atitude dominante. As igrejas que crescem mais, numericamente, são aquelas que agradam aos ouvintes com promessas de prosperidade e felicidade. “Deus quer que eu seja feliz” se tornou um ditado popular que vale mais do que as orientações dadas pelo próprio Senhor nas Escrituras. Com essa simples frase, pregadores derrubam as exigências divinas e justificam a busca do prazer e autorrealização mesmo em desobediência direta da vontade de Deus.

Quando voltamos ao tratamento bíblico dessa filosofia, porém, percebemos o enorme perigo que ela apresenta. Consideremos três passagens bíblicas que falam dessa busca de prazer como objetivo principal, observando o perigo implícito no contexto de cada citação.

(1) Isaías citou a busca de prazer como exemplo da negligência que levava à destruição de Jerusalém. O procedimento citado acima leva a esta sentença de morte no versículo seguinte: “Mas o SENHOR dos Exércitos se declara aos meus ouvidos, dizendo: Certamente, esta maldade não será perdoada, até que morrais, diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos” (Isaías 22:14). Quem busca prazer em primeiro lugar esquece daquele que realmente deve ocupar o primeiro lugar: Deus!

(2) Paulo descreveu a busca de prazer como característica daqueles que negam a ressurreição e a vida eterna. Na sua defesa da ressurreição como doutrina central do cristianismo, Paulo disse: “Se os mortos não ressuscitam, comamos e bebamos, que amanhã morreremos” (1 Coríntios 15:32). Seu ponto é exatamente o oposto: sabendo que os mortos ressuscitam, devemos viver com a perspectiva de expectativa da ressurreição e do julgamento final (2 Coríntios 5:8-10).

(3) Jesus tratou a busca de prazer terrestre como tolice fatal! Ele falou de um homem que só pensou numa aposentadoria confortável e mostrou a reação divina: “Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te. Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus” (Lucas 12:19-21).

Deus nos chama para buscar em primeiro lugar seu reino e sua justiça. A felicidade vem desse serviço, e não da busca egoísta do prazer (Mateus 6:33).

–por Dennis Allan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 3 de julho de 2017 por em Vida Cristã.
Anúncios

Postagens no Instagram

👑Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; Efésios 1:21
👑Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Filipenses 2:9
👑Eu louvarei ao Senhor segundo a sua justiça, e cantarei louvores ao nome do Senhor altíssimo. Salmos 7:17

#JESUS [Fp 2.14] Você reclama muito? Murmuração atrapalha uma caminhada toda, contamina o coração e a alma, trazendo negatividade e insegurança (Nm 14.27).🙊
Cristo deseja que sua igreja, seu povo, vivam sem murmurar e sem contendas, antes manter bom ânimo e buscar a paz para com todos (Hb 12.14-17).😇
Olhe para frente, não murmure, creia e espere no Senhor Ele fará! (Sl 37.5).🎶 [Tradução: Almeida Revista e Atualizada] 
#bibliadiaria #antoniojunioralves @jralvesbdiaria -Regrann from @bibliadiaria MOTIVAÇÃO 📖TEXTO: "E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava. E seguia-o uma grande multidão da Galiléia, de Decápolis, de Jerusalém, da Judéia, e de além do Jordão."
Mateus 4:23-25

O texto de hoje refere-se ao inicio do período em que Jesus se dedicou integralmente a cumprir sua missão. Ele não precisou anunciar a realização de um grande evento, pois sabia onde estavam as pessoas que precisavam de ajuda. Mesmo assim, a notícia se espalhou e muitos eram levados até ele. Talvez a motivação destas pessoas fosse apenas buscar a cura ou a solução de seus problemas. E hoje, muitas pessoas fazem o mesmo. Estão mais interessadas nisso do que na vida nova que ele oferece.  Por outro lado: será que os que conhecem a Cristo estão  espalhando a boa notícia de que ele veio ao mundo e que, por sua morte em nosso lugar, podemos ter vida completa aqui na terra e eterna no céus? Estão levando a Jesus aqueles que sofrem e não têm esperança? É preciso que os cristãos apresentem Jesus e convidem as pessoas a deixa seu sofrimento – espiritual, emocional e físico – nas mãos daquele que sofreu por nós.  O texto também diz que “grandes multidões o seguiam”. E hoje? Podemos dizer que muitos procuram Jesus pelo que ele pode fazer o eles física e até financeiramente. Querem receber coisas, mas não querem ter compromisso com Cristo. Qual será a nossa motivação ao buscar a Cristo? Será que nossa prioridade é a mudança espiritual que ele traz? A vida cristã nem sempre atrai – talvez porque o sofrimento estará presente enquanto estivermos vivos. Porém, ter um amigo com quem contar quando sofremos  faz toda diferença. E – não podemos esquecer nunca – foi isso que Cristo prometeu: não uma vida isenta de sofrimentos, mas a certeza de sua companhia e auxílio.  Qual é sua motivação quando você pensa em seguir a Cristo?? Conselhos de Vida!

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 96.866 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 2,638,018 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: