A Última Trombeta

Jesus está voltando!

A busca pelos prazeres do mundo: Comer, Beber e Morrer

A filosofia do hedonismo é normalmente atribuída ao grego Aristipo de Cirene, contemporâneo de Sócrates e ativo 400 anos antes de Cristo. Ele considerou o prazer e a dor como dois lados da alma humana, e sugeriu a busca do prazer como o principal objetivo do homem. A própria palavra hedonismo vem da palavra grega hedonê, que significa prazer ou vontade. A ideia da filosofia é de priorizar o prazer e procurar eliminar a dor.

Há diversas formas do hedonismo, e outras filosofias que compartilham alguns aspectos dele. Alguns pensamentos enfatizam os prazeres do corpo enquanto outros valorizam mais os prazeres da mente. Muitos consideram a felicidade como o objetivo principal da existência humana.

Enquanto a filosofia formal do hedonismo pode ser traçada aos gregos, a ideia prática da busca do prazer é bem mais antiga. Isaías, escrevendo 300 anos antes de Aristipo, citou a busca do prazer quando descreveu o procedimento comum em Jerusalém: “Porém é só gozo e alegria que se veem; matam-se bois, degolam-se ovelhas, come-se carne, bebe-se vinho e se diz: Comamos e bebamos, que amanhã morreremos” (Isaías 22:13).

Na esfera carnal, a busca do prazer alimenta a ênfase na sensualidade que domina o pensamento de uma grande parte da população atual. Muitos definem a vida pelo seu prazer, procurando “curtir” ao máximo seus dias.

No contexto religioso, também, o hedonismo se apresenta como uma atitude dominante. As igrejas que crescem mais, numericamente, são aquelas que agradam aos ouvintes com promessas de prosperidade e felicidade. “Deus quer que eu seja feliz” se tornou um ditado popular que vale mais do que as orientações dadas pelo próprio Senhor nas Escrituras. Com essa simples frase, pregadores derrubam as exigências divinas e justificam a busca do prazer e autorrealização mesmo em desobediência direta da vontade de Deus.

Quando voltamos ao tratamento bíblico dessa filosofia, porém, percebemos o enorme perigo que ela apresenta. Consideremos três passagens bíblicas que falam dessa busca de prazer como objetivo principal, observando o perigo implícito no contexto de cada citação.

(1) Isaías citou a busca de prazer como exemplo da negligência que levava à destruição de Jerusalém. O procedimento citado acima leva a esta sentença de morte no versículo seguinte: “Mas o SENHOR dos Exércitos se declara aos meus ouvidos, dizendo: Certamente, esta maldade não será perdoada, até que morrais, diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos” (Isaías 22:14). Quem busca prazer em primeiro lugar esquece daquele que realmente deve ocupar o primeiro lugar: Deus!

(2) Paulo descreveu a busca de prazer como característica daqueles que negam a ressurreição e a vida eterna. Na sua defesa da ressurreição como doutrina central do cristianismo, Paulo disse: “Se os mortos não ressuscitam, comamos e bebamos, que amanhã morreremos” (1 Coríntios 15:32). Seu ponto é exatamente o oposto: sabendo que os mortos ressuscitam, devemos viver com a perspectiva de expectativa da ressurreição e do julgamento final (2 Coríntios 5:8-10).

(3) Jesus tratou a busca de prazer terrestre como tolice fatal! Ele falou de um homem que só pensou numa aposentadoria confortável e mostrou a reação divina: “Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te. Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Assim é o que entesoura para si mesmo e não é rico para com Deus” (Lucas 12:19-21).

Deus nos chama para buscar em primeiro lugar seu reino e sua justiça. A felicidade vem desse serviço, e não da busca egoísta do prazer (Mateus 6:33).

–por Dennis Allan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 3 de julho de 2017 por em Vida Cristã.

Postagens no Instagram

#MudeoBrasilpelaBiblia Oremos pelo México Pouco depois de decolar do aeroporto de John Wayne, no condado de Orange, na Califórnia, o piloto Frank Pisano ouviu um som diferente no motor direito do avião.

Depois de um vôo que durou apenas quatro minutos, a aeronave foi incendiada quando retornou para a pista. No entanto, o piloto e a passageira que estava ao seu lado, sua esposa, Janan, foram salvos por um milagre de Deus.

O casal decolou no dia 30 de junho para passar três dias em Scottsdale, no Arizona. Como um piloto experiente, Frank percebeu que conseguia retornar ao aeroporto depois de perder o motor direito e nivelou o avião. “Eu fui bem treinado, mas Deus obviamente ajudou”, afirmou.

Frank estava prestes a realizar um pouso de emergência numa estrada, que poderia ser fatal. Janan, sentindo-se indefesa, fechou os olhos e começou a orar: “Deus está conosco, Deus está conosco”, disse ela, repetidamente.

De repente, Frank percebeu que estava descendo muito rápido. Assim que pousou, o avião caiu “como um balão de chumbo”. “Havia postes de luz na rodovia que se eu acertasse, teriam explodido. Eu estaria morto. Esse é mais um dos milagres”, disse ele.

O avião atingiu a frente de uma caminhonete que deu impulso para que a asa atingisse a barreira. “Se não tivéssemos atingido esse veículo, teríamos entrado na barreira inicial e estaríamos mortos. Foi o terceiro milagre”, lembrou Frank.

Depois da queda, o avião foi tomado pelas chamas. Por causa do impacto, Frank teve seis vértebras quebradas e Janan teve cinco vértebras afetadas. Ambos ficaram inconscientes, mas logo acordaram e conseguiram ser retirados da aeronave antes de uma explosão.

Uma das pessoas que ajudou a socorrer o casal durante o acidente foi um barman chamado Federico, que se abaixou para ajudar Janan e disse: “Deus está com você, Deus está com você”, repetindo a mesma oração feita por ela antes da queda.

Recuperação

Frank e Janan foram levados ao hospital e entraram em coma induzido, devido a dificuldade na respiração. “Me disseram que enquanto eu estava inconsciente, as pessoas iam até o meu quarto e oravam. Nunca descobri quem elas eram”, lembra o piloto.
[Continuação do texto no comentário | Via: Guiame

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 86.365 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 2,353,154 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: