A Última Trombeta

Jesus está voltando!

Série: A ORIGEM DOS POVOS – Parte 1 – A História Bíblica da Criação e os ‘Mitos da Origem’ Pagãos

“No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E disse Deus: Haja luz; e houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.”(Gênesis 1:1-2)

Assim começa a Bíblia, um simples relato planejado para ser compreendido por qualquer pessoa em qualquer época. Assim parte do pressuposto que Deus existe, é o Criador, o Todo-Poderoso e Eterno. Um relato que não nega a ciência ou lógica, mas que define um Criador incriável e autoexistente, Eterno e Onipotente.

Como explicar tantos pontos em comum entre os mitos de origem das civilizações ancestrais? Seria possível que povos diferentes e isolados tivessem todos as mesmas ideias mitológicas? Esse fato não aponta para uma origem comum das religiões e dos povos?

.. E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a…” (Gênesis 1:26-28)

a origem dos povos.002

 

I) A História Bíblica da Criação e Mitos de Origem Pagãos

Na comparação dos mitos de origem com a história Bíblica da Criação vemos muitas semelhanças e diferenças. O que elas podem nos indicar? Seria o monoteísmo a fonte inicial de uma história comum partilhada por nossos ancestrais? Como nossos ancestrais compreenderam a origem do universo? Iniciamos hoje uma série fascinante sobre como todas as culturas do mundo apontam para um princípio comum. Essa série será ilustrada com os vídeos incríveis produzidos pelo Canal Observatório7; e os primeiros vídeos você já pode conferir abaixo.

Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Porque por ela os antigos alcançaram testemunho. Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente. (Hebreus 11:1-3)

[A História Bíblica da Criação e Mitos de Origem Pagãos – Observatório7]

“A Bíblia relata um momento inicial chamado “No Princípio” (Bereshit), quando Deus criou o Cosmos. Há também um segundo momento relatado em Gênesis 1:2 quando o ciclo da semana da criação e a vida na Terra foram estabelecidos. A tradição judaico-cristã admite Moisés como autor de Gênesis. O próprio Jesus referiu-se a ele como autor dos livros da Lei. Culto e educado na corte egípcia, o autor dos cinco primeiros livros da Bíblia registrou eventos semelhantes aos encontrados em mitos antigos, porém seu relato estava repleto de distinção e originalidade. Certamente Moisés conhecia as tradições do Egito, Canaã e Mesopotâmia, então porque ele rompeu com os pensamentos típicos daqueles dias (que consideravam os deuses como forças da natureza) e descreveu um Deus Único, distinto da natureza?

Screen Shot 2018-06-14 at 6.30.29 PM.png

Enquanto os ‘mitos de origem’ pagãos dedicavam-se a descrição de seres fantásticos, que personalizavam forças da natureza, em divindades como os ventos, os céus, a terra e as águas, para os hebreus esses poderes eram apenas elementos inanimados, da criação de um Deus pessoal que estava fora da natureza. Qual seria a origem de tudo?

A Ciência atual, ao observar a Teoria da Relatividade, e o movimento de expansão do Universo através do deslocamento das galáxias, concebeu a ideia de Big-Bang, Teoria da qual voltando-se no tempo, encontramos um Universo no ponto inicial, antes da grande expansão no tempo e do espaço.

Desde o início vários religiosos viram o Big-Bang como a evidência de um Deus Criador e pessoal que era o causador anterior a esta grande expansão do Cosmos. A Ciência no entanto não pode prever o que havia antes, nem o que motivou o início do universo. Este evento inobservável foi chamado pela física de ‘Singularidade’, e pelo autor de Gênesis, de ‘Princípio’.

As culturas pagãs da aintiguidade visualizavam essa ‘singularidade’ da forma ilustrativa daquilo que melhor conheciam, como algo que do nada, nasce e cresce explosivamente: o ovo.”

II) Origem das Civilizações (As Fontes)

No estudo das civilizações antigas e origens da humanidade podemos cruzar os dados de escritos antigos, autores clássicos, mitologia, arqueologia, antropologia e genética. O resultado é surpreendente. Para compreender melhora sequência deste estudo, assista o video abaixo:

[Origem das Civilizações (As Fontes) – Observatório7]

“A aurora da história revela uma humanidade já civilizada.  Talvez revele uma civilização já velha. E, entre outras coisas mais importantes,  revela a insensatez da maioria das generelizações acerca do período prévio e desconhecido quando a humanidade era realmente jovem. As duas primeiras sociedades sobre as quais temos alguns registros detalhados e confiáveis são Babilônia e Egito. Acontece que as enormes e explêndidas conquistas do gênio dos antigos depõem contra dois dos mais comuns e mais grosseiros pressupostos da cultura dos modernos. Se quisermos nos livrar de metade das bobagens acerca de nômades e homens das cavernas e do velho da floresta, precisamos apenas olhar fixamente para os dois sólidos e estupendos fatos chamados Babilônia e Egito”  trecho do livro O Homem Eterno, de Gilbert K. Chesterton –  um dos autores britânicos mais respeitados na literatura mundial, cuja obra inspirou o grande C.S. Lewis  a abandonar o ateísmo.

Screen Shot 2018-06-14 at 6.06.12 PM.png

No mundo acadêmico atual não dá qualquer valor documental a Bíblia. Mas a Bíblia, longe dos preconceitos quea rodeiam, teria algum valor histórico? Quando consideramos que a Bíblia contém história, apesar de não ser um livro de História, temos que ter a humildade de reconhecer que a ‘pá da Arqueologia’ descobriu muitas cidades e civilizações que antes eram anunciadas pela Bíblia, mas declaradas como mitológicas por seus críticos. Um bom exemplo sao os ‘hititas’, chamados na Bíblia de ‘heteus’. Também podemos citar as descobertas históricas de Babilônia, Nínive e de personagens que já eram descritos na Bíblia. Aos estudarmos o passado, se levarmos a sério os registros dos escritores clássicos, não estamos sendo inocentes de que esses escritos estão desprovidos de erros, ou que não sejam tendenciosos, ou mesmo que seus documentos não tenham recebido acréscimos dos copistas. No entanto, quando consideramos os documentos de autores  como Homero, podem-se encontrar origens históricas para o Mito, como foi comprovada no caso da lendária Tróia, encontrada no século XIX na costa do que hoje é a Turquia.

III) A origem das Religiões – Gobekli Tepe

Conheça um pouco sobre Gobekli Tepe, um misterioso sítio pré-histórico que nos trouxe outra compreensão e uma série de novas perguntas sobre a origem da religiosidade humana. Teria a religião sido criada pela agricultura como defendiam as teorias até então? Quem edificou este sítio megalítico localizado na atual Turquia? Assista e se surpreenda!

[A origem das Religiões – Gobekli Tepe – Observatório7]

A História secular costumava determinar que há 10 mil anos a humanidade era composta de apenas pequenas tribos de caçadores e coletores . Esta teoria propunha que os sistemas religiosos haviam sido criados tardiamenteem detrimento do nascimento da agricultura; preocupados com o favor dos céus, os primeiros agricultores criaram as primeiras instituições religiosas que alegavam influenciar nas colheitas. Segundo esta teoria humanista, a agricultura permitiu que o homem se fixasse em um lugar, desenvolvesse cidades, cultura  e templos. Até que em 1994, na Turquia, o arado de um fazendeiro curdo desafiou os acadêmicos. Ele desenterrou uma pedra imensa, e depois de dias tentando retirar o objeto do solo, o fazendeiro encontrou formas estranhas, que logo atraíram arqueólogos internacionais, que desenterraram o mais antigo sitio pré-histórico conhecido. O local foi chamado de Gobekli Tepe, e datado do neolítico pré-cerâmica estimado entre 10.000 e 11.000 anos antes de Cristo, segundo a cronologia convencional. Como grupos de caçadores e coletores teriam construido uma obra tão grandiosa sem desfrutar de tecnologia e quantidade de população para tal desafio?

Screen Shot 2018-06-14 at 5.51.29 PM


👉 Esta incrível série inicia aqui, mas terá um desenrolar surpreendente e revelador. Essa é a história real dos nossos ancestrais!  Mas para você não perder os próximos conteúdos desta série, fique sempre atento às novas postagens aqui no Blog e que são replicados em nossa Fanpage do Facebook! 😉

Todos os Créditos dos Vídeos reservados a:
Youtube:  Observatório7
http://ericsondanese.blogspot.com/

Para saber mais sobre a origem das civilizações, veja:
Perspectivas Genéticas da Evolução Humana, com Dr. Wellington Silva, geneticista
Arqueologia e a Origem da Civilização Humana, 1
Arqueologia e a Origem da Civilização Humana, 2
Evidências, Quem escreveu a Bíblia?

 👉 Você pode acessar o canal Observatório7  no Youtube para conferir outros estudos  relacionados ao tema para enriquecer seu conhecimento. Se inscreva no canal e não esqueça de curtir os vídeos.

📩👨‍🏫📚 Gostou do estudo? Então medite sobre o assunto e compartilhe o estudo com seus amigos e irmãos na fé! Vamos crescer no conhecimento e na graça de Deus. Espalhe a verdade sobre a Criação de Deus, afinal, a Bíblia tem sempre a razão! E tem muita gente precisando saber disso!!

 

A paz do SENHOR seja com todos. JESUS VEM!

Equipe  A Última Trombeta

Anúncios

Um comentário em “Série: A ORIGEM DOS POVOS – Parte 1 – A História Bíblica da Criação e os ‘Mitos da Origem’ Pagãos

  1. Klaus Artur Kurzawa
    10 de agosto de 2018

    Bom dia.
    Este blog tem buscado a verdade revelada pela Palavra de Deus. Deixo este site para quem interessar acessar e buscar a verdade sobre a cosmologia biblica.
    A Cosmologia Bíblica, Conforme o Senhor, em Sua Misericórdia, nos Revelou
    http://www.espada.eti.br/cosmologia-2.asp
    Graça e paz!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Postagens no Instagram

Para refletir sobre nossas prioridades...
É desse jeito!
Imagens do tufão em Hong Kong 🇭🇰
Tribulum! ➡️ "Porque o endro não se trilha com trilho, nem sobre o cominho passa roda de carro; mas com uma vara se sacode o endro, e o cominho com um pau. O trigo é esmiuçado, mas não se trilha continuamente, nem se esmiúça com as rodas do seu carro, nem se quebra com os seus cavaleiros." Isaías 28:27,28 A pequena semente de endro sai com facilidade de seu esconderijo sobre o caule. Uma pequena sacudida deixa-a livre. Para realizar a colheta, necessita-se apenas de uma vara. Outros grãos são mencionados pelo profeta, o trigo por exemplo, não se solta tão depressa. Rodas de carro precisa passar sobre eles, amassando-os a fim de desprendê-los. As rodas do carro passa por cima do trigo, a vara sacode o caule do endro. Mas do que se trata tudo isso? Os anciãos tinham uma palavra que se referia todo esse processo de produzir pão. A palavra era #tribulum, um instrumento debulhador, mas também era usada para lavrar e sulcar a terra, bem como para triturar os grãos pelas rodas do carro. O profeta aplica a sua parábola ao povo de Deus que havia se desviado. A sua resposta era tribulum. Ele estava trazendo de volta pelo caminho duro. Alguns precisavam apenas de uma batida leve no caule, outros precisavam sentir o peso das rodas do carro. os cristãos primitivos não apenas esperavam a tribulação, mas viam nela um grande propósito Eles sabiam que por meio de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus (Atos 14.22). O próprio Senhor nos assegurou que: No mundo passareis por aflições ( João 16.33). Ainda: "#Tribulação": esta palavra vem de "tribulum", que é um instrumento ( como um pedaço de madeira cheio de pregos) que servia para separar o trigo da palha. Ou seja, a finalidade é clara: separar o útil do inútil. Toda história de um homem de Deus passa pelo tribulum de Deus...não há outro caminho para um cristão se tornar espiritualmente forte e resistente. ➡️ “O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno” (Mateus 13: 38). ➡️ “Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará” (Mateus 3: 2), ➡️ LEIA MATEUS 13:30
Regrann from @_refugio - Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar". Josué 1:9 . O Senhor tem me ensinado a descansar e confiar nEle, dia após dia. Mesmo quando tudo parece perdido, ou quando as barreiras / medo tentam nos paralisar... lá Ele está, sempre nos lembrando que nada foge do controle de suas mãos. . Ele nunca precisou de circunstâncias favoráveis. Pois o meu Deus é um Deus de milagres, um Deus do impossível. . É lindo ver o cuidado e bondade de Tuas mãos, Senhor. Sou grata por tudo que tens feito e por tudo que ainda há de fazer. Guarda meu coração e retire toda ansiedade. O Senhor vai a minha frente, me guardando de todo mal. . Descasarei em Ti. Na certeza de que tens o melhor para mim. 🌻Texto: @tainarcp . . . #Deus #God #Jesus #holy #evangelho #deusnocontrole #biblia #fe #palavradedeus #EspiritoSanto #deusnocomando #amor #jesusteama #igreja #culto #amordedeus #adoração #bomdia #reinodedeus #boanoite #louvor #oração
Anúncios

Visitantes

Map

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 107.423 outros seguidores

Follow A Última Trombeta on WordPress.com

Estatísticas do blog

  • 3.065.028 cliques

Siga-me no Twitter

%d blogueiros gostam disto: