Aborto é assassinato sim e sacrifício ao abominável deus Moloque

Antes de entrar no detalhe no qual se refere a Moloque como o deus do Aborto, gostaria de dizer quem é Moloque e quem está por tras desta adoração pagã.
Moloch ou Moloque é o nome do deus pagão que também era conhecido como conhecido por (Malca ou Milcon) ao qual os amonitas, uma etnia de Canaã (povos presentes na península arábica e na região do Oriente Médio), sacrificava seus recém-nascidos, eram jogados no ventre da estátua de Moloque, onde existia uma cavidade com uma fogueira ardente que consumia as crianças vivas. Mas também houve por parte dos Israelitas (Povo de Deus) uma adoração a este falso deus assim que eles adentraram nas terras de Canaã, Mas o Senhor nosso Deus, já os havia advertido sobre Moloque:

“Também dirás aos filhos de Israel: Qualquer dos filhos de Israel, ou dos estrangeiros peregrinos em Israel, que der de seus filhos a Moloque, certamente será morto; o povo da terra o apedrejará.
Eu porei o meu rosto contra esse homem, e o extirparei do meio do seu povo; porquanto eu de seus filhos a Moloque, assim contaminando o meu santuário e profanando o meu santo nome.
E, se o povo da terra de alguma maneira esconder os olhos para não ver esse homem, quando der de seus filhos a Moloque, e não matar,
eu porei o meu rosto contra esse homem, e contra a sua família, e o extirparei do meio do seu povo, bem como a todos os que forem após ele, prostituindo-se após Moloque.”
(Levítico 20:2-5)moloque

Vários reis de Israel cometeram tal pecado, a começar pelo rei Salomão, que na sua velhice, “edificou um alto (altar) sobre o monte que está diante de Jerusalém a Moloque, a abominação dos filhos de Amom” (1 Reis 11:7), o rei Acaz queimou seus próprios filhos no fogo (2 Cr 28:3), o rei Manassés também sacrificou seus filhos ao fogo (2 Cr 33:6) e as dez tribos de Israel também passaram pelo fogo seus filhos e filhas cometendo tão horrendo pecado (2 Reis 17:17). Apesar do profeta Jeremias ter exortado o povo acerca desse pecado “E edificaram os altos de Baal, que estão no vale do filho de Hinom, para fazerem passar seus filhos e filhas pelo fogo a Moloque, o que nunca lhes ordenei, nem subiu ao meu coração que fizessem tal abominação, para fazerem pecar a Judá.” (Jr 32:35), ainda assim o povo não ouviu a voz do Senhor, recebendo então o castigo divino.

Com tudo isso podemos concluir, que quão terrivél foram os atos destas pessoas do passado,e se pudéssemos dizer algo a  estas pessoas, diríamos : Como puderam fazer isso com  estas crianças? Como uma sociedade poderia ter aceitado tal barbaridade? Continuar lendo

O BELO EXEMPLO DO HOMEM QUE ENTENDEU O QUE É SE DOAR – LEIA ESSA BELA HISTÓRIA

“Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta” Salmos 127:3-5

alx_diversidade-etnias-20150513-001_original

Em uma era em que o direito à vida está sendo desprezado, e o direito da criança em ter uma chance de nascer é represado, em um mundo com os valores distorcidos e desvalorização da benção de se ter um filho; leiam a história desse homem vietnamita e a sua bela e valorosa atitude de amor e valor por seus semelhantes, porque isso também é bíblico, pois a fé sem obras é morta e quem pratica a bondade está em conformidade com a vontade do Pai (Tiago 2:18-23; Provérbios 3:27-28; Efésios 5:9-10):

Tong Phuoc Phuc é um vietnamita que passou mais de 15 anos dando um enterro apropriado para todos os bebês abortados em uma clínica da sua cidade. E tudo começou em 2001 quando ele foi para o hospital com a esposa grávida, alguns dias antes do filho nascer. Ele reparou que muitas gestantes entravam na sala de parto e saiam de lá sem os bebês.

Continuar lendo

A satânica idolatria do aborto

O aborto é paródia demoníaca do Anticristo da Eucaristia. É por isso que ele usa as mesmas palavras sagradas, ‘Isto é o meu corpo “, com o significado oposto, blasfemando.” – Peter Kreeft

moloch-694x475O argumento auto-centrado de “meu corpo, meus direitos” em apoio do aborto vem a nós diretamente da mentira original que enganou a raça humana e nos sujeitos ao pecado e morte – ” sereis como deuses . “A afirmação do supremacia do auto é a sua própria forma de idolatria e continua a ser a causa final da guerra eo sofrimento humano visto no massacre de incontáveis ​​milhões de inocentes ao longo da história humana.Planned Parenthood não só alinhou com o grande inimigo da raça humana, mas os lucros bem do que traição e força o resto de nós a ser cúmplices de seu governo subsidiado genocídio. Em alegremente levando ao abate de milhões de inocentes, Planned Parenthood auxilia como o sacerdócio da religião satânica de auto-adoração.

Era uma vez um faraó do Egito que, determinados a preservar seu poder e status contra qualquer ameaça potencial,  ordenou o assassinato  de cada bebê judeu do sexo masculino. Estes bebês  poderiam  ter representava uma ameaça à sua independência e poder; eles tiveram que ser sacrificados no altar do self. Anos mais tarde, o rei Herodes fez o mesmo com os inocentes em Belém, em um esforço para matar o próprio Deus.

Quando o povo de Deus, entrou na terra de Canaã, eles encontraram uma terra contaminaram toda parte com o sangue de inocentes sacrificado para afastar a seca ea fome em benefício de seus pais. O deus amonita  Moloch  – “o rei” – adorado por ambos os cananeus e os fenícios era propiciado pela oferta de um bebê vivo para os braços estendidos de um ídolo em brasa.Drums foram usadas para abafar os gritos da criança. O deus moabita Chemosh  oferecido vitória militar em troca de sacrifício de crianças; este prometeu seduzido nem mesmo Salomão. O deus cananeu  Baal  oferecidas tanto a fertilidade humana e agrícola em troca de sacrifício humano.Carthage  preservado  este sacrifício de crianças institucionalizadas, até que foi destruído pelos romanos. O Alcorão  observa  que os pré-islâmicas árabes ofereceu o sacrifício de crianças aos ídolos, e arqueologia  mostra  -nos o sacrifício de crianças, também era comum nas civilizações pré-europeus das Américas. Continuar lendo