Apostasia, Anjos e Juízo

apostasia

Quero, pois, lembrar-vos, embora já estejais cientes de tudo uma vez por todas, que o Senhor, tendo libertado um povo, tirando-o da terra do Egito, destruiu, depois, os que não creram; e a anjos, os que não guardaram o seu estado original, mas abandonaram o seu próprio domicílio, ele tem guardado sob trevas, em algemas eternas, para o juízo do grande Dia; como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregado à prostituição como aqueles, seguindo após outra carne, são postas para exemplo do fogo eterno, sofrendo punição. Ora, estes, da mesma sorte, quais sonhadores alucinados, não só contaminam a carne, como também rejeitam governo e difamam autoridades superiores. Contudo, o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não se atreveu a proferir juízo infamatório contra ele; pelo contrário, disse: O Senhor te repreenda! Estes, porém, quanto a tudo o que não entendem, difamam; e, quanto a tudo o que compreendem por instinto natural, como brutos sem razão, até nessas coisas se corrompem. Ai deles! Porque prosseguiram pelo caminho de Caim, e, movidos de ganância, se precipitaram no erro de Balaão, e pereceram na revolta de Corá” (Judas 5-11).

A apostasia não é algo novo. Embora ela possa parecer pior hoje do que em anos anteriores, ela tem estado por aí desde quase sempre; e ela colhe o juízo de Deus.

Apóstata é aquela pessoa que abandona a religião, os princípios, o grupo ou a causa aos quais era associada e cujos ensinamentos professava anteriormente.[1] O livro de Judas dá exemplos de apóstatas dos tempos do Antigo Testamento e do juízo divino que esses apóstatas colheram.

Apóstatas do Antigo Testamento

O primeiro exemplo envolve o povo de Israel, a quem Deus havia trazido do Egito sob a liderança de Moisés (Jd 5). Todos ficaram muito satisfeitos em ser libertados da escravidão e do sofrimento que haviam experimentado durante muitos anos. Mas os incrédulos entre os israelitas ficaram satisfeitos meramente por motivos egoístas, em vez de ser pela honra e glória de Deus. Como conseqüência, Deus, “destruiu, depois, os que não creram” (Jd 5).

O segundo exemplo de Judas envolve um grupo de anjos, a quem Deus criou para um domínio angélico especial, ou esfera de influência (v.6).[2] Aparentemente, esses anjos ficaram satisfeitos com seu poder sobrenatural de influência, mas decidiram usá-lo por motivos egoístas em vez de ser para os propósitos de Deus. O pecado dos anjos consistiu em quatro ações:

1. Abandonar o domínio que lhes havia sido ordenado por Deus, ou sua esfera de influência, a fim de se tornarem parte de um domínio diferente.

2. Abandonar “seu próprio domicílio” (v.6). Esses anjos desertaram da habitação ordenada por Deus para os anjos nos céus,[3] a fim de viverem em outro local.

3. Entregar-se à “prostituição” (v.7). O versículo 7 começa, dizendo: “Como Sodoma, e Gomorra, e as cidades circunvizinhas”. Alguns intérpretes afirmam que o versículo 7 não tem nenhuma relação com os anjos do versículo 6.[4] Eles insistem que as palavras“como aqueles”, no versículo 7, se referem às cidades de Sodoma e Gomorra e não aos anjos do versículo 6, e que Judas estava dizendo que as cidades ao redor de Sodoma e Gomorra se entregaram à imoralidade sexual de maneira semelhante às de Sodoma e Gomorra.

No entanto, a palavra “cidades” em grego é feminina. Diferentemente, as palavras gregas traduzidas por “como aqueles” no versículo 7, e “anjos” no versículo 6 são ambas masculinas. Assim, “como aqueles” no versículo 7 deve referir-se aos anjos do versículo 6, e não às cidades de Sodoma e Gomorra.[5] Judas estava dizendo que Sodoma e Gomorra e as cidades ao redor destas pecaram como os anjos do versículo 6, cometendo imoralidade sexual.

Todavia, isto não significa que os anjos se entregaram ao mesmo tipo de imoralidade sexual que os homens daquelas cidades perversas. A palavra grega traduzida por “prostituição” no versículo 7 se refere a qualquer tipo de relacionamento sexual proibido por Deus.[6] A imoralidade sexual dos homens de Sodoma e Gomorra, e das cidades da circunvizinhança, envolvia irem atrás de “outra carne”. Ir “após outra carne” significa “ter relações sexuais antinaturais”.[7] Os homens se envolveram em relações sexuais não-naturais uns com os outros, embora Deus tenha criado seres humanos masculinos para serem sexualmente alheios a outros seres humanos masculinos (Lv 18.22; Lv 20.13; Dt 23.17.

4. Ir “após outra carne” (v.7). A imoralidade sexual dos anjos também envolvia ir atrás de “outra carne”. Deus criou anjos como seres espirituais, sem corpos físicos de carne e osso. Assim, os anjos do versículo 6, contrariamente à sua natureza e ao que Deus pretendia, buscaram ter relações sexuais com carne física. O final do versículo 6 indica que Deus puniu esse pecado quádruplo confinando-os a um lugar lúgubre de trevas, onde Ele os mantém até o juízo final deles no fim da história desta Terra: Ele os reservou em “algemas eternas” para o juízo do grande dia.

O apóstolo Pedro tinha em mente esses mesmos anjos quando escreveu:

Ora, se Deus não poupou anjos quando pecaram, antes, precipitando-os no inferno, os entregou a abismos de trevas, reservando-os para juízo. E não poupou o mundo antigo, mas preservou a Noé, pregador da justiça, e mais sete pessoas” (2Pe 2.4-5).

Várias coisas devem ser observadas relativamente a estes comentários: Primeiro, Pedro estava se referindo a um grupo de anjos a quem Deus havia confinado e acorrentado em um terrível lugar de trevas no passado.

Segundo, embora a tradução chame esse lugar de “inferno”, Pedro não usou a palavra do Novo Testamento para “inferno” (Hades) nesta passagem. Em vez disso, ele usou a palavra Tártaro. O mundo antigo entendia Hades e Tártaro como duas coisas distintas. Tanto os escritores apocalípticos gregos como judeus consideravam Tártaro como “um lugar subterrâneo, mais baixo que o Hades, onde o castigo divino era executado”.[8] O capítulo 22, versículo 2, do Livro Apócrifo de Enoque apresenta o Tártaro como o lugar de punição para os anjos caídos. Pedro estava indicando que esses espíritos maus estão aprisionados no mais profundo abismo das trevas.

A Segunda Carta de Pedro 2.4 é o único texto no Novo Testamento em que esse lugar de juízo é mencionado com seu próprio nome. Várias outras passagens se referem a ele através de seu termo descritivo, como o “poço do abismo” (literalmente “o abismo”). A palavra “abismo” significa “impenetravelmente profundo”. Escritores apocalípticos judeus o chamavam de “o lugar onde espíritos andarilhos [fugitivos, vagabundos], estão confinados” (Jub. 5:6ss; Eth. En. 10:4ss; 11ss; 18:11ss; Jd. 6; 2 Pe 2.4).[9]

Terceiro, o Tártaro é somente um lugar temporário de juízo para os anjos ali confinados. No final da história desta terra, eles, juntamente com Satanás e os anjos caídos, serão destinados a um outro lugar de juízo: o eterno Lago de Fogo (Mt 25.41; Ap 20.10).

Quarto, Pedro deixou bem claro que esses anjos já estavam no Tártaro por causa de um pecado que cometeram antes que a carta fosse escrita. Esse pecado não foi o pecado angelical original, a saber, a rebelião contra Deus porque, se o fosse, então todos os anjos – inclusive Satanás – estariam ali confinados. Em vez disso, tinha que ser um pecado mais repugnante, cometido por esse grupo de anjos depois da rebelião original dos anjos contra Deus.

Antes e depois do tempo de Cristo na Terra, o entendimento sobre Gênesis 6.1-4 era de que “os filhos de Deus” (Gn 6.1) eram anjos que haviam se casado com “filhas dos homens” humanas, produzindo descendentes gigantes, que se tornaram “varões de renome” antes do Dilúvio. Esses anjos abandonaram sua esfera de influência designada e esvaziaram a residência dos anjos nos céus.

A Septuaginta, a tradução grega do Antigo Testamento hebraico, produzida por estudiosos judeus dos séculos II e III antes de Cristo, indica que “os filhos de Deus” de Gênesis 6 eram anjos.[10] O Livro de Enoque (o qual Judas cita nos versículos 14-15) e o Livros dos Jubileus, literatura judaica produzida nos séculos II e III antes de Cristo, apresentavam a mesma visão.[11] O mesmo fez Josefo, o famoso historiador judeu do século I d.C.[12] Esta visão também foi a posição histórica da Igreja primitiva até o século IV d.C.

O juízo de Deus sobre os homens de Sodoma e Gomorra, e das cidades circunvizinhas, serve como exemplo daqueles que sofrerão a punição do fogo eterno (Jd 7).

Apóstatas do Novo Testamento

Começando no versículo 8, Judas aplicou o exemplo dos apóstatas do Antigo Testamento aos apóstatas do versículo 4, que haviam se infiltrado enganosamente para dentro das igrejas. Eram falsos profetas que afirmavam “ter visões e sonhos”,[13] criam que a graça de Deus permitia imoralidade sexual e desprezavam a autoridade do senhorio de Cristo em suas vidas. Além disso, como meros humanos, eles acharam que poderiam repreender os anjos.

Judas contrastou as ações deles com as de Miguel, o arcanjo (um anjo de alta posição), que, quando em disputa com Satanás acerca do corpo de Moisés, disse: “o Senhor te repreenda!” (v.9), em vez de ousar ele mesmo repreender Satanás. Judas usou esse exemplo para aconselhar os apóstatas a terem cuidado em repreenderem os anjos, que são muito mais poderosos que eles.

No versículo 10, Judas acusou esses apóstatas de blasfemarem sobre coisas que eles ignoravam e, como animais irracionais, se corromperem com coisas que entendiam por instinto natural.

No versículo 11, Judas declara: “Ai deles!”, por causa de três coisas que haviam feito:

1. “Porque prosseguiram pelo caminho de Caim”, rejeitando a ordem de Deus e a autoridade de Seu senhorio a fim de fazerem o que queriam.

2. “Movidos de ganância, se precipitaram no erro de Balaão”. Assim como Balaão usou gananciosamente seu ministério profético para enriquecer, esses homens enganosamente afirmavam ter visões significativas em sonhos a fim de ficarem ricos.

3. “E pereceram na revolta de Corá”. Assim como Corá pereceu por causa de sua rebelião contra Moisés (Nm 16), esses apóstatas também pereceram por causa da rebelião contra os líderes da Igreja designados por Deus.

Deus certamente é rápido em perdoar e lento para se irar, mas finalmente Ele tratará da apostasia.

(Renald E. Showers — Israel My Glory — Chamada.com.br)

Notas:

  1. Webster’s New International Dictionary of the English Language, 2ª.ed., não-simplificada (Springfield, MA: G. & C. Merriam, 1939), 127, s.v. “apostasy”.
  2. William F. Arndt e F. Wilbur Gingrich, eds./trad., “arche”, A Greek English Lexicon of the New Testament and Other Early Christian Literature (1952: tradução e adaptação do Griechisch-Deutsches Wörterbuch zu den Schriften des Neuen Testaments und der übrigen urchristlichen Literatur, de Walter Bauer, 4ª ed.; Chicago: University of Chicago Press, 1957), 112.
  3. Otto Michel, “oiketerion”, Theological Dictionary of the New Testament (citado a seguir como TDNT), ed. Gerhard Friedrich, trad./ed. Geoffrey W. Bromiley, traduzido de Theologisches Wörterbuch zum Neuen Testament (Grand Rapids, MI: Eerdmans, 1967), 5:155.
  4. Walter C. Kaiser, Jr., More Hard Sayings of the Old Testament (Downers Grove, IL: InterVarsity Press, 1992), 35.
  5. Edwin A. Blum, Jude in The Expositor’s Bible Commentary (Grand Rapids, MI: Zondervan, 1981), 12:390.
  6. Arndt e Gingrich, “pornéia”, 699.
  7. Ibid., “apérchomai”, 84.
  8. Ibid., “tártaroo”, 813.
  9. Joachim Jeremias, “abyssos”, TDNT, ed. Gerhard Kittel, trad./ed. Geoffrey W. Bromiley (Grand Rapids, MI: Eerdmans, 1964 ), 1:9.
  10. New Catholic Encyclopedia, 13:435, s.v. “Sons of God”.
  11. R. H. Charles, The Book of Enoch (Oxford: Clarendon Press, 1912), 14-15, 21. The Book of Jubilees (New York: Macmillan, 1917), 57–58, 68.
  12. Flavius Josephus, Antiquities of the Jews, 1.3.1 in The Complete Works of Flavius Josephus, trad. William Whiston (Chicago: Thompson & Thomas, n.d.), 32.
  13. Arndt e Gingrich, “enypniázomai”, 270.

A Bíblia NOS ENSINA COMBATER O ENGANO?

zumbidooooooooo“Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos. Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.” Judas 1:3-4

“Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência” 1 Timóteo 4:1-2

Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas” 2 Timóteo 4:3-4

Amados (as), às vezes nós causamos grande desconforto em muitas pessoas quando é postado algo sobre os falsos profetas que se multiplicaram no meio do povo de Deus e que tem uma aceitação muito grande no meio de muitos que dizem professar a fé em Cristo, pessoas essas que até defendem com tanto ímpeto esses lobos devoradores com uma energia tamanha que nunca defenderam a Jesus e os Seus ensinamentos. Queremos deixar algo bem claro, não estamos aqui com o papel de julgadores, afinal a palavra nos alerta: “Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!” (1 Coríntios 10:12); no entanto, nós temos uma responsabilidade com o Santo Deus de Israel e não podemos voltar atrás, visto que o nosso compromisso é com a verdade salvífica que está expressa nas santas escrituras não recuaremos mesmo que doa a quem doer, sejam líderes de igrejas que sigam essas ideologias ou sejam membros das mesmas.

Amados (as) pode até parecer uma falta de educação da nossa parte expor essas verdades da maneira que expomos, mas quero vos lembrar que, como seria se os nossos irmãos da bíblia como Paulo (Atos 13 e 1 Timóteo 1), Pedro, Judas (Judas 1) e João (3 João 1:4-11) e também Jeremias (Jeremias 28) se calassem diante dos que estavam tentando enganar o povo de Deus com a astúcia de satanás? Acaso esses servos de Deus demonstrariam amor a Deus e aos seus irmãos se procedesse com tamanha negligência, permitindo que satanás rondasse no meio do rebanho de Deus? E, como anunciaríamos sinais grandiosos da volta do nosso amado Senhor Jesus e deixaríamos tão grande sinal fora do conhecimento dos que acompanham o nosso site, página e outros meios de comunicações?

Povo precioso do Senhor é preocupante a situação da grande maioria da cristandade moderna, pois não conseguem dicernir um sinal tão claro como esse, em que o próprio Salvador alertou dizendo: “Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos. Mas vós vede; eis que de antemão vos tenho dito tudo.” Marcos 13:22-23. É preocupante porque, estamos exatamente nesse período e as pessoas fazem um esforço tremendo para resistir a essa verdade, mas o que se torna mais preocupante ainda é quando aparece um homem de Deus expondo as sagradas escrituras, onde as suas obras são confirmadas por Deus, a maior parcela da cristandade de pronto o chama de falso profeta, pois ele traz uma mensagem de exortação ao povo de Deus, ao contrário dos falsos profetas que trazem uma quantidade de palavras doces e promessas tentadoras e atraentes ao ouvido, principalmente quando se trata do reino terrestre. Daí eu te pergunto: Quanto satanás enganou Eva, ele veio com uma palavra de exortação e mostrando a malícia que estava por traz do seu discurso ou com uma fala suave e atraente aos ouvidos dela?

Povo de Deus, é bem verdade que Deus ama o seu povo e diz palavras confortadoras para permanecerem na posição de retidão e santidade, mas quando os seus filhos estão verdadeiramente nessa condição de retidão e santidade, e qual pai não corrige um filho (a) quando estão desviando-se para o mal? Da mesma forma o Pai celestial age. É preciso uma sensibilidade para ouvir o que o Espírito diz as igrejas nesse presente século, e isso só é necessário quando o povo conhece a Deus, e conhece as suas santas palavras escritas na bíblia. Então, localizamos a causa raiz da triste realidade da cristandade moderna: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento” Oséias 4:6.

Mas o que é mais alarmante ainda é que, se tais ministros de satanás (e não me intimido ao dizer isso, pois a própria palavra de Deus afirma isso: “Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras. 2 Coríntios 11:13-15) estão escancarados, porque o povo de Deus não consegue identifica-los? O que queremos alertar pelo menos às ovelhas do rebanho do Senhor na verdade é que busquem a Deus para não cair nas astutas ciladas do diabo, e para que possam estar preparados para a gloriosa volta de Jesus. E, se a cristandade moderna cai facilmente nas embromações e engodos que satanás está utilizando dentro de muitas igrejas, o que será quando a igreja fiel for retirada da terra juntamente com o Espírito Santo, dando lugar ao império do anticristo e da besta (Apocalipse 13)?

Preciosos filhos (as) do Altíssimo, por favor, leiam a palavra de Deus e não se enganem com os milagres que esses filhos das trevas praticam, se querem dar crédito a milagres que são operados, observe se em conjunto com os milagres realizados a pessoa traz uma mensagem bíblica para te transformar em uma nova criatura em Cristo Jesus. A bíblia é a balança entre a verdade e o engano sempre, então não se aparte dela, sejam como os bereanos (Atos 17:10-12).

Assistam abaixo os 2 vídeos para que você possa aprender um pouco mais, em nome de Jesus.

Vídeo 1: https://www.youtube.com/watch?v=c08HBFE153Q

Vídeo 2: https://www.youtube.com/watch?v=TUds0lMz-D8

“E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração.” 1 Pedro 4:7

Shalom!!!

O papa Francisco e suas contradições bíblicas

papa francisco 11Onde está o arrependimento e confiar no Senhor Jesus Cristo para a salvação em diálogos do Papa com a imprensa?   Eu perdi isso?   Acho que não.   É este homem salvou?   Será que ele sabe Jesus como Senhor e Salvador de sua própria vida?   Se olharmos para frutos dignos de arrependimento em sua vida, não é apenas lá.

Quais são suas crenças?

Bem, vamos dar uma olhada no que o Papa Francis considera importante o suficiente para dar à imprensa:

  • “Cada um de nós tem uma visão do bem e do mal. Temos que incentivar as pessoas a se mover em direção ao que eles acham que está bom … Todo mundo tem sua própria idéia do bem e do mal e deve optar por seguir o bem e combater o mal como ele as concebe. Isso seria suficiente para tornar o mundo um lugar melhor “.   

I saiah 05:20 – “Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal; que fazem da escuridade luz e da luz, escuridade; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! “

  • “Uma vez que muitos de vocês não pertencem à Igreja Católica e outros são não-crentes, do fundo do meu coração eu dar essa bênção silenciosa para todos e cada um de vocês, respeitando a consciência de cada um de vocês, mas sabendo que cada um de vocês é um filho de Deus. “

João 1:12 – “Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus, [mesmo] aos que crêem no seu nome;”

  • “Do meu ponto de vista, Deus é a luz que ilumina a escuridão, mesmo que não se dissolve-lo, e uma centelha de luz divina está dentro de cada um de nós.”

Este não é o que a Bíblia diz.   Para dizer que há uma centelha de luz divina dentro de cada um de nós cheira de ensino New Age!

  • “Uma pessoa uma vez me perguntou, de forma provocativa, se eu aprovava a homossexualidade. Eu respondi com outra pergunta: “Diga-me: quando Deus olha para uma pessoa gay, ele endossa a existência dessa pessoa com amor, ou rejeitar e condenar essa pessoa ‘ Devemos sempre considerar a pessoa. “

Romanos 1: 24-27   – “Pelo que também Deus os entregou a imundícia, pelas concupiscências de seus corações, para desonrarem seus corpos entre si; Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.   Por isso Deus os entregou a paixões infames; porque até as suas mulheres mudaram o uso natural no que é contrário à natureza;   semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros ; homens com homens a trabalhar o que é indecoroso e recebendo em si mesmos a devida recompensa do seu erro, que foi atender. “

  • “Eu sou sempre cauteloso com as decisões tomadas às pressas. Eu sou sempre cuidadoso da primeira decisão, isto é, a primeira coisa que vem à minha mente se eu tiver que tomar uma decisão. Isso geralmente é a coisa errada. Tenho que esperar e avaliar, olhando profundamente em mim mesmo, tendo o tempo necessário. “

Provérbios 3: 5-6 – “Confia no Senhor de todo o teu coração; e não te estribes no teu próprio entendimento. Em todos os teus caminhos, reconhece ele, e ele endireitará as tuas veredas. “

  • “Se alguém é gay e ele procura o Senhor e tem boa vontade, quem sou eu para julgar?Nós não deve marginalizar as pessoas para isso. Eles devem ser integradas na sociedade. “

Provérbios 14: 6 – “Há um caminho que parece certo ao homem, mas o fim dele são os caminhos da morte.”

  • “Há uma necessidade de uma reforma financeira ao longo das linhas éticas que geraria, por sua vez, uma reforma econômica para beneficiar a todos. Isso, contudo, exigir uma mudança corajosa de atitude por parte dos líderes políticos “.

Dar conselhos aos líderes políticos e aos líderes do mercado financeiro – isto é para o Papa que fazer? Eu pensei que trazer as pessoas ao conhecimento da salvação do Senhor Jesus Cristo é o que a igreja deve ser de cerca.

  • “Os jesuítas têm um voto de obedecer ao papa, mas se o papa é um jesuíta, talvez ele deve ter um voto de obedecer ao superior geral … Eu sinto que ainda sou um jesuíta em termos da minha espiritualidade, o que eu tenho em meu coração. “

1 Coríntios 11: 1 – “Sede imitadores, como também eu o sou de Cristo.”

  • “O proselitismo é um absurdo solene; não faz sentido. Precisamos conhecer o outro, ouvir uns aos outros e melhorar o nosso conhecimento do mundo em torno de nós. “

Mateus 28: 19-20 – “Ide, pois, ensinai todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e , eis que eu estou convosco todos os dias até a consumação do mundo.Amém. “

  • “Uma igreja sem mulheres seria como o colégio apostólico sem Maria. A Madonna é mais importante do que os apóstolos, e a própria Igreja é feminino, a esposa de Cristo e mãe “.

Onde na Bíblia que diz que a mãe de Jesus é mais importante do que os Apóstolos ??

  • “O Senhor redimiu todos nós, todos nós, com o sangue de Cristo: todos nós, não apenas os católicos. Todo mundo! ‘Pai, os ateus? Mesmo os ateus. Toda a gente! “

Romanos 10: 9 – Que, se você confessar com a tua boca o Senhor Jesus e creres no teu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.

  • “Neste momento, não temos uma relação muito boa com a criação.”

Você pode dizer ‘WICCA’?

  • “Minha forma autoritária e rápida de tomar decisões me levou a ter problemas graves e de ser acusado de ser ultraconservador. Eu nunca fui um direitista. Foi a minha maneira autoritária de tomada de decisões que criaram problemas “.

Oh, o Papa Francis – nós nunca chamá-lo de direita!

  • “Deus não tem medo de coisas novas. É por isso que ele está continuamente nos surpreendendo, abrindo nossos corações e nos guiando de forma inesperada “,

Isso veio da boca do Papa, quando perguntado sobre a homossexualidade.   Deus não tem medo de coisas novas ??   Ele é o Criador do Universo e de cada um de nós !!!Guiando-nos no inesperadas formas ??   SUA PALAVRA nunca muda !!

  • “Salvaguardar Creation”, disse ele. “Porque se destruirmos Criação, Criação vai nos destruir! Nunca se esqueça disso! “

New Age, New Age, New Age ……….

  • “Mas quando nós explorar Criação nós destruímos o sinal do amor de Deus por nós, na destruição de Criação estamos dizendo a Deus:” Eu não gosto! Isso não é bom! ” “Então, o que você gosta?” “Eu gosto de mim! ‘ – Aqui, isso é pecado! Você vê? “

Não, o papa Francis – Eu não vejo.

  • “A mudança climática, a perda de biodiversidade eo desmatamento já estão mostrando seus  efeitos devastadores nas grandes cataclismos que testemunhamos. “

Agora ele é um cientista?

  • “A beleza da natureza e da grandeza do Cosmos” é um valor cristão, notando que a falta de cuidado com o planeta corre o risco de consequências apocalípticas “.

Salmo 19: 1 “Os céus declaram a glória de Deus; eo firmamento anuncia sua handywork. ” 

Eu acredito que o Papa Francis será usado pelo nosso Deus, nestes últimos dias, para inaugurar o Anticristo. Eu também acredito que ele pode ser o último papa.   O mundo é tão cego para a verdade, porque rejeitam a Verdade!

João 14: 6 – “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida;. Ninguém vem ao Pai, senão por mim”

Fonte: NTEB

Marcas do império do anticristo: a apostasia, o engano e a depravação

images“Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,
O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus…” 2 Tessalonicenses 2:3-4

Muitos sinais e operações de maravilhas inegavelmente têm feito parte da realidade do cenário mundial e dos últimos tempos, mas um dos que mais diz respeito à igreja e ao evangelho dos últimos tempos é com relação a essas três características. Mas como isso surgiu? Existe base bíblica que confirma isso? Este assunto que abordaremos é um tema muito frágil e ao mesmo tempo poderoso, pois trata-se de assuntos espirituais e nos aponta para as forças atuantes em nosso século, afim de despertarmos e nos apegarmos com todas as nossas forças a Cristo, para não sermos confundidos ou tragados pela ação do tempo profético (o último minuto antes da “meia noite”), tempo de grandes e densas trevas na humanidade. É um assunto que devemos tratar com extremo cuidado e zelo.

Em II Tessalonicenses no capítulo 2, o Apóstolo Paulo começa o capítulo citando: “Ora, irmãos, rogamos-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele, que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto.” 2 Tessalonicenses 2:1-2
“Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora o retém até que do meio seja tirado; e então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; a esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.” 2 Tessalonicenses 2:7-10.
Podemos pelo Espírito Santo entender que já é chegado esse tempo, onde tudo se prepara para o advento do anticristo. Mas como isso entrou na humanidade e chegou até a igreja fiel dos últimos tempos?
Sempre houve uma oposição àquilo que era o plano salvífico de Deus. Sempre houve o desejo de alguns, inspirados por si mesmos ou por ação maligna em apossar da glória que só pertença a Deus e a seu Filho.
Vamos buscar entender um pouco de onde brotou a raiz da rebeldia contra a graça de Deus e entendermos a ação de quem esses são filhos (falo isso sem receio algum). Em Isaías há uma revelação profunda do que ocorreu sobre a raiz de todo o mal e pecado que hoje abunda no meio da humanidade, o que Deus permitiu que tivéssemos conhecimento: “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! como foste lançado por terra tu que prostravas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono; e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do norte; subirei acima das alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo levado serás ao Seol, ao mais profundo do abismo.” Isaías 14:12-15. Podemos ver o que ocorreu quando se subiu ao coração daquele que perturba as nações, do dragão, da antiga serpente (Apocalipse 12:9), do que é abominável e que faz errar os passos de muitos, quando este tentou se igualar a Deus, desprezando até a honra que lhe era conferida: “Estiveste no Éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a cornalina, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro. Em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Eu te coloquei com o querubim da guarda; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que em ti se achou iniqüidade. Pela abundância do teu comércio o teu coração se encheu de violência, e pecaste; pelo que te lancei profanado, fora do monte de Deus, e o querubim da guarda te expulsou do meio das pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei; diante dos reis te pus, para que te contemplem. Pela multidão das tuas iniqüidades, na injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu a ti, e te tornei em cinza sobre a terra, à vista de todos os que te contemplavam. Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; chegaste a um fim horrível, e não mais existirás, por todo o sempre.” Ezequiel 28:13-19. Foi este quem incitou Adão e Eva pecar contra a voz de Deus, e que trouxe a raiz do pecado para a humanidade, corrompendo-a e fazendo se separar de Deus (Isaías 59:2).
Ao percebermos de onde surgiu a oposição ao plano de regeneração do pecado, podemos conferir que há um juízo a ser executado sobre os que recusam ao plano de salvação, fazendo aliança à oposição e tornando-se semelhante ao precursor da rebeldia.

Deus é Justiça e Juízo, e muitos desconhecem ou ignoram tais atributos de Deus. Em Salmos podemos conferir isso: “Justiça e juízo são a base do teu trono; benignidade e verdade vão adiante de ti.” Salmos 89:14. Assim como opera a lei do Amor de Deus, operará a lei da ira de Deus sobre os filhos da desobediência e do pecado. Não podemos desprezar isso, pois se Deus não terá por inocente os anjos que pecaram contra Ele (2 Pedro 2:4), semelhantemente nos afirma o apóstolo Judas em sua carta: “aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia” Judas 1:6 quanto mais ao pecador que desprezar o sacrifício e se aliar direta ou indiretamente com o governo das trevas.
Devemos perseverar na fé genuína, para não trocarmos aquilo que é graça e misericórdia por juízo, andando segundo o nosso enganoso coração (Jeremias 17:9-10) para não apostatarmos da fé que um dia nós professamos em Cristo Jesus para remissão dos nossos vis pecados.
Mas o que é a apostasia? Vamos ir em 1 Timóteo para entendermos o que o Espírito Santo diz: “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças” 1 Timóteo 4:1-3.
A apostasia seguindo a definição do Wikipédia temos: Apostasia (em grego antigo απόστασις [apóstasis], “estar longe de”) tem o sentido de um afastamento definitivo e deliberado de alguma coisa, uma renúncia de sua anterior fé ou doutrinação. Ao contrário da crença popular, não se refere a um mero desvio ou um afastamento em relação à sua fé e à prática religiosa. Pode manifestar-se abertamente ou de modo oculto. Ou seja, a apostasia é em relação à prática de fé pura em Jesus Cristo e não às práticas religiosas ou doutrinas humanas. Apostatar-se da fé denota ao ato de negar a eficácia dela. Vamos ver a posição de Deus sobre aqueles que por algum tempo são nomeados como justos, e depois negam a sua eficácia: “Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.”
Hebreus 10:38. Continuando nessa linha o apóstolo Paulo nos exorta dizendo: “Nós, porém, não somos daqueles que recuam para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.” Hebreus 10:39. Ou seja, o que o apóstolo Paulo nos ensina é que os que voltam a traz ou os que recuam, fazem isso para a sua própria perdição eterna, pois a eficácia da fé nos remete a conservação da alma para a vida eterna. Nós como igreja e filhos de Deus, não podemos recuar, pois os que recuam tornam o seu estado pior do que o primeiro (2 Pedro 2:20-22).
A grande preocupação que devemos ter é para que não conhecendo as maravilhas do Dom de Deus, reveladas aos que crêem, não possamos negar àquilo que nos foi permitido entender pela graça de Deus, como está escrito: “Porque é IMPOSSÍVEL que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro, e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério.” Hebreus 6:4-6.
Meus queridos, o Senhor nos alerta a estarmos vigilantes em oração e leitura da sua Santa Palavra todo tempo para não sermos seduzidos pelos prazeres da carne e deste mundo.
Queridos, estou escrevendo isso, porque é profético e já tem se cumprido em nosso meio.
E porque têm operado nesse tempo o domínio da apostasia e do engano, características do governo do anticristo? A resposta está no tipo de evangelho que tem tomado conta nesses últimos tempos. Para isso, vamos em 2 Timóteo para entendermos a causa: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” 2 Timóteo 4:3-4. O que isso quer dizer para nós? Que estamos em um tempo em que a maioria dos que se dizem cristãos (e digo isso com extrema tristeza) não suportam a são doutrina, antes voltam os seus corações e dirigem a suas orações em prol do seu bem estar financeiro, social e psicológico. Abandonam o santo evangelho da cruz e trocam por coisas terrenas, anulando assim o poder e a eficácia do sacrifício para adquirirem bens materiais e passageiros, desprezam o eterno para dar lugar ao temporal.
Infelizmente, dizemos isso para a nossa própria vergonha, pois somos nós que permitimos de tais pessoas ensinar heresias fazendo o povo errar por falta ou não de conhecimento bíblico. Uma boa parcela disso está nas pessoas que buscam exatamente isso, diretamente ou indiretamente. Coisas horrendas e terríveis têm acontecido no meio evangélico, que não vale a pena nem de expor, abominações detestáveis contra Deus praticadas por aqueles que se intitulam filhos Dele, muitos sabem do que estou falando e muitos não tem idéia da nojeira do que está ocorrendo dentro de onde seria o lugar para adoração Deus e santificação dos fieis.
O próprio Jesus nos deixa um alerta sobre os últimos tempos, falando de coisas que ocorreriam na natureza, no cenário político, mas a primeira evidência que Ele deixa para a igreja é: “… Acautelai-vos, que ninguém vos engane; porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” Mateus 24:4-6
“E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito; porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.” Mateus 24:22-24.
Para vermos quem são os verdadeiros servos enviados por Deus, em primeiro lugar temos que orar e pedir a Deus que nos mostre pelas suas infinitas misericórdias e em segundo, temos que comparar, se aquilo que estão falando ou profetizando está em coerência com as sagradas escrituras, pois Deus é extremamente Zeloso com a sua palavra, e se alguém pronuncia alguma palavra ou profecia que fere a Santa Palavra de Deus (Bíblia Sagrada), não foi Deus quem falou, este que procede de tal forma fala de seu próprio delírio.
Temos visto muitas coisas favorecendo o reinado do anticristo: o ódio, as indecências, as crescentes práticas homossexuais, o ateísmo, as blasfêmias, as concupiscências da carne, a depravação; mas o que mais assusta é a passividade da igreja em relação à distorção dos ensinamentos bíblicos. Quando Deus compara a sua igreja, ele menciona 10 virgens – 5 sábias e 5 loucas. Ele afirma que todas elas juntamente dormiram, até que a meia noite ouviu-se o clamor: “Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro”. O que permitiu as 5 sábias de entrar na festa do noivo foi o azeite que guardaram. Isso foi essencial para elas participarem das bodas com o noivo, enquanto as que Jesus compara como loucas, saíram atrás dos que vendiam, dos falsos mestres, falsos profetas, falsos apóstolos que negam a Cristo. Será coincidência da alerta de Pedro quando diz? “E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão ENCOBERTAMENTE heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E MUITOS seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por AVAREZA farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.” 2 Pedro 2:1-3. A avareza é o amor nojento ao dinheiro e as coisas dessa vida, e muitos têm escolhido esse caminho negando a essência do resgate do seu vil pecado e desprezando o valor do preciosíssimo sangue de Cristo, estes não podem oferecer o azeite, pois não se compra com valores terrenos.
Por essa razão Deus protesta na sua palavra: “E mandei vir a seca sobre a terra, e sobre os montes, e sobre o trigo, e sobre o mosto, e sobre o AZEITE, e sobre o que a terra produz; como também sobre os homens, e sobre o gado, e sobre todo o trabalho das mãos.” Ageu 1:11.
Quem pratica tais atos são os filhos da perdição e da ira, gerados na rebeldia ao governo Triuno de Deus, não sentem temor, remorso ou arrependem-se, pois como expressa o apóstolo Paulo: “… homens que falam mentiras, tendo CAUTERIZADA a sua própria consciência” 1 Timóteo 4:2. Esses seguem os passos de Coré, Datã e Abirão; seguem a avareza de Balaão, seguem a malícia de Caim.
Bem sabemos que este é o tempo da ascensão do anticristo, pois todas as coisas apontam para isso. Sugiro aos irmãos e irmãs que estão lendo, que não deixem de ler Daniel capítulo 7 e II Tessalonicenses 2, Mateus 24 e as cartas dos apóstolos para entender como será o perfil do anticristo, mas o que podemos entender por agora é que há uma ação das forças das trevas agindo sobre esse século sobre o mundo e até mesmo dentro das igrejas; e muitos estão vacilantes. Peço que os irmãos e irmãs estejam em constantes orações, jejuns, leitura a palavra para não entrarem em tentação, porque há uma força maligna agindo nesse século, mas maior é o Deus que nós servimos “Com ele está o braço de carne, mas conosco o Senhor nosso Deus, para nos ajudar, e para guerrear por nós.” 2 Crônicas 32:8. Não se esqueçam que acima do que está ocorrendo nesse mundo, está o Senhor Soberano regendo todas as coisas do seu alto e sublime trono, a fim de livrar os seus filhos, Amém!!!!

Por Sandro Oliveira

Papa diz que não é preciso ‘temer a novidade’

Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. Malaquias 3:6

Pois é, se o próprio Senhor diz em sua palavra que Ele não muda, que história é essa de não temer novidades? O Papa quer dizer aceitar novas heresias, pois as velhas  já não dão conta de todos os pecados abomináveis a Deus. É o maior sinal de um falso profeta é dizer aquilo que o coração contaminado e pecaminoso do homem quer ouvir. Agora leiam o que o Papa disse.

Cerca de 70 mil pessoas participaram neste domingo (19) da missa celebrada na Praça de São Pedro, no Vaticano, pelo Papa Francisco que marcou o encerramento do Sínodo de Bispos Extraordinário para a família e a beatificação de Paulo VI.

“Não é preciso ter medo da novidade e das surpresas de Deus”, disse o Papa durante a homília que encerrou o encontro. “Deus não tem medo das coisas novas. Por isso ele nos surpreende constantemente, abrindo os nossos corações e nos guiando por caminhos inesperados”, acrescentou.

Neste domingo foi encerrado oficialmente o Sínodo Extraordinário sobre a Família que reuniu no Vaticano 253 bispos e membros da Igreja Católica. Entre os temas mais polêmicos da reunião esteve uma maior aceitação dos gays dentro da religião e a questão da comunhão de divorciados que casaram novamente. Não houve, no entanto, consenso dentro da assembleia sobre os dois temas, que dividiram os cardeais, sendo deixados de lado no texto final do encontro, aprovado neste sábado, dia 18.

franciscoO documento disse que “os homens e as mulheres com tendências homossexuais devem ser acolhidos com respeito e delicadeza”. O Relatio Synodi, no entanto, apontou que “não existe fundamento algum para assimilar ou estabelecer analogias, ainda que remotas, entre as uniões homossexuais e o plano de Deus sobre o matrimônio e a família”. O tema da comunhão para os divorciados que voltaram a casar, por sua vez, “deve ser aprofundado, tendo em conta a distinção entre a situação objetiva de pecado e as circunstâncias atenuantes”, destacou o documento final.

Fonte: Agencia ANSA

Vídeo

Heresias pervertendo a palavra de Deus

“Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos.” (1 Coríntios 16.13)
CUIDADO! Perseverem no estudo da Palavra para não caírem no engano que está sendo propagado em nome de Deus. Não podemos aceitar tudo que nos ensinam, e sim examinar nas Escrituras se essas coisas são assim! Como disse o profeta OSÉIAS: “O meu povo se perde por falta de conhecimento”.