A BONDADE DE DEUS

bondade

“Falarei da magnificência gloriosa da tua majestade e das tuas obras maravilhosas. E se falará da força dos teus feitos terríveis; e contarei a tua grandeza. Proferirão abundantemente a memória da tua grande bondade, e cantarão a tua justiça. Piedoso e benigno é o Senhor, sofredor e de grande misericórdia. O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obrasSalmos 145:5-9

Existe um atributo de D’us chamado “Bondade” e muitos estão se esquecendo desse maravilhoso atributo, ou ainda, muitos fazem uma leitura errada a respeito do assunto. Atributos de D’us são partes que completam a essência divina. Alguns atributos o Criador compartilhou conosco parte deles quando disse: “façamos o homem à nossa imagem” (Gênesis 1:26). Na criação Ele nos criou contendo uma pequena parte de alguns dos Seus atributos, e somente alguns atributos são divididos com nós, porque há atributos exclusivos dEle e não podem ser compartilhados com qualquer outra criatura, que são: Onisciência, Onipresença, Onipotência, Soberania, Imutabilidade, Poder, Infinitude e Unicidade (Singularidade); já outros atributos Ele transferiu para nós, porém muitas das vezes nós deixamos eles extinguirem da nossa vida e somente uma aproximação com o Criador pode fazer com que esses atributos sejam reverdecidos novamente em nós. E a esses atributos compartilhados, podemos dar o nome de atributos de caráter, pois eles estão intrinsicamente ligados ao caráter, quer seja de D’us, quer seja dos seres humanos. Esses atributos são o amor, a bondade, a longanimidade, a misericórdia, a santidade, a fidelidade, a justiça e a paciência.

Quando pensamos em atributos e comparamos com a fonte de onde saiu (D’us); temos que ter em mente que esse atributo jorra de uma fonte inesgotável, pois cada atributo em D’us é elevado ao infinito; então mesmo que a gente possa provar de alguns desses atributos e ter um pequeno lampejo dos mesmos, jamais poderemos compreendê-los por completo, pois como todos os atributos de D’us são infinitos precisaríamos de dois dos Seus atributos que não são compartilhados – a Onisciência e a Infinitude – pois para compreender algo que é infinito, é necessário uma mente infinita e isso somente Ele possui. Continuar lendo

O BELO EXEMPLO DO HOMEM QUE ENTENDEU O QUE É SE DOAR – LEIA ESSA BELA HISTÓRIA

“Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão. Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade. Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta” Salmos 127:3-5

alx_diversidade-etnias-20150513-001_original

Em uma era em que o direito à vida está sendo desprezado, e o direito da criança em ter uma chance de nascer é represado, em um mundo com os valores distorcidos e desvalorização da benção de se ter um filho; leiam a história desse homem vietnamita e a sua bela e valorosa atitude de amor e valor por seus semelhantes, porque isso também é bíblico, pois a fé sem obras é morta e quem pratica a bondade está em conformidade com a vontade do Pai (Tiago 2:18-23; Provérbios 3:27-28; Efésios 5:9-10):

Tong Phuoc Phuc é um vietnamita que passou mais de 15 anos dando um enterro apropriado para todos os bebês abortados em uma clínica da sua cidade. E tudo começou em 2001 quando ele foi para o hospital com a esposa grávida, alguns dias antes do filho nascer. Ele reparou que muitas gestantes entravam na sala de parto e saiam de lá sem os bebês.

Continuar lendo

A Mulher Rixosa

“É melhor morar num canto de telhado do que ter como companheira em casa ampla uma mulher briguenta. É melhor morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e irritadiça.” Provérbios 21:9,19

50297b7ed472a_shutterstockMonstro

Em provérbios encontramos alguns versículos que mencionam a mulher briguenta, em outras versões mulher rixosa, e aconselha nos afastarmos dela.

Mas e quando essa mulher somos nós? O que fazermos? Neste caso precisamos abandonar essa mulher, ‘crucificá-la’, ‘matá-la’ através do poder e da virtude regeneradora do Sangue de Jesus. A única ferramenta capaz de transformar de vez essa mulher ao qual a palavra de Deus aconselha a se afastar. Quando tratamos de separarmos um tempo de oração e leitura da Palavra, Deus vai nos mostrando o que precisamos mudar em nossas vidas.

A mulher briguenta ‘mata’ a sua família dia após dia, mata seu casamento, mata seus filhos e todos os que estão a sua volta. Ela anda de ‘mãos dadas’ com o inimigo, pois não exala os aromas do fruto do Espírito descritos em Gálatas: Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.  Gálatas 5:22 Somente a regeneração feita pelo Espírito Santo pode transformar a triste realidade da mulher rixosa em um novo viver como mulher virtuosa!

Somos as guardiãs dos nossos lares, um dia prestaremos contas a Deus por essa nobre tarefa! Ore a Deus por um novo tempo em sua vida, permitindo que o Senhor trate todas as áreas de seu viver! A sua casa é seu primeiro ministério, onde deve abundar a graça e o fruto de toda a boa obra  que  o Espírito Santo realiza dentro do seu ser!  Agindo assim você verá seu lar florescer e frutificar como o lar da mulher virtuosa!

Shalom!

curta nossa pagina

Presente Diário: Atos de Bondade

ઇઉ Presente Diário: Atos de Bondade

 site220416.jpg
Leitura Bíblica: Atos 4:1-13
…em nome de Jesus Cristo, […] a quem Deus ressuscitou dentre os mortos,[…] é que este está curado perante vós. —Atos 4:10

Eu estava viajando com alguns homens quando identificamos uma família desamparada na beira da estrada. Meus amigos imediatamente pararam o carro para ajudar. Eles fizeram o motor do carro da família funcionar, conversaram com o pai e a mãe e lhes deram dinheiro para a gasolina. Quando a mãe lhes agradeceu várias e várias vezes, eles responderam: “ficamos felizes em ajudar e o fazemos em nome de Jesus.” Conforme íamos embora, pensei em como foi natural para eles ajudar estas pessoas em sua necessidade e reconhecer o Senhor como fonte de sua generosidade.

Pedro e João exibiram alegremente a mesma generosidade quando curaram o coxo que mendigava à entrada do templo em Jerusalém (Atos 3:1-10). Isto os levou à prisão e ao encontro com as autoridades, que lhes perguntaram: “…Com que poder ou em nome de quem fizestes isto?” Pedro respondeu: “…visto que hoje somos interrogados a propósito do benefício feito a um homem enfermo e do modo por que foi curado, tomai conhecimento, vós todos e todo o povo de Israel, de que, em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem vós crucificastes, e a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, sim, em seu nome é que este está curado perante vós” (Atos 4:7-10).

A bondade é um fruto do Espírito (Gálatas 5:22) e um contexto poderoso para falar genuinamente aos outros sobre o Senhor.

Um ato de bondade pode ensinar mais sobre o amor de Deus do que muitos sermões.

Bondade confundida com a maldade

TEXTO: II SAMUEL 10

Então disse Davi: Usarei de benevolência com Hanum, filho de Naás, como seu pai usou de benevolência comigo. E enviou Davi os seus servos para consolá-lo acerca de seu pai; e foram os servos de Davi à terra dos filhos de Amom. (2 Samuel 10:2)

davi ungido reiA bondade pode facilmente ser confundida com maldade, dependendo do que o indivíduo, alvo dessa bondade, tem na cabeça. A falta de percepção espiritual, discernimento moral, e sabedoria celestial pode causar destruição total diante de graciosas cortesias.

Davi vivia momentos de prosperidade e bênçãos. Logo, retribuía aos outros o bem que Deus havia-lhe concedido:

• Deus graciosamente dá a Davi muitas vitórias sobre nações inimigas (8:1-18);
• Davi graciosamente demonstra bondade a Mefibosete (9:1-13);
• Agora, graciosamente Davi mostra bondade a Hanum (10:1-19).

A boa intenção de Davi estava bem nítida no tratamento ao neto aleijado de Saul, o qual não tinha como retribuir-lhe em nada o bem recebido. Desta forma, não havia segundas intenções de Davi para com Hanum, o qual vivia a dor da morte de seu pai: Davi mandou-lhe condolências.

1. Os amonitas descendiam de Ló com a filha caçula (Gênesis 19:30-38); Naás, o pai de Hanum, rei amonita, incomodara aos israelitas, que, temendo propuseram aliança. Naás aceitou, porém, exigiu furar os olhos de homens e mulheres do município de Jabes-Gileade. Consequentemente, Saul os derrotou (I Samuel 11:1-11). Contudo, quando Davi refugiou-se em Gate, próximo ao povoado amonita na transjordânia, Naás auxiliou-o. Por isso, Davi queria retribuir-lhe o favor (II Samuel 10:1-2).

2. Porém, o enlutado Hanum, motivado por conselheiros medrosos, humilha aos enviados de Davi, rapando-lhes a cabeça, tirando metade da barba, rasgando suas roupas até às nádegas, e mandando-os embora (vs. 4-5);

3. O que poderia ter gerado resultados positivos, virou guerra; os amonitas reforçaram seu exército convocando os sírios para atacar Davi por sua bondade. Foi como se eles tivessem virado as armas contra si mesmos na companhia de outros povos que também se uniram contra Davi (vs. 6-19).

Lições de vida:

• O comportamento daqueles que não servem a Deus é imprevisível, absurdo.

• Decisões e reações baseadas no medo geralmente são desprovidas de sabedoria.

• Conselheiros desprovidos da percepção e discernimento espirituais interpretam “caridade” como “periculosidade”.

• Ímpios tratam mal àqueles que lhes desejam o bem.

• Hostes se levantam tentando a destruição daqueles que promovem o bem.

• Nem sempre fazer o bem será positivo!

• Isso explica o desprezo a Cristo por inúmeros ignorantes do mundo!

ReiDaviLebrando

Certamente o bem vencerá, pois Cristo venceu o mal. Portanto, hoje vivamos com sabedoria!

Reavivemo-nos!

Por:  Heber Toth Armí.

Presente Diário: AMARGURA

ઇઉ Presente Diário: AMARGURA

✏ Leitura Bíblica: Hebreus 12.15-17

“Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem. E ninguém seja devasso, ou profano, como Esaú, que por uma refeição vendeu o seu direito de primogenitura. Porque bem sabeis que, querendo ele ainda depois herdar a bênção, foi rejeitado, porque não achou lugar de arrependimento, ainda que com lágrimas o buscou.”
Captura de tela 2016-03-02 15.24.58

O SENHOR viu a amargura com que todos em Israel, tanto escravos quanto livres, estavam sofrendo; não havia ninguém para socorrê-los (2 Rs 14.26).

Uma planta recebe alimento pela raiz que cresce debaixo da terra e vai se fixando ao solo. A sua saúde depende da sua raiz. A vida de uma pessoa também pode ser abalada se a raiz de amargura começa a fixar-se em seu coração. A amargura pode despercebidamente crescer dentro de nós. Ela é um sentimento caracterizado principalmente por recusar de forma cega e doentia a reconciliação. A amargura pode ser alimentada por constantes discussões e pensamentos maus a respeito de uma pessoa. Quando falamos mal de alguém contaminamos outras pessoas com o mesmo sentimento de desacordo.
Nosso texto fala que Esaú sofreu muito por ter vendido o direito de primogenitura ao seu irmão Jacó. Ao ouvir as palavras de seu pai abençoando seu irmão deu um forte grito e, cheio de amargura, implorou para também ser abençoado. A família é o local preferido da amargura. Por isso devemos intensificar nosso combate a ela em nosso lar. A Bíblia orienta os maridos a não tratarem sua mulher com amargura. Diz que os filhos tolos podem trazer grande tristeza e amargura para o seu lar. Que os pais não devem tratar seus filhos com provocações, irritando-os, para que eles não fiquem desanimados e amargurados. Também afirma que morar com uma mulher rixosa é motivo de insatisfação e amargura para o marido.
A libertação da amargura é através do perdão. É preciso perdoar quem nos ofendeu como Cristo nos perdoou. É preciso buscar reconciliação e esquecer o que já passou. Livrar-se da amargura, sendo bondoso e compassivo com as pessoas.
Quando estamos amargurados parece que é impossível recobrar a alegria e a paz. Nos sentimos sozinhos, mas devemos lembrar que o Senhor sabe o que estamos sentindo e nos socorre, quando na amargura, buscamos a sua ajuda, colocando diante dele as nossas queixas, fixando a raiz de nosso coração em Deus.

ઇઉ Amargura e indignação devem dar lugar à bondade e a compaixão.