Brasil volta a apoiar Israel

Sob orientação do Ministro José Serra, o Itamaraty começa e desfazer as besteiras aprovadas nos Governos Lula e Dilma.

José Serra e Shimon Peres
José Serra e o então Presidente de Israel Shimon Peres em 2009: amizade retomada.

Representantes da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) estão indignados com a postura do atual governo brasileiro, que resolveu revisar o voto dado contra Israel numa proposta condenatória apresentada na 199ª Sessão do Conselho Executivo da instituição.

A indignação acontece por conta do anúncio feito na noite desta quinta-feira, 9, pelo Ministro das Relações Exteriores, José Serra, informando que o país voltará atrás no voto dado pelo governo anterior numa condenação ao Estado de Israel.

Na votação, que aconteceu no dia 14 de Abril, o Brasil, juntamente com 32 outros países, votou contra Israel numa questão apresentada pelas representações árabes da Argélia, Egito, Líbano, Marrocos, Omã, Catar e Sudão.

O documento da Unesco, ao qual NOTÍCIAS DE SIÃO teve acesso, fala da “salvaguarda do patrimônio cultural da Palestina (sic) e do carácter distintivo de Jerusalém Oriental” usando um linguajar fortemente agressivo a Israel.

Ao longo de 40 tópicos, a Unesco condena até mesmo escavações arqueológicas, algo que é aceito com naturalidade em qualquer região histórica do mundo.

O tópico 5 do documento diz que a Unesco “lamenta profundamente o fracasso de Israel, a potência ocupante, a cessar as persistentes escavações em Jerusalém Oriental, particularmente em torno da Cidade Velha, e reitera o seu pedido a Israel, a potência ocupante, de proibir todas essas obras”.

Há décadas que os arqueólogos são proibidos de realizar escavações em certas regiões históricas da capital do Estado hebreu, pois a cada uma que acontece emergem evidências históricas da presença judaica em Jerusalém, algo que os árabes procuram, de todas as formas, negar.

O texto, aprovado pela diplomacia brasileira na época do Governo Dilma Rousseff, mais parece um panfleto antissionista do que um documento de uma agência internacional que, em tese, deveria zelar pela Educação, pela Ciência e pela Cultura de um povo.

O item 8, por exemplo, “condena firmemente as agressões israelenses e medidas ilegais contra a liberdade de culto e de acesso dos muçulmanos ao seu santo lugar, Al-Aqsa / Al-Haram Al Sharif” e solicita “que Israel, a potência ocupante, respeite o estatuto histórico [da área] e pare [com] estas medidas.”

Israeli boy and palestinian boy
Numa rua de Jerusalém, um jovem judeu respeita a livre manifestação palestina. Enquanto isso um jovem palestino, que visitou livremente o Muro das Lamentações, usa as redes sociais para debochar de Israel. Segundo a Unesco o intolerante é o judeu.

Ora, qualquer pessoa que conhece o mínimo que seja da realidade da Terra Santa sabe que em Israel “quase” todas as pessoas de “quase” todas as crenças podem visitar livremente os locais sagrados das suas religiões. Destacamos o “quase” porque, paradoxalmente, apenas os judeus não têm liberdade para visitar seus locais sagrados. E os não muçulmanos, sejam eles judeus, cristãos ou budistas, não têm liberdade alguma para visitar os locais sagrados islâmicos.

Qualquer homem ou mulher, adeptos de qualquer religião do mundo, podem aproximar-se do Muro das Lamentações e fazerem as rezas que quiserem, da forma que quiserem. Até mesmo uma muçulmana vestida com uma burca pode aproximar-se do Muro das Lamentações.

Ao defender esta liberdade, um velho judeu disse que, afinal, é a própria Bíblia quem ordena, pois em Isaías 56:6 o Senhor disse: “Porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos.”

Muslim girls at Kotel
Jovens muçulmanas caminham livremente diante do Muro das Lamentações

ÁRABES PODEM, JUDEUS NÃO, MAS A UNESCO CONDENA ISRAEL.

A realidade é completamente diferente nos locais sob controle da Autoridade Palestina. Os judeus não podem visitar livremente certas áreas, como o Monte do Templo ou o Túmulo dos Patriarcas. Para isso, a eles são reservadas apenas algumas datas no ano e as visitas são feitas sob severa vigilância.

Quando são autorizados a visitar o Monte do Templo, os judeus estão proibidos de realizar qualquer prece naquele que é considerado o local mais sagrado para o judaísmo. Um simples mover de lábios pode causar severas convulsões.

Turistas podem visitar a área, mas são proibidos de entrar no local portando Bíblias ou qualquer adereço que estampe a bandeira de Israel. O acesso é extremamente restrito e vigiado.

O acesso à mesquita é completamente vetado aos não muçulmanos e nem mesmo abrigar-se do sol sob uma cobertura que existe próximo da dela é possível. O turista que, inadvertidamente, ousar fazê-lo será repreendido aos gritos por seguranças extremamente grosseiros.

Muslim with gun near Mosque
No Monte do Templo a criança palestina carrega arma. Cristãos não podem levar nem Bíblias e símbolos judaicos ou a bandeira de Israel são terminantemente proibidos.

Ignorando completamente a realidade – que é de pleno conhecimento da Unesco – o item 9 do documento assinado pelo Governo Dilma Rousseff, acusa o Estado de Israel de “abusos provocativas que violam a santidade e a integridade” dos locais sagrados islâmico. E no item 10, a Unesco “exorta a potência ocupante a acabar com agressões e abusos que inflamam a tensão entre as religiões.”

Foi contra tudo isso que a atual diplomacia brasileira, sob comando do Ministro José Serra, resolveu revogar o apoio e o Itamaraty alterará o voto anteriormente dado.

De acordo com o Itamaraty, a decisão foi parcial: “O fato de que a decisão não faça referência expressa aos vínculos históricos do povo judeu com Jerusalém, particularmente o Muro Ocidental, santuário mais sagrado do judaísmo, é um erro, que torna o texto parcial e desequilibrado. O governo brasileiro reitera seu pleno reconhecimento desses vínculos e sua posição a favor do livre acesso dos fiéis das três religiões, cristianismo, islamismo e judaísmo, aos lugares santos da Cidade Velha de Jerusalém, bem como seu apoio aos acordos vigentes entre Israel e Jordânia para sua administração”.

O Brasil não é o primeiro país a voltar atrás neste voto, a França também o fez.

Por ocasião da votação, apenas 6 países defenderam Israel: Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, Holanda, Lituânia e Estônia.

Agora, o Brasil e a França juntam-se a este seleto e diminuto grupo.

Fonte: NOTÍCIAS DE SIÃO

SINAIS DE DEUS SOBRE O MAL NO BRASIL

Compartilhamos com os amados sinais da parte de Deus sobre atual situação do Brasil. Orem. Clamem!

Visão dia 22/03/2016 na oração da madrugada.

Tive uma visão hoje de madrugada sobre o Brasil, vi que um novo principado demoníaco assumia a direção do país;
Era um demônio gigante, o chifre era maior que o prédio do planalto, eu via o demônio que governava antes era pouco maior que um homem, o que estava assumindo agora era cem vezes maior que o antigo e muito mais poderoso em força.
Vão piorar os crimes, homens amantes de si mesmos, drogas, novas formas de doenças e de crimes e etc…
Este principado já dominava outros países e era feito um trabalho forte na alta magia para trazer ele para o Brasil.
Assim foi a visão.

guerra-espiritual1.jpg

Outra visão

Vi que o chão se abria diante dos três poderes em Brasília, as pessoas faziam manifestos e reinvindicações, quando as pessoas viam o chão se fender, elas acreditavam que nasceria uma árvore naquela fenda e que era sinal de nova fase no Brasil e punham esperança naquela árvore.
Ao invés de árvore, subiam dois chifres daquela fenda e as pessoas insistiam serem galhos de árvores, e apareceu a cabeça de um demônio gigante, um chifre era maior que o prédio do planalto e aquele demônio dizia que tinha vindo tomar o lugar do antigo demônio, que era visivelmente menor, cerca de cem vezes menor e mais fraco em poder.
Este demônio dizia que já detinha reinado de grandes nações e ele trazia para o Brasil o mesmo pensamento das outras nações que ele regia. As pessoas que viram isto ficaram atônitas e perplexas, algumas conseguiam correr, outras nem conseguiam correr de tanto terror.
Este demônio trazia fome, doenças novas, distorção de condutas, opressão sobre o povo e se alimentava de sangue e nunca se saciava, havia derramamento de sangue nas ruas e terror sobre a nação.
Queridos quero convocar a igreja de Cristo Jesus para jejuar e orar todos os dias para que Deus tenha misericórdia da nossa nação e do nosso povo.
As manifestações são boas, mas só se vence uma batalha no mundo físico quando a batalha está ganha no âmbito espiritual.
Oremos sem cessar para destronar este principado como fez Daniel orando e jejuando por 21 dias.
22 de março de 2016.

Israel Becker.

A Graça e Paz de Cristo Jesus seja com toda a igreja de Deus, amém!

download

“Então todas as árvores disseram ao espinheiro: Vem tu, e reina sobre nós. E disse o espinheiro às árvores: Se, na verdade, me ungis por rei sobre vós, vinde, e confiai-vos debaixo da minha sombra; mas, se não, saia fogo do espinheiro que consuma os cedros do Líbano.” Juízes 9:15

RECOMENDAMOS A LEITURA DESTE DOCUMENTO.

A VERDADEIRA BATALHA DO BRASIL

JLANYH0Q

“Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas” 2 Coríntios 10:4

Eis aí o grande motivo da derrocada de grande parte de cristãos brasileiros na atualidade, e o motivo mais inerente é talvez por desconhecimento, talvez por desdenho e desprezo à passagens bíblicas, ou talvez ainda por não entender o real significado das palavras que estão escritas ali. Seja por qualquer um desses motivos, o fato é que muitos cristãos estão perdendo a batalha, quando trata-se de coisas em nível espiritual, que há meu ver tudo o que acontece tem um caráter espiritual envolvido, seja para o avançar da igreja como indivíduo ou grupo ou para o seu declínio.

A palavra de Deus é bem enfática quando diz que estamos em guerra constantemente contra forças opositoras. E se você entender isso, talvez você entenda a real situação pelas coisas que você está passando atualmente na sua vida, e ampliando um pouco mais, você entenderá que o que ocorre nesse exato momento nas nações da terra e especialmente no Brasil [digo especialmente no Brasil porque é a nossa pátria, então não adianta falar sobre outra nação, pois não fará tanta diferença quanto ao que passa conosco na nossa nação nesses dias atuais].

Não é segredo para ninguém o cenário caótico e de “guerra“ que estamos presenciando na nossa nação, guerra tal que está dividindo o povo, e pasmem, também está dividindo grande número de “cristãos”; já não bastassem as divisões de linha de raciocínio e linhas teológicas, agora também divisões políticas. Tudo isso por causa de um ex-presidente denunciado e investigado pela polícia federal, ministério público e poder judicial e por causa do atual governo corrupto e corrompido que está explícito em a nossa nação, não somente agora, mas por muitos anos, porém agora veio à tona toda roubalheira com proporções maiores. Mas não quero entra no merecimento da política e sim na essência do texto. Continuar lendo

O Brasil está em crise, mas o ceú não está em crise

IRMÃOS
O momento agora é de muita prudência e oração de todos os cristãos. Está se desenhando um panorama muito hostil em nosso país, já castigado com tragédias e crises. Não duvidem dos planos de Deus, pois há juízos necessários a serem enviados sobre a terra, e sobre as nações, e a nossa não estaria fora deste contexto.

Entretanto, leiam as palavras de Jesus e as simples mas profundas orientações que Ele nos deu: vigiar e orar. Estamos postando continuamente avisos, notícias de vigilância, e também muitos estudos que os levem a orar. Nossa parte, ainda que muito pequenininha, estamos tentando fazer todos os dias. Agora cabe a cada um, fazer a sua parte. O momento é de trevas, e nós temos a luz. O momento é fome, mas nós somos o sal. O Espirito diz o que devemos fazer, só precisamos parar de ouvir o barulho do mundo e ouvir Ele, nosso consolador.

A hora é de viver o evangelho! Seja uma bíblia ambulante. E lembre-se: o céu não está em crise. É prá que eu quero ir. Quem vai também?
ceu

Um violento terremoto vindo a América do Sul

A profecia dada sobre os insetos na visita ao Brasil pelo David Owuor, se cumpriu. Agora estejamos atentos para esta profecia ainda não cumprida.
UM VIOLENTO TERREMOTO VINDO A AMÉRICA DO SUL
PROFETA DAVID OWUOR
30 DE NOVEMBRO DE 2015
Pronunciado ao vivo na Rádio JESUS is LORD

“O SENHOR JEOVÁ falou comigo sobre um TERREMOTO muito severo que está vindo a terra. Bem, o SENHOR falou comigo nesta noite passado e também hoje durante o dia. É um muito muito violento terremoto que está vindo sobre a terra. E o SENHOR me apresentou as bandeiras de várias nações, parece que este TERREMOTO vai tocar algumas nações. O SENHOR já me colocou neste terremoto hoje, e parece o mais aterrorizante momento nesta terra. Um muito violento TERREMOTO, extremamente violento. Bem o SENHOR JEOVÁ, JEOVÁ ELOHIM falou comigo sobre este TERREMOTO que está vindo sobre a terra. ELE me colocou num prédio, eu estava lá com muitas outras pessoas nesta terra e então este TERREMOTO muito chocante e histórico CHACOALHOU! Ele foi MUITO VIOLENTO e nós estávamos correndo, e as paredes iam cair, o chacoalhar foi tão violento, as pessoas estavam correndo em todo lugar, em todas as direções. E então quando eu chequei eu vi que a parede iria colapsar sobre mim, em um ponto eu corri de volta para a parede pois pensei que agora outra parede iria cair sobre mim. E isso é o que nós estávamos fazendo nesta terra, até que parou, e após isso eu vi que os prédios eram muito impressionantes, eles eram bem construídos, eles não caíram. Isso quer dizer que este terremoto vai acontecer numa terra que tem uma arquitetura muito boa. Os prédios eram bem fortes, mas o tremor vai ser o mais insuportável, o mais aterrorizante e terrível momento nesta terra. Muito violento “…” tremendo muito, muito, muito violentamente, eu estava correndo as pessoas estavam correndo em todo lugar, será um momento terrível para se contemplar. Então após isso o Senhor me apresentou uma bandeira, eu vi uma bandeira e é a bandeira do Brasil, e após o Brasil eu vi… de fato a cronologia das bandeiras é que há uma bandeira que eu vi atrás, e então em frente desta bandeira, no meio há uma que parece com a bandeira da Colômbia, e então em frente dessa o SENHOR apresentou Brasil. Então isso vai afetar muitas nações, este TERREMOTO está vindo para a AMÉRICA DO SUL. Eu vi o povo desta terra, eu falei com eles, as mulheres anciãs que o SENHOR trouxe no sonho, eu estava saudando elas e orando por elas, eu vi que elas estavam vestidas com roupas de muitas cores. E então há uma tremenda visitação que está vindo a esta terra, há um TERREMOTO histórico que está vindo, e então tudo que as nações precisam fazer é isso, em cada ocasião quando é dada a oportunidade, como agora, eles precisam se arrepender e preparar o caminho para a vinda do NOSSO SENHOR JESUS. Shalom.”

Captura de tela 2015-12-14 20.29.15

Sonho sobre perseguição no Brasil

Recebemos hoje, de um servo do Senhor, um sonho que ele teve.

O sonho foi assim:

{Eu estava perto da fronteira do Brasil com outro país, mas não tenho certeza quanto ao país que era. E nessa fronteira havia uma nação diferente que queria entrar no país (Brasil) e o governo havia liberado a entrada de imigrantes no Brasil, mas de forma controlada e então uma grande parte das pessoas ficava na fronteira aguardando para entrar no país enquanto outras entravam aos poucos e de forma controlada. Os exércitos das duas nações estavam fazendo o controle da entrada dessas pessoas no Brasil, mas era visto que o armamento do Brasil era mais potente e sofisticado e era como eles estivessem esperando que a qualquer hora ocorresse uma guerra. Foi nesse ponto que eu me encontrava na fronteira entre o Brasil e esse país, foi quando começou uma pequena rebelião com um grupo armado com facas, e o objetivo deles eram entrar no Brasil e lutar contra os cristãos e quando aquele grupo percebia a minha presença ali e percebia que eu era cristão eles começaram a atirar facas em minha direção e a tentar entrar forçadamente no Brasil. E neste exato momento o soldado que era da outra nação achou que seria uma manobra que o Brasil estava usando para prejudicar a nação dele e começou a atirar em direção ao soldado brasileiro, que na mesma hora começou a revidar aos tiros, atirando de volta; nesse ponto eu estava entre os dois soldados e algumas balas me atingiam dos dois lados e eu temia de morrer ali mesmo naquele local. Mas a voz de Deus bradava do alto dizendo “você não morrerá, mas será a minha testemunha”. Ao observar a cena então eu via que aquele grupo perfurava o bloqueio de segurança e conseguia entrar na nossa nação (Brasil) e se juntava com outros grupos que estavam disfarçados levantando informações sobre os cristãos dentro da nossa nação, e ali eles recebiam armamentos para combater os brasileiros, e era visto que eles estavam muito furiosos e não iriam parar por nada; eles matavam muitas pessoas, mas o principal alvo deles eram os cristãos. Então poucos minutos depois daquele grupo ter rompido a barreira de proteção e dos dois soldados ter aberto fogo um contra o outro, todos os noticiários do Brasil noticiavam a seguinte manchete: “O Brasil está em guerra” e eu corria e ia avisar as pessoas (principalmente os cristãos) que não repassassem as informações por telefone ou outro meio de comunicação qualquer porque eles seriam “caçados” por esse povo que entrou na nossa nação, mas eles me ignoravam por completo e eu ainda contava que eu havia estado na fronteira e mostrava as cicatrizes que estavam por todo o meu corpo por causa de estar no meio do fogo cruzado, mas as pessoas olhavam e desprezavam aquele alerta.}

Ao acordar pela manhã esse servo orou pedindo a direção de Deus, e abriu a bíblia e saiu no texto de Habacuque 2:1-3, que diz:

“Sobre a minha guarda estarei, e sobre a fortaleza me apresentarei e vigiarei, para ver o que falará a mim, e o que eu responderei quando eu for argüido. Então o Senhor me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo. Porque a visão é ainda para o tempo determinado, mas se apressa para o fim, e não enganará; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.”

Diante desse sonho enviado a nos e deste texto bíblico, recordamos que nessa semana muitos irmãos oraram e jejuaram em favor da nação brasileira, para que houvesse arrependimento e novo despertar da igreja para se purificar, voltando-se para a obediência ao Evangelho.  Então decidimos postar, pois cremos que veio da parte do Senhor Deus como aviso sobre  o sonho para que esse sinal de Deus chegue aos seus filhos nessa nação, e que possam estar discernindo todas as coisas com o auxilio do Espírito Santo. Estejamos todos vigilantes e em oração; compartilhe com seus irmãos em Cristo. Shalom!

Em caso de guerra, o Brasil tem como se defender?

exercito-brasileiroENTREVISTA DO COMANDANTE DO EXÉRCITO GEN. EDUARDO VILLAS BOAS AO ESTADO DE S.PAULO (02): DESTAQUES!

1. ESP: O sr. falou do risco de uma crise política atual se transformar em crise social, que isso preocupa e diz respeito às Forças Armadas. / GEN. EVB: O Exército passou 14 meses na Favela da Maré, no Rio, porque havia risco de crise social. Nos preocupa sim porque se a crise econômica prossegue, o desemprego e a falta de perspectiva aumentam e é natural que isso acabe se transformando em um problema social. E problema social que se agrava, se transforma em violência, passa a nos dizer respeito diretamente. Esse é o papel constitucional do Exército. Nosso papel é manter a estabilidade e qualquer coisa que venha eventualmente a quebrar essa estabilidade preocupa. / ESP: Mas isso não tem nada a ver com intervenção política? / GEN. EVB: Absolutamente. Não tem. E é bom que fique claro isso. O Brasil é um País com instituições sólidas e amadurecidas, que estão cumprindo seus papéis.

2. ESP: Há uma crise ética no País? / GEN. EVB: Há uma crise ética no País. Inclusive, está muito mais comum do que se pensa as pessoas pedirem que o Exército tome providências para solucionar a crise. Elas estão demandando, na verdade, os valores que as Forças Armadas representam e a sociedade está carente. Sem a restauração desses valores é difícil que o Brasil recupere trajetória de evolução, do progresso e do desenvolvimento. / ESP: A chegada do PT ao poder tem que responsabilidade nisso? / GEN. EVB: Não, absolutamente. Isso já vem de algum tempo. Essa crise ética da sociedade brasileira é um processo que não se instaura de um momento para o outro. Nem mesmo a autoridade da professora na sala de aula está sendo mais reconhecida.

3. ESP: O sr. concorda que a corrupção está instalada no Brasil? / GEN. EVB: Concordo. Mas eu diria que esse é um estado de coisas que nós vivemos. Durante a Operação Pipa, no Nordeste, 60% dos 6.800 caminhoneiros que trabalham na distribuição de água tentaram algum tipo de fraude. Não se trata de estigmatizar os caminhoneiros. Eles fazem parte da sociedade brasileira. São práticas que se tornaram comuns na sociedade e isso é a base de uma pirâmide. A medida que vai subindo, vai se potencializando. 4

4. ESP: Os cortes de gastos vão trazer problemas para as fronteiras? / GEN. EVB: Já temos problemas nas fronteiras. Apesar de todo o esforço e sacrifício de nosso pessoal, temos dificuldades para cumprir nossas missões. O Sisfron (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras), por exemplo, já está ameaçado. A previsão original era de instalação em dez anos, de 2012 a 2022. Com os seguidos cortes, a conclusão foi adiada para 2035 e, agora, não ficará pronto antes de 2065. Ou seja, todas as tecnologias desenvolvidas de agora já estarão obsoletas. / ESP: Os nossos armamentos como os fuzis estão obsoletos? / GEN. EVB: Usamos ainda o fuzil FAL da década de 1960, que já está se tornando obsoleto. A Imbel desenvolveu o fuzil IA2, que está sendo usado pelas tropas brasileiras no Haiti. Mas ele está sendo produzido num ritmo muito menor do que seria necessário. Precisamos substituir os 226 mil fuzis. Mas só estamos comprando mil deles por ano. Também está faltando munição e isso deixa o adestramento prejudicado. / ESP: Isso quer dizer que caso precise haver emprego da Força, nós poderemos ter problemas? / GEN. EVB: Poderemos.

Brasil é estratégico para ações terroristas

2048044Para o general de brigada do Exército Brasileiro Álvaro Pinheiro, o Brasil tornou-se estratégico quando o assunto é terrorismo por fatores como já ter se tornado esconderijo para organizações terroristas, além do território nacional ser potencial “palco para ações terroristas contra inimigos tradicionais (EUA, Israel, Reino Unido, França, Espanha etc)” devido às suas relações com o Brasil.
Isso teria acontecido, alerta o general, em função de um aumento na “estatura político-estratégica brasileira” causada por fatores como economia mais estável, aumento demográfico e relações comerciais, mas também, por causa de outro fator que aumenta o risco de um ataque terrorista por aqui: o fato de termos nos tornado sede de “relevantes eventos internacionais, inclusive eventos desportivos”.
Para ele, há sim um inimigo sedento à espreita respondendo por siglas internacionais e sua relação com abreviações nacionais. “A ameaça do narcoterrorismo, em face das conexões das FARC [Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia] com organizações subversivas e do crime organizado de diferentes países da América Latina (incluindo MST, CV e PCC)”.
Para o general Pinheiro, a única saída é a prevenção para tentar evitar e, no caso de não conseguirmos, ter preparação necessária e suficiente. “Não pode ser improvisada, quando da eclosão da crise. Há que se construí-la dia após dia, sob pena de se pagar a incompetência e a irresponsabilidade de forma catastrófica, com traumáticos prejuízos para a integridade da soberania e do patrimônio nacionais do Brasil”, diz, no velho estilo de caserna.
Na medida do crescimento dessa estatura política e estratégica como potência emergente, o Brasil teria, ainda, responsabilidade perante a comunidade internacional com relação à prevenção e combate ao terrorismo dentro e fora do seu território. “A salvaguarda estará materializada, de forma eficiente e eficaz, na medida em que o Sistema de Inteligência, as Forças Armadas e o aparato de Segurança Pública estiverem plenamente integrados com as empresas gestoras, governamentais ou não, e com as agências reguladoras, por meio de planejamentos permanentemente atualizados, coordenados e sincronizados”, disse. (RR).
Fonte: Defesanet

A eleição deste ano está nas mãos dos evangélicos

Os evangélicos já são mais de 40 milhões no Brasil. E agora eu pergunto: e daí?

Daí que se esse povo, buscar a direção de Deus para escolher em quem votar e como votar corretamente, entendendo o processo eleitoral brasileiro, teremos um país em que as autoridades constituídas serão conforme a vontade de Deus, usando seu povo como instrumento de benção.

Vivemos em uma nação com leis e direitos e devemos submissão àqueles que estão incumbidos de administrar este grande e abençoado país. Infelizmente nossa nação não é dirigida segundo a orientação do Espírito Santo e não teremos governantes nesta condição, pois a nossa forma de governo não possibilita tal. Resta-nos, portanto, orarmos, jejuarmos e sermos fieis ao Mestre. Mas nosso voto pode contribuir para eleger pessoas que não irão contra aos princípios cristãos aos quais cremos.

“Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes… não difamem a ninguém… sejam cordatos… para com todos os homens.” Tt 3.1,2

“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade, resistem à ordenação de Deus.” Rm 13.1,2

Mas e se você que está desiludido com a politica e resolve votar em branco ou anular seu voto. NÃO FAÇA ISSO! VOCÊ ESTARÁ AJUDANDO A VELHA POLITICA.

Então vou votar no meu vizinho, no João das Couves, no Zé da Padaria, pois ele é gente boa. NÃO FAÇA ISSO! VOCÊ ESTARÁ AJUDANDO A VELHA POLITICA.

A oração (1Tm 2.1,2) contínua pelas autoridades é a vontade de Deus para a vida de seus servos. Vamos orar, jejuar por esta nação, pedir o livramento e que sejam iluminados os homens investidos de poder, para que hajam sabiamente para o bem do povo e desenvolvimento da nação. Oremos!

Afinal, se somos cidadãos da Pátria Celestial, estamos mais que preparados para vivermos bem nesta pátria chamada Brasil. Oremos pelo Brasil.