Sinédrio pede a Trump e Putin a reconstrução do Templo

trump-putin-temple
Confesso que quando há uma hora atrás li esta notícia (de fonte segura), não acreditei. Pensei tratar-se de uma brincadeira relacionada com a recente eleição de Donald Trump. Só que a coisa é mais séria do que eu pensava, o que não quer dizer que se venha a concretizar já. Mas que é um sinal dos tempos que se aproximam, sem dúvida que é…
O “Sinédrio Nascente” lançou um apelo ao presidente russo Vladmir Putin e ao agora eleito presidente norte-americano Donald Trump para que juntem forças e cumpram os seus mandatos bíblicos de reconstruir o Templo de Jerusalém.
 
O porta-voz do Sinédrio, o rabi Hillel Weiss, contactou o site “Breaking Israel News”para anunciar que a eleição de Trump – que prometeu reconhecer Jerusalém como capital de Israel, a par do desejo expresso de Putin para a construção do Templo – levou a corte judaica a enviar uma carta aos dois líderes, oferecendo-lhes a oportunidade de se tornarem nos modernos “Ciros”:  Ciro foi o rei não judeu que reconheceu a importância de Jerusalém e do Templo.
Ciro o Grande, rei da Pérsia no 6º século a.C., anunciou no primeiro ano do seu reinado ter sido escolhido por Deus para fazer um decreto através do qual o Templo de Jerusalém teria de ser reconstruído:
“Assim diz Ciro, rei da Pérsia: o Senhor Deus dos céus me deu todos os reinos da terra, e me encarregou de Lhe edificar uma casa em Jerusalém, que está em Judá” – Esdras 1:2.
Ciro enviou de volta para Jerusalém os judeus que estavam sob o seu domínio, com uma considerável soma de dinheiro, com o qual deveriam reconstruir o Templo. O actual Sinédrio planeia agora apelar aos dois líderes mundiais para que tomem posse deste antigo decreto bíblico e apoiem o povo judeu na sua sagrada missão.
O rabi Weiss explicou que as eleições nos EUA tornaram o eterno sonho judaico numa possibilidade muito real.

rabi-weiss“Estamos preparados para construir o Templo. As condições políticas actuais, nas quais os dois mais importantes líderes mundiais apoiam o direito dos judeus a Jerusalém como sua herança espiritual, não tem precedentes históricos”
– afirmou Weiss.
RAZÕES PARA A VITÓRIA INESPERADA DE TRUMP
A carta do Sinédrio assinala que a inesperada vitória de Trump deveu-se ao seu apoio a Jerusalém, e lembra Trump da sua promessa eleitoral de deslocar a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém, reconhecendo assim efectivamente a cidade como a capital de Israel.
O “Acto da Embaixada de Jerusalém”, votado pelo congresso norte-americano em 1995, iniciou o processo de deslocação da embaixada, mas tem desde então sido vetado por todos os presidentes norte-americanos em exercício. O Sinédrio apela agora a Trump para que anule o veto assim que tomar posse como presidente.
 
O PAPEL CRUCIAL DE PUTIN
O Sinédrio recordou também na carta a ligação de Putin ao Templo. Durante a sua terceira visita a Jerusalém em 2012, Putin fez uma visita nocturna ao Kotel (Muro Ocidental). Quando chegou ao lugar sagrado para os judeus, o líder russo ficou em silêncio durante vários minutos, fazendo uma oração pessoal, tendo depois feito uma leitura dos Salmos a partir de um livro de orações em russo e hebraico.
Um transeunte israelita que ali se encontrava clamou em voz alta: “Bem vindo, presidente Putin!” O presidente russo aproximou-se então do homem, que lhe explicou a importância do Monte do Templo e do Templo judaico. O site de notícias judeu ortodoxo “Chadrei Charedim” relatou que Putin teria respondido: “É exactamente a razão por que vim aqui: orar para que o Templo volte a ser construído.”
Ainda que Putin não tenha respondido na altura ao apelo feito pelos judeus, o Sinédrio acredita que chegou a altura do presidente russo tomar um papel activo na reconstrução do Templo.
TRATADO DE SAN REMO
Para além dos pedidos relacionados com o Templo, o Sinédrio está também apelando a Putin e a Trump para que renovem a resolução da “Liga das Nações” feita em 1920, conhecida como “Tratado de San Remo”, que, na sua essência, possibilitou a criação de um estado judaico através da divisão do império otomano. O tratado incorporou a “Declaração de Balfour”, emitida pela Grã-Bretanha em 1917, e que deu o reconhecimento oficial e apoio para o estabelecimento do estado de Israel.
O presidente norte-americano Calvin Coolidge ratificou em 1925 o “Tratado de San Remo”, legalizando assim o reconhecimento de um estado judaico pelas leis americanas. O Sinédrio enfatizou que é agora imperativo fortalecer o compromisso histórico norte-americano com o estado de Israel, adoptando o documento, numa altura em que a “Autoridade Palestiniana” tenta reescrever a História mundial através de uma ridícula campanha contra a “Declaração de Balfour.”
O rabi Weiss enfatizou que o apoio à reivindicação judaica de Jerusalém traria benefícios à Rússia, aos EUA e até mesmo ao resto do mundo.
“Os líderes da Rússia e da América podem conduzir as nações do mundo à paz global através da construção do Templo, a fonte da paz” – explicou o rabi, acrescentando: “Isto anulará as pérfidas resoluções da UNESCO, que são a causa de raiz do aumento do terrorismo e da violência.”
Tudo se encaminha a passos largos para o cumprimento do GRANDE SINAL, que dará início aos últimos 7 anos antes da Vinda do Messias Jesus: o acordo do Anti-Cristo com a nação de Israel e “com muitos”, um falso acordo de paz, que será rompido pelo Anti-Cristo a meio dessa “semana profética”, e que incluirá a construção de um Templo para os judeus…
Pode estar mais próximo do que imaginamos…!
Fonte: Shalom, Israel

Rabino aponta sinal da construção do Terceiro Templo

Indícios do Terceiro Templo serão apontados este ano em Israel, revela código bíblico
De acordo com o teólogo Jimmy De Young, a Bíblia aponta que dentro do cenário previsto para o fim dos tempos está a construção de um templo judaico, que estará erguido quando o Anticristo governar o mundo.

1580068634-monte-do-templo

Em um de seus estudos, o rabino Matityahu Glazerson, um dos principais especialistas do mundo sobre os Códigos da Bíblia, sugeriu acontecimentos que irão desencadear o Terceiro Templo estão marcados para este ano.

Em um vídeo, Glazerson aponta para um código bíblico que pode ser traduzido como “Deus irá informar, no dia 15 de Av [mês hebraico]”. Este ano, o dia 15 de Av corresponde ao dia 19 de agosto.

“Não sabemos exatamente ao que ele se refere, mas a implicação clara é que Deus irá nos notificar sobre algo importante no dia 15 de Av, que tem a ver com o templo”, afirmou o rabino.

Qual o significado do dia 15 de Av no calendário hebraico? Para explicar, Glazerson relembra uma citação do rabino do século 19, Sadoc ha-Kohen, que diz: ” dia 15 de Av é o momento para a construção do Beit HaMikdash (Templo Sagrado), uma vez que, nessa data, o pecado dos espiões foi apagado”.

O rabino Zadok ha-Kohen se refere ao grupo de doze homens enviados por Moisés para espiar a terra de Canaã antes da entrada dos israelitas (Números 13). Dentre os doze enviados para informar sobre a terra, dez voltaram com críticas.

Além disso, Glazerson demonstra um código que aponta que o templo será trazido do céu e outro que aponta uma referência ao ano hebraico atual, que terminará no anoitecer do dia 2 de outubro de 2016.

O rabino esclareceu que os sinais sobre o Terceiro Templo no Monte Moriá (local onde está construído o Monte do Templo, em Jerusalém) estão subordinados ao comportamento piedoso do povo judeu.

Fim dos tempos

De acordo com o teólogo Jimmy De Young, a Bíblia aponta que dentro do cenário previsto para o fim dos tempos está a construção de um templo judaico, que estará erguido quando o Anticristo governar o mundo. “Ele o profanará e o povo judeu será forçado novamente a deixar o Templo, porque se manterá fiel a Deus e se recusará a adorar o Anticristo (Dn 9.27)”, diz o estudioso no site Chamada.

No sermão no monte das Oliveiras (Mt 24-25), Jesus confirmou a profecia de Daniel. Ele chamou a profanação de “o abominável da desolação” e disse que ela ainda não havia acontecido (Mt 24.15).

“Algum dia, o Messias, Jesus, voltará para Jerusalém e construirá Seu Templo nesse pedaço de terra (Zc 1.16; Zc 6.12); e, a partir desse Templo do Milênio, Ele governará o mundo (Zc 6.13)”, afirma De Young.
Fonte: BREAKING ISRAEL NEWS

Levitas para o Terceiro Templo são registrados e iniciam estudos da novilha vermelha

Estudando as leis da novilha vermelha: preparar-se para o futuro12670347_10150647874109969_754357379768345184_n
Na semana passada, em antecipação de shabbat parashat anual do Pará (Pré-Páscoa shabbat leitura de Deuteronômio 19:1-22, em que a portaria da novilha vermelha é estabelecido em detalhes pela Torah,) O Instituto do templo anunciou publicamente que é criar um registo de kohanim – descendentes da tribo sacerdotal de Aaron – cujo estatuto de pureza bíblica que lhes permite participar para a preparação da novilha vermelha.

O anúncio inaugurou a segunda fase do Instituto do templo é projeto monumental para restaurar a pureza bíblica (Tahara) para o mundo, com o início de um registro histórico de qualificado kohanim. A primeira fase, que teve início no verão passado, começou a fase inicial para12938163_10150647874154969_3937774414458548065_na criação de uma manada de gado angus vermelho em Israel, capazes de produzir novilha vermelha candidatos.
Anúncio da semana passada foi recebida com uma enorme emoção por kohanim ao redor do mundo, que começaram a apresentar os seus nomes e informações relevantes, e pela não-Kohanim quem espera ansiosamente pela renovação de pureza bíblico no mundo, um pré-requisito para a plena renovação da O serviço divino no templo sagrado.

Entre aqueles que estão atentos esta chamada, é a base de Jerusalém kolel (Torah Academy) Dorshei Tzion, que assumiu o desafio de aprender as leis da novilha vermelha em profundidade. Deixando a sua sala de estudo, estes torah estudiosos estão perseguindo um mãos-no curso de estudo, incidindo sobre a aplicação prática das leis da novilha vermelha, e não simplesmente em uma compreensão teórica.

A fim de adquirir uma compreensão profunda e apreciação das características necessárias que tornam um potencial novilha vermelha em uma verdadeira novilha vermelha, assim cumprindo todos os requisitos da Torah, estes estudiosos estão se familiarizando-fechar com os detalhes gado e aspectos de animal Pecuária.

Os estudiosos têm também visitou o que se acredita ser a localização precisa do ” MONTE DA UNÇÃO,’ Um local a leste de entrada do templo sagrado santuário, situado no monte das Oliveiras, onde o processo de produzir as cinzas da novilha vermelha é obrigado a tomar lugar.12670685_10150647874359969_8306857158878448241_n
Como é gratificante que o instituto do templo é ousado passos em direção a renovação da portaria há muito adormecido da novilha vermelha estão inspirando outros a encarregar-se de estar na vanguarda da grande revolução espiritual que ocorrem na terra de Israel, como o Nação de Israel se aproxima a cada dia para a reconstrução do santo templo e a renovação do serviço divino.

Fonte: The Temple Institute

Oktar, grande incentivador do Terceiro Templo com os maçons

Você sabe quem é Adnan Oktar?  Leia mais a respeito dele se quiser aqui.

Oktar é um dos maiores articuladores no mundo árabe para a construção do Terceiro Templo.  (Leia isto)

Também é sabido que os maçons desejam a construção do Terceiro Templo, para nele executar seus sacríficios secretos. Basta pesquisar a respeito.

Oktar está unha e cutícula com os maçons, como está publicamente apresentado neste vídeo de setembro de 2015. Nele, grãos mestres das mais importantes lojas maçonicas do mundo, apresentam soluções para se resolver a questão da Síria e alcançar a paz.

Adnan Oktar tinha convidados importantes de cada seguido com grande interesse na transmissão do programa de chat ao vivo ontem à noite. Lojas maçônicas em grandes mestres do mundo de vários países apresentaram suas soluções para o fim da guerra na Síria. Também Adnan Oktar Bashar Assad enviou uma carta especial ao Grão-Mestre e Grande Loja da Itália foi assinada por Gian Franco Pillon. Para parar, especialmente as mortes de civis Assad, todas as religiões para a paz na Síria, sectária, toda a fé e de fraternidade da raça foi feita em uma chamada para cantar juntos. Maçons estão participando do programa: -Food Franco Pillon, Itália umso a Grande Loja do Grande Mestre -Charles Mabry União Conjunta EUA Maçônica Grande Mestre -Victor alemão Serna, presidente do Conselho das principais hispânicos norte-americanos dominantes -David Munoz, Grão-Mestre da Grande Loja de North América hispânica -Olli Spencer, de Boston a Washington, DC. Grão-Mestre da Grande Loja -Marino De Armas Benitez, 33 graus Mason, um oficial sênior da cubana Grão-Mestre -Dr. Nabil Toumeh, Síria, um conhecido empresário e filósofo de Damasco …. Sr. Adnan Oktar América, Cuba e Itália bate-papo ao vivo em Grandes Mestres e convidado sírio com A9 TV da Loja Maçônica (11 de Setembro de 2015)

A tradução está ruim devido a lingua original árabe de não dominio nosso. Mas é a descrição do próprio vídeo.

Milhares de soldados iranianos encenam tomada do Monte do Templo

ShowImage

A construção de uma réplica de plástico da al-Aksa e Domo da Rocha, iranianos relatórios de mídia dezenas de milhares de soldados encenado exercícios apelidado de “Rumo à Cidade Santa”.

Milhares de forças paramilitares iranianos participaram de treinos simulados e exercícios simulando a captura do Monte do Templo em Jerusalém, semi-oficial Fars do IrãA agência de notícias informou sexta-feira.

A construção de uma réplica de plástico da al-Aksa e Domo da Rocha “, dezenas de milhares de soldados” conduzida encenado exercícios apelidado de “Rumo à Cidade Santa.”

O relatório Fars acrescentou que os treinos envolvidos mais de 120 batalhões Basij, em que caças-jatos bombardearam alvos no sobremesa e dezenas de esquadrões armados de pistola representando soldados israelenses que guardavam a réplica santuário.

Fars citou um comandante Basij como dizendo que os treinos foram organizadas “de exercer a preparação para lutar contra possíveis ameaças na região.”ShowImage (1)

Lutadores Basij são um braço voluntário do do Irã Guarda Revolucionária Islâmica e foram chegando na Síria para reforçar as tropas do governo sírio em uma ofensiva no norte da cidade de Aleppo impugnado e outras áreas controladas pelos insurgentes.

No mês passado, o Irã realizou um funeral público para um paramilitar Basij sênior depois que ele foi mortalmente ferido em batalha no norte da Síria.

O Irã diz que tem conselheiros militares e voluntários na Síria, mas nega que tenham uma força convencional no chão e diz que está apoiando o exército sírio contra os insurgentes Estado islâmico. ShowImage (2)A Rússia, que está a realizar ataques aéreos com aviões sírios-based, diz o mesmo.

Fonte: Jpost

Mufti de Jerusalém diz que nunca houve Templo judeu

Muhammad-Ahmad-Hussein-grand-mufti-jerusalem

MUFTI DE JERUSALÉM AFIRMA QUE “NUNCA HOUVE NENHUM TEMPLO JUDEU NO MONTE DO TEMPLO”…

O clérigo muçulmano Sheikh Muhammad Ahmad Hussein, nada menos nada mais que o “grande mufti” de Jerusalém, o responsável pela mesquita de al-Aqsa, no Monte do Templo, afirmou neste domingo passado que nunca existiu qualquer templo judeu sobre o Monte do Templo, alegando ainda que o sítio tem sido o lugar para uma mesquita “desde a criação do mundo.”

Numa entrevista em árabe ao canal 2 da TV israelita, este representante muçulmano afirmou sem “papas na língua” que o local do Monte do Templo, o mais sagrado para os judeus e o terceiro para os muçulmanos já era uma mesquita “há 3.000 anos, e há 30.000 anos, e assim tem sido desde a criação do mundo.”

“Esta é a mesquita al-Aqsa que Adão (paz seja com ele), ou durante o seu tempo, os anjos edificaram” – afirmou este clérigo, nomeado mufti em 2006 por indicação de Mahmoud Abbas, o mesmo que tem defendido ataques suicidas contra os judeus israelenses.

Apesar de as próprias fontes islâmicas confirmarem a presença judaica antiga neste local, este líder muçulmano negou veementemente qualquer presença de algum santuário judaico no local.

Mais um palestino a tentar reescrever a História à sua maneira, fazendo tábua rasa de todas as mais que claras evidências históricas e arqueológicas que comprovam a presença dos Templos judaicos naquele mesmo lugar.

Já no século 10, o historiador muçulmano Muhammad ibn Ahmad Shams al-Din al-Muqaddasi, na sua descrição da Síria e da Palestina, escreveu que “em Jerusalém está o oratório de David e o seu portão; aqui estão as maravilhas de Salomão e suas cidades”, e que as fundações da mesquita de al-Aqsa “foram estabelecidas por David.”

Um guia do Haram al-Sharif (o Monte do Templo), publicado pelo Waqf islâmico em 1924 mencionava também a presença dos dois Templos judaicos sobre este monte na antiguidade.

Existem pelo menos quatro inscrições do Templo de Herodes destruído pelos romanos no ano 70, que confirmam a presença de um templo judeu sobre esta plataforma de 37 ares construída por Herodes há 2 mil anos atrás.

Fonte: Ame Israel

Instituto do Templo anuncia: a novilha vermelha em Israel

novilha vermelhaVocê está pronto para fazer parte da restauração do estado de pureza que permita a reconstrução do Templo Sagrado? Ajude o Instituto do Templo a produzir um kosher Red (Novilha) na Terra de Israel.

Após milênios de saudade, apenas uma organização está pavimentando o caminho para a reconstrução do Templo Sagrado. O Instituto do Templo, (מכון המקדש), localizado na Cidade Velha de Jerusalém, é uma organização de pesquisa dedicada à preparação para a construção do Terceiro Templo, incluindo a recriação de mais de 60 vasos sagrados do templo, prontos para uso uma vez que o templo é reconstruído. Estes incluem peitoral do Sumo Sacerdote que caracteriza as doze pedras preciosas das tribos de Israel, o meia tonelada menorah de ouro, e os instrumentos musicais do coro levítico. No ano passado, a campanha bem sucedida Indiegogo do Instituto do Templo levantou mais de $ 100,000 usado para desenvolver planos arquitetônicos para o Templo Sagrado.
O Templo Sagrado significa a santidade ea dignidade da vida humana e da paz universal, e será o centro de uma peregrinação inspiradora para todos os povos (cf. Is Ch. 2).
O Instituto do Templo é agora começa um de seus projetos mais ambiciosos até à data: Restaurar o mandamento divino da Novilha Vermelha, permitindo o retorno de  Tahara , o estado de pureza bíblica para o mundo. Esta é uma parte integrante da promessa profetizaram da elevação e da unidade de toda a humanidade. 

O que é uma novilha vermelha? Por que precisamos de um? 

A Novilha Vermelha é uma vaca fêmea, de três anos de idade, com perfeita consistência de uma tonalidade avermelhada particular, tendo nem mesmo dois cabelos de qualquer outra cor. A novilha também não pode ser usado para qualquer tipo de trabalho, e deve ser totalmente livre de defeito.   A ordenança do  Aduma parágrafo , da Novilha Vermelha, é encontrada na Torá, no livro de Números Capítulo 19, e elucidada no ensinamentos dos sábios de Israel. O processo de purificação através da bezerra vermelho é o único antídoto para o estado de impureza causada por morte, e, portanto, intrinsecamente imperativo para o restabelecimento de pureza.

Qual é a diferença entre uma vaca vermelha comum, e um Red Novilha adequada?

Gado vermelho pode ser encontrado em todo o mundo, e não são incomuns. No entanto, levantando uma novilha vermelha perfeita em conformidade com os requisitos bíblicos para o cumprimento da Ch Numbers. 19 mandamento é uma tarefa difícil que exige planejamento prévio, preparação rigorosa e supervisão constante. Para que uma novilha para ser considerada kosher para o uso bíblico, deve ser literalmente criados desde o nascimento em circunstâncias específicas e em um ambiente controlado.

O Projeto já começou: uma mudança em Conceição

No passado o povo de Israel esperou para o nascimento de um potencial Novilha Vermelha. Mas com o conhecimento da Torá e ciência avançada, o Instituto do Templo começou agora a prosseguir activamente este mandamento. Para este projeto sem precedentes, o Instituto do Templo uniu forças com um fazendeiro de gado experientes aqui em Israel. Este especialista na ciência da criação de animais, sob a  halachic   supervisão e orientação dos rabinos do Instituto do Templo, está utilizando a técnica de implantar os embriões congelados de bovinos Red Angus em gado doméstico israelenses. O resultado final deste programa será a introdução da raça Red Angus em Israel. Este método, autorizadas e aprovadas pelo Ministério da Agricultura de Israel, já provou bem-sucedida com o nascimento de uma série de macho Red Angus. A localização e outros detalhes do rancho de gado vai manter reservadas ao público em geral durante as fases iniciais do projeto. O Instituto do Templo irá lançar atualizações periódicas de progresso.

Nosso objetivo imediato é de R $ 125.000. Sua contribuição irá para:

  • implantação do embrião
  • cuidado veterinário, conservação e alimentação
  • arranjos especiais para cuidados supervisionados em conformidade com a legislação bíblica
  • infra-estrutura para o ambiente controlado do rebanho
  • identificação e cuidados separado dos candidatos perfeitos Novilhas vermelhas
  • medidas de segurança, incluindo videovigilância 24 horas e monitoramento
  • a publicação de, inovador originais halachic pesquisas e descobertas

O êxito da introdução perfeita Red Novilhas para Israel é o primeiro projeto de um programa multi-nível que irá abranger um número de anos. Fases futuras do programa pureza restauração incluirá:

  • Expansão do currículo e do corpo docente do aclamado do Instituto do Templo Nezer HaKodesh Academia de Estudos sacerdotais para incluir a formação dos futuros sacerdotes em treinamento em todos os aspectos do preceito da Novilha Vermelha;
  • A identificação e seleção de  kohanim (descendentes da tribo sacerdotal de Arão) cujo estado de pureza que lhes permite assistir à preparação da Novilha Vermelha;
  •  a documentação eo fornecimento da localização precisa no Monte das Oliveiras para a preparação da novilha
Mitos e Fatos

Mitos:

  • O aparecimento de uma novilha vermelha é milagroso
  • A Novilha Vermelha será preparado pelo Messias
  • A Novilha Vermelha não pode ser preparado sem primeiro obter as cinzas do original Red Novilha
Fatos:
  • Não há nada de milagroso sobre o nascimento de uma vaca vermelha; eles existem em abundância. Mas levantar e preparar uma bezerra para ser um candidato potencial para o cumprimento do mandamento bíblico requer know-how:   halachic , a perícia científica e criação animal, parceria do Instituto do Templo com um pecuarista israelense especialista representa a síntese perfeita de conhecimento da Torá e especialização científica .. . e fé. Uma verdadeira empresa religioso-sionista!
  • Nas palavras do grande sábio, Maimonides, não há halachic conexão entre a chegada do Messias, e nossa obrigação de cumprir qualquer dos mandamentos de D’us ( Rambam, Iggeret HaShmad ).  Todos os mandamentos da Torá são factíveis e esperando para ser cumprida ; Novilha Vermelha não é diferente.
  • Não há haláchico pré-requisito que obriga as cinzas originais

https://youtu.be/nHnjOiagh-g https://www.youtube.com/watch?t=28&v=uORSlDKYY_I Fonte: Instituto do Templo

O anúncio do Terceiro Templo pode ser em 12 de julho de 2015

yehuda-glick-temple-mount
ATENÇÃO: Estamos vendo o descortinar de um evento de proporções proféticas sendo possivelmente realizado diante de nossos olhos nessa época
—————————
O ativista do Monte do Templo e chefe do Templo do Monte Heritage Foundation, rabino Yehuda Glick, está atualmente (02/07) em Istambul, Turquia, em um encontro com líderes religiosos muçulmanos e juntando-se como um convidado de honra na celebração do feriado do mês do Ramadã.
Várias personalidades religiosas e muftis tinham estendido a mão para Glick, convidando-o para visitar mesquitas turcas e participar de condenações públicas conjuntas do terror e da violência em nome do Islã.
Glick é um israelense de origem americana é dedicado a vida em aumentar o acesso ao Monte do Templo em Jerusalém, o local mais sagrado do judaísmo. Uma figura controversa, ele sobreviveu a uma tentativa de assassinato em outubro, quando um terrorista palestino atirou quatro vezes no seu peito à queima-roupa.
Discutindo a sua decisão de viajar para a Turquia, a qual nos últimos anos não tem sido amigável para com Israel, Glick explicou em uma declaração exclusiva à Israel News, “nos últimos anos tenho estado envolvido na promoção do diálogo entre os crentes em Um e Único Deus. Quando faço uma chamada para a liberdade de culto, dos direitos humanos, o respeito a todas as outras pessoas, eu quero dizer isso. Esta missão está profundamente ligada à visão de nossos profetas que tornaram o Monte do Templo em uma casa de oração para todas as nações”.
Glick condenou a justificativa religiosa usadas por terroristas para realizarem seus atos de violência. “Há muitos líderes religiosos amigáveis que compartilham essa crença de que não só é qualquer uso da violência que não se justifica, mas quando é feito em nome de Deus, é uma desgraça total de Seu Nome”, afirmou Glick.

Refletindo sobre a tentativa de assassinato de sua vida, Glick disse ao Israel News, “logo depois que eu fui ferido, muitos desses líderes vieram condenar publicamente este atentado muito ferozmente, e eles tinham me convidado para expressar essas palavras para mim pessoalmente. Agora, oito meses após a tentativa de assassinato contra a minha vida, eu sinto que, embora eu não estou completamente de volta, a minha saúde atual me permite responder positivamente a esses convites”.
Considerando as atuais tensões políticas e religiosas em Israel, Glick explicou que ele sentiu que esta viagem poderia promover o diálogo e a paz. “Desta vez, eu senti que eu não podia dizer não. Embora nestes dias os muçulmanos estão desonrando o nome de Deus e realizando ataques terroristas ao redor de Israel, fui convidado pelos líderes muçulmanos para comemorar como um convidado de honra durante o mês do Ramadã. Eu fui convidado para vir para suas mesquitas e ouvi-los pregar publicamente para condenar qualquer tipo de terror e violência.
“Esta semana eu estarei reunido com diversos muftis que compartilham essas crenças. Espero que eu esteja fazendo a minha pequena parte na promoção da paz no mundo, em nome de Deus, cujo nome é Shalom (paz), e em nome da cidade de Shalom – Jerusalém”.
Quinta à noite, Glick é esperado para se juntar a representantes de diferentes religiões em uma grande cerimônia celebrando a refeição fast-break tradicional de iftar, que é comido cada noite na conclusão do diário de jejum do Ramadã.
“Encontrei-me com um grande Mufti de Istambul – Ideen Hyman, da Mesquita Dulmabache. Eu também me reuni com o governador de Istambul”, disse Glick.
Em uma entrevista com Adnan Oktar, um proeminente autor e anfitrião de televisão no canal A9 por satélite que falou no passado sobre a fraternidade entre judeus e muçulmanos, Oktar expressou sua admiração de Glick e reafirmou sua condenação da violência.
“A tentativa de assassinato foi terrível”, disse Oktar. “Foi o terrorismo. Denunciamos de forma muito poderosa. Nenhum muçulmano normal pode pensar isso ou fazer isso”.
Agradecendo Oktar por falar em nome de Deus contra a violência, Glick encorajou outros a defenderem a verdade contra o Islã radical.
“Quando alguém faz [a violência] em nome de Deus, e nós sabemos que Deus é a vida eterna, que Ele não pode ser usado para matar, Ele é para a vida, então é isso que é tão doloroso, e é isso que nós, pessoas que são fiéis em Deus, devemos falar contra”, afirmou.
“Eu acho que o Sr. Oktar está a fazer isso todos os dias, chamando as pessoas e dizendo que Deus não é o Deus do mal, Deus é um Deus de misericórdia, isso é tão importante, porque temos de preparar a humanidade para estes dias especiais”.
Falando sobre o verdadeiro custo do terror islâmico, Glick acrescentou: “O dano destas pessoas que estão fazendo [a violência] em nome do Islã não é um prejuízo para nós, é principalmente um dano ao Islã. Nós sabemos que o Alcorão fala sobre o povo judeu como o Povo do Livro, da Terra Santa, e essas pessoas que estão falando em nome do Islã, eles estão causando danos acima de tudo para o nome do Islã”.

yehuda-glick-turkey1
Oktar concordou, dizendo: “Você está certo, eles atacam Islã e o Corão, desta forma, fazendo algo parecido com isto. Vamos ver muito belos dias, se Deus quiser. Veremos que os filhos de Abraão irão se abraçar na Terra Santa, e vamos ver o Mashiach (Messias)”.
“Nós consideramos você como um herói”, acrescentou. “Sua missão ainda não acabou, sua missão continua, vamos ver o Mashiach (Messias), vamos ver o Templo de Salomão, vamos todos juntos orar lá, se Deus quiser”.

Mais detalhes em Breaking News.

Fonte: The Temple Institue e Dionei Vieira.

ESTA É A IMAGEM PUBLICADA PELO INSTITUTO DO TEMPLO AVISANDO SOBRE O ANUNCIO
11204899_10150566296169969_433244512192153997_n

O monte do Templo é cenário profético do fim

Nosso Senhor Jesus Cristo começou seus discursos no Monte das Oliveiras listando sinais proféticos do fim dos tempos. Ele apontou para o templo no Monte Moriá e profetizou aos apóstolos que ele estava prestes a ser destruído e que não restaria pedra sobre pedra naquele lugar. Esta profecia cumpriu-se exatamente como foi descrita pelo Senhor Jesus 37 anos depois, em 10 de Agosto (ou 9 do mês Av) do ano 70 dC.

terrasantaQue apropriado seria, então, que o Templo da 70ª Semana estivesse concluído e os serviços de adoração fossem iniciados antes do advento da profecia do anjo Gabriel sobre a 70ª Semana de Israel? Eu acredito que a Palavra de Deus no texto da Bíblia Sagrada nos diz que isto acontecerá assim.
Portanto, um constante e pleno funcionamento do templo judaico no Monte Moriá seria o maior sinal físico do início iminente dos últimos sete anos da história humana como a conhecemos desde a morte, ressurreição e ascensão de Jesus ao céu e desde o renascimento de Israel, em cumprimento à profecia de Isaías 66:8.

O apóstolo João escreveu nos três primeiros versículos do capítulo 11 do livro de Apocalipse o que Deus deu a Jesus, que por sua vez fez saber ao anjo, que então o apresentou a João:

“Deram-me um caniço semelhante a uma vara de medir e me disseram: “Vá e meça o templo de Deus e o altar, e conte os adoradores que lá estiverem.Exclua, porém, o pátio exterior; não o meça, pois ele foi dado aos gentios. Eles pisarão a cidade santa durante quarenta e dois meses. Darei poder às minhas duas testemunhas, e elas profetizarão durante mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco”.

Neste trecho da Palavra, que corresponde ao início da 70a Semana, o Templo está em constante e pleno funcionamento, então o Senhor nomeará suas duas testemunhas que iniciarão seu ministério profético de 42 meses (1.260 dias), abrangendo a primeira metade da 70ª Semana.
Pense na grandeza, no espetáculo e no descomunal tamanho do Templo nas escalas e proporções corretas. Nos nosso dias, quanto tempo demoraria para preparar o terreno, fazer a planta e tudo o mais que é necessário para a construção de uma estrutura deste tipo divinamente ordenada? 12 meses? 2 anos? 3 anos? Mais?
O ponto é que uma estrutura como esta exigirá uma agenda e um plano executável para ser concluída. Outros objetos religiosos são necessários para o serviço efetivo do templo, e requererão certa quantidade de tempo para serem elaborados.
Independentemente do tempo necessário para a conclusão de todas estas coisas e de toda a logística necessária para que tal esforço de construção torne-se possível, uma coisa é certa, tudo irá ocorrer antes do início da 70ª Semana. O Harpazo (arrebatamento) pode ocorrer a qualquer momento, mas há também a possibilidade de que a Noiva de Cristo seja testemunha de eventos proféticos, como o cumprimento da guerra relata no Salmo 83, que é um pré-requisito para que tudo isto ocorra.
Como o texto revela, os “tempos dos gentios” ainda estarão em andamento quando a construção da estrutura do Templo ocorra e as duas testemunhas comecem seu nomeado ministério profético.

Fonte: Escatologia Hoje

Tradução: Irmã Tatiana – uma serva que o Senhor mandou para a equipe da Ultima Trombeta para auxiliar nos trabalhos de tradução. Porque o Senhor quer prosperar o trabalho de nossas mãos, quando nos colocamos como vasos nas mãos Dele. Shalom!

Bilhões em ouro descoberto em Eilat será para o Terceiro Templo

“O ouro dessa terra é bom; o bdélio, e a pedra de ônix estão lá. “(Gênesis 2:12)

Um tesouro de ouro bruto no valor de bilhões de dólares acredita-se estar sob o Monte Eilat no sul de Israel.

Rabino Yehuda Glick está liderando os esforços para a minha bilhões de dólares de ouro no sul de Israel para ser usado para reconstruir o Templo judaico.

Em entrevista exclusiva, o rabino Yehuda Glick, o director executivo da Fundação Heritage Monte do Templo em Jerusalém, revelou a notícia, que havia sido mantido em segredo durante os últimos anos.

Glick é talvez o mais conhecido para a missão de assegurar que o Monte do Templo é acessível a todas as pessoas de todas as religiões que querem adorar no local sagrado de sua vida. Sua dedicação ao Monte do Templo resultou em uma outubro 2014 tentativa de assassinato contra a sua vida por um terrorista palestino.

Quatro tiros no peito, Glick fez uma recuperação milagrosa e continua seu trabalho para abrir o Monte do Templo para a oração para todos os povos.

Glick disse Quebrando Israel Notícias de que há milhares de milhões de dólares em ouro em Mount Eilat, que ele e seu parceiro, Yehoshua Friedman, ter recebido uma licença exclusiva para desenterrar pelo governo israelense.

Explicando a descoberta, Glick disse que tudo começou com Friedman, um pesquisador Monte do Templo que vinha estudando cada uma das 12 pedras originais estabelecidos no peitoral do Sumo Sacerdote como descrito na Bíblia . Cada pedra representa uma das 12 tribos de Israel.

Durante seus estudos, Friedman percebeu que sem um fundo geologia que não podia apreciar devidamente as profundezas e os significados por trás de cada uma dessas pedras. Isso levou à sua descoberta de que, em 2007, o ouro tinha sido encontrado nas montanhas de Eilat por uma equipe de pesquisa da Austrália, que mais tarde abandonou a escavação porque o valor do ouro na época não valia a pena seus esforços.

Friedman e Glick, sabendo os versículos bíblicos relativos ao ouro na Terra de Israel, percebeu que este era um projecto que teve de ser perseguido.

Juntos, ao lado de várias outras empresas que procuram encontrar ouro na terra de Israel, Glick e Friedman apresentado ao Ministério israelense de Energia e Infra-estruturas de um concurso para cavar nas montanhas de Eilat.

“Por causa da extensa prova bíblica que apresentou sobre o local exato onde o ouro era para ser encontrado, ganhou a licença para começar a escavação,” Glick disse Quebrando Israel Notícias .

Rabino Yehuda Glick na descoberta de Ouro

Sua empresa, Gold Deposit Ltd., agora tem uma licença exclusiva de dois anos, a partir de Janeiro de 2015 a Dezembro de 2016, para escavar a área escolhida e encontrar o ouro.

Quando perguntado o que estes dias modernos exploradores bíblicos pretende fazer com seus bilhões de dólares em ouro, o rabino Glick respondeu: “Em última análise, esperamos usar o ouro na reconstrução do Terceiro Templo. Quer usar o próprio ouro para a criação de vasos e decoração ou vendendo os resultados e usar o dinheiro para comprar os materiais e mão de obra necessários para reconstruir o Templo, estamos ansiosos para o grande dia! “

Fonte: Breaking Israel News